Como fazer email marketing [Guia Completo]

15 de agosto de 2023
Tempo de leitura20 minutos
Eduardo S.
Eduardo S.
Redator

A união de personalização, alcançar muitas pessoas, gastar pouco para colocar em prática, ser eficaz e trazer resultados visíveis é o que faz do e-mail marketing uma ótima maneira de se comunicar e atrair novos clientes para qualquer tipo de empresa. Mas como fazer email marketing com eficiência?

Dentro do mundo do marketing digital, o email se destaca como uma das principais formas de construir e manter relacionamentos com as pessoas que têm interesse no que você oferece.

Seja para divulgar materiais especiais (como ebooks, artigos informativos, gráficos ilustrativos), anunciar eventos ou webinars, mandar boletins informativos ou nutrir possíveis clientes, enviar uma série de emails é a escolha acertada.

Para facilitar a sua compreensão desta ferramenta, vamos te guiar através de todas as etapas de como fazer email marketing no seu negócio!

Como fazer email marketing?

Desenvolver uma estratégia de email marketing requer atenção e um bom esforço. Em poucas palavras, vamos dar uma olhada nos passos essenciais para montar a sua estratégia de emails.

1. Construa sua lista (e não a compre)

Para começar, devemos olhar um pouco para trás. Antes de montar uma estrutura e uma estratégia para o Email Marketing, é importante pensar em como você vai atrair contatos de e-mail para a sua empresa.

As estratégias para conseguir contatos de email são maneiras de otimizar o seu site ou suas atividades para atrair pessoas interessadas. Existem diversas técnicas, mas vamos focar nas principais para que você comece a trabalhar com resultados:

Páginas de Destino (Landing Pages)

Quando você está seguindo uma estratégia de Inbound Marketing, a maneira mais eficaz de conquistar contatos e começar a aumentar a sua lista de contatos é através da criação de conteúdo. Esse conteúdo é distribuído por meio de landing pages, onde os visitantes deixam o seu email.

Pop-ups Relevantes

Em áreas estratégicas do seu site, você pode usar pop-ups que são relevantes e específicos para os interesses dos seus contatos. Por exemplo, esse tipo de pop-up pode ser apresentado a usuários que estão visitando sua página e estão prestes a fechá-la.

2. Escolha sua ferramenta de e-mail marketing

Agora que já estamos certos de que a sua lista de contatos está crescendo, é o momento de preparar o terreno para começar a montar a estrutura do seu Email Marketing.

Nesse sentido, é crucial selecionar uma ferramenta de e-mail marketing, também conhecida como ESP (Email Service Provider), para tornar o processo de envio e gerenciamento mais simples e eficiente.

Separamos algumas das melhores ferramentas para ajudar em como fazer email marketing, usando modelos prontos otimizados para dispositivos móveis, agendamento de envios de acordo com o seu planejamento e fornecimento de relatórios detalhados para que você possa acompanhar tudo de perto.

1. Brevo

Agora a SendinBlue se chama Brevo! E é uma das poucas plataformas que integra marketing e emails transacionais em um único lugar. Para simplificar, os emails transacionais são aqueles enviados para confirmar coisas como um pagamento ou um pedido.

Para criar suas campanhas de email marketing, basta selecionar um template ou criar um modelo do zero e configurá-lo como quiser.

Eles oferecem diversos planos, incluindo um plano grátis com um limite de 300 emails diários. Vale a pena conferir para ver como é simples se envolver com o email marketing.

Confira nossa avaliação completa da Brevo!

Captura de tela da Brevo

2. Pipedrive

O Pipedrive é mais uma ótima escolha da nossa seleção de ferramentas para fazer campanhas de email marketing, e ainda oferece uma ferramenta de CRM altamente eficiente e fácil de usar.

Com suas funções de arrastar e soltar, você tem a capacidade de criar designs personalizados ou escolher entre modelos já prontos.

Além disso, segmentar seus destinatários fica simples ao inserir endereços de email, utilizando os dados guardados no Pipedrive.

E para completar, o Pipedrive oferece seis opções de planos pagos, que podem ser ajustados de acordo com as necessidades da sua empresa. E todos esses planos têm um período de teste gratuito de 14 dias.

Captura de tela da Pipedrive

3. E-goi

O E-GOI é uma ferramenta super completa que oferece soluções multicanais para seus usuários, além de automação de marketing e várias funcionalidades que vão além do simples envio de campanhas de email.

Com ele, você tem acesso a soluções automatizadas tanto para emails quanto para dispositivos móveis, incluindo o envio de mensagens SMS, notificações push e muito mais.

Sendo uma ferramenta profissional, o E-GOI também fornece relatórios detalhados para você acompanhar métricas como taxas de abertura, número de cliques e até a taxa de conversão dos seus emails.

Recomendamos também conferir o E-book grátis deles sobre os segredos do e-mail marketing, é só acessar e solicitar uma cópia para você.

Captura de tela do E-GOI

3. Escolha seu nome de remetente

Em várias análises e experimentos, notamos que uma das melhores estratégias para o nome do remetente é usar um endereço de email real. Abandone o contato@empresa.com.br e opte por seunome@empresa.com.br.

Esse toque pessoal realmente faz diferença, impactando nas taxas de abertura e cliques. Percebemos que isso tende a criar uma conexão emocional com os usuários.

4. Segmentar seu público

Assim que você construiu sua lista de contatos, dividir seu público em segmentos vai dar um rumo mais certeiro às suas estratégias. Isso significa agrupar as pessoas em categorias menores para direcionar mensagens mais eficazes a cada grupo. Essa divisão pode ser baseada nos interesses de cada segmento.

Por exemplo, um grupo de pessoas que se inscreveram para ganhar desconto na primeira compra, outro formado por aqueles que baixaram um conteúdo. Ou até mesmo separar os cadastrados por características demográficas, como idade ou gênero.

Avalie qual segmentação possibilitará que você envie mensagens personalizadas para cada grupo. Dessa maneira, a probabilidade de você se comunicar de forma mais alinhada com cada pessoa e apresentar um conteúdo ou oferta que ela aprecie, aumenta.

5. Defina o objetivo da sua campanha de email marketing

Em qualquer estratégia de marketing, estabelecer o objetivo da sua campanha é essencial para garantir seu sucesso. E isso não é diferente quando se trata de emails.

Portanto, antes de disparar seu email, tenha claro o que você quer alcançar. Os objetivos mais comuns no email marketing incluem:

  • Promover determinados produtos;
  • Reconectar com antigos clientes;
  • Fidelizar consumidores que já compraram de você;
  • Realizar uma pesquisa com o seu público.

Tendo sempre em mente o seu objetivo principal, será muito mais simples criar um email marketing que realmente acerte o alvo.

6. Defina qual mensagem deseja comunicar

Após estabelecer o objetivo, o próximo passo é determinar a mensagem que você pretende enviar. Provavelmente, você já recebeu diversos tipos de emails, certo? Então, pense em qual desses tipos de mensagem você deseja que seu público receba. Vamos explorá-los abaixo.

Tipos de emails para o marketing:

  • Boas-vindas: email enviado quando alguém se cadastrar em seu site. Pode incluir ou não algum tipo de vantagem, como um cupom de desconto;
  • Datas especiais: mensagem para lembrar e apresentar ofertas ou conteúdos relacionados a datas comemorativas, como Dia das Mães, Natal ou Black Friday. Lembre-se também de enviar felicitações no aniversário do cliente cadastrado, caso tenha essa informação;
  • Ofertas: email com promoções da sua loja;
  • Novas coleções: mensagens para anunciar a chegada de novos produtos;
  • Carrinho abandonado: email enviado para aqueles que colocaram produtos no carrinho, mas não finalizaram a compra;
  • Retargeting: mensagem mostrando ao cliente os produtos que ele já visualizou em páginas anteriores;
  • Newsletters: emails com conteúdos interessantes para o seu público e que estejam relacionados ao seu segmento de mercado.

7. Criação de um template

Agora, com uma estratégia clara, as ferramentas apropriadas e uma lista de emails construída de maneira natural, as probabilidades de que seus emails sigam as melhores práticas são bastante elevadas.

É essencial que você, além de manter uma comunicação escrita consistente (mesma abordagem em diferentes emails), também estabeleça uma identidade visual consistente. Quando seus contatos abrirem seus emails, será fácil perceber qual empresa está por trás e qual conteúdo eles estão prestes a conferir.

8. Crie um e-mail com conteúdo relevante

É crucial que seus emails ofereçam conteúdo relacionado à sua área de atuação e, acima de tudo, sejam atraentes para o público. Afinal, todos os dias várias marcas enviam uma enorme quantidade de mensagens. Como você pretende se destacar no meio de tantos emails?

A resposta reside na importância e na autenticidade. Faça com que as mensagens da sua marca sejam distintas e despertam expectativas positivas nas pessoas. Embora não haja uma fórmula mágica para isso, vamos abordar a questão de testes com seus emails mais adiante neste conteúdo.

Ademais, conhecer profundamente o seu público facilita essa tarefa. Para isso, é necessário criar uma persona, um perfil semi-fictício que representa seu cliente ideal.

Ao construir essa representação baseada em pesquisas junto ao seu público, você compreenderá o que realmente chama a atenção das pessoas que deseja alcançar.

Outro ponto a considerar ao criar emails relevantes é que, quando se trata de leitura, as pessoas tendem a ser seletivas. Por isso, escrever textos longos em cada email provavelmente não cativará a audiência.

Então, vá direto ao ponto! Comunique sua mensagem da maneira mais concisa possível, mas sempre garantindo que ela seja clara, obviamente.

Para isso, você pode utilizar técnicas de copywriting, uma estratégia de criação de conteúdo cujo objetivo é persuadir um público-alvo a realizar uma ação específica através de uma escrita convincente.

9. Planeje e inicie o relacionamento com os contatos captados

Com uma compreensão sólida das boas práticas em como fazer email marketing e tudo organizado, é o momento de criar um calendário para otimizar sua conexão com o público. É fundamental encontrar um equilíbrio ao enviar os emails, evitando tanto o excesso quanto a escassez.

Se você enviar emails em excesso, sua lista ficará sobrecarregada e as taxas de abertura cairão, uma vez que os contatos ficarão saturados. Por outro lado, se enviar poucos emails, sua lista pode perder interesse e esquecer do seu conteúdo.

Portanto, é crucial otimizar a frequência seguindo estas etapas:

Periodicidade

A periodicidade, no contexto de como fazer Email Marketing, refere-se a manter os envios regulares e em horários predefinidos.

Para fazer isso, é essencial entender em que horário seus Leads preferem receber emails, algo que varia conforme o tipo de negócio. O objetivo é fazer com que seus contatos esperem pelos seus emails nos horários de sua preferência.

Frequência

A frequência, no âmbito do Email Marketing, indica quantos emails sua empresa enviará por semana. O ponto de partida ideal é um envio semanal, permitindo testar ajustes nessa frequência (aumentando ou diminuindo) conforme o seu tipo de negócio.

Algumas empresas enviam emails diariamente, o que funciona muito bem para elas. No entanto, para outras, essa prática não é apropriada e talvez seja adequado enviar no máximo 1-2 emails por semana.

É essencial incluir os links que direcionam para o seu site no email marketing. Afinal, não importa qual seja o propósito da mensagem, é altamente provável que o destinatário precise visitar a página da sua empresa para que você alcance seu objetivo.

11. Adicione CTAs em destaque

As call-to-action (ou CTAs) são chamadas para ação. Através delas, você pode guiar seu público para uma oferta ou conteúdo, por exemplo. Em geral, utiliza-se verbos no imperativo para indicar o que a pessoa deve fazer em seguida.

No email marketing, é recomendável dar destaque à CTA. Isso pode ser alcançado através de um botão com um link. Por exemplo, você pode mencionar um desconto especial, exibir o produto e adicionar um botão.

É uma boa prática colocar sua CTA mais importante no início do email. Dessa forma, você assegura que ela seja notada e aumenta as chances de cliques.

12. Dê a opção para que as pessoas se descadastrem do seu email marketing

É bem possível que você já tenha recebido mensagens indesejadas e se sentido incapaz de interromper esses envios. Isso pode ser bastante frustrante, certo?

Para evitar que seus destinatários passem por isso – e para evitar que sua marca seja mal vista –, é importante incluir um link para cancelamento bem visível em seu email. Muitas ferramentas de email marketing já disponibilizam essa opção automaticamente.

Quando você receber uma solicitação desse tipo, remova o contato da sua lista de envios o mais rápido possível. Infelizmente, insistir em manter uma relação com sua marca não trará benefícios. É melhor aceitar e seguir em frente.

13. Faça testes constantemente

Ao longo das orientações, em mais de uma ocasião, ressaltamos a importância de conduzir testes para aprimorar sua estratégia de email marketing.

Através do teste A/B, você pode comparar diferentes formatos de email e identificar qual deles atrai mais a atenção do público, ou seja, tem mais aberturas e cliques nos links. O conceito por trás desse tipo de teste é enviar o email A para uma parte do público e o email B para outra parte.

Diversos elementos podem ser testados no email marketing, tais como:

  • Assunto do email;
  • Textos e cores dos botões de chamada para ação (call to action);
  • Dias e horários de envio;
  • Design da mensagem;
  • Remetente (quem da sua empresa envia o email ao público).

Tenha cautela para fazer somente uma alteração por teste. Dessa forma, você poderá identificar exatamente qual mudança foi responsável por atrair a preferência do público, certo?

14. Monitore seus resultados

Uma das vantagens do marketing digital é a capacidade de acompanhar de perto os resultados das suas iniciativas. Portanto, monitore as métricas relativas aos seus envios de emails.

As métricas essenciais incluem a taxa de abertura (a porcentagem de pessoas que abriram o email em relação ao total de destinatários) e a taxa de cliques (a proporção de usuários que clicaram nos links em comparação com os que abriram o email). Quase todas as ferramentas de email marketing disponibilizam esses dados.

Além disso, outra prática útil para avaliar o desempenho dos seus emails é utilizar URLs com parâmetros, o que permite analisar depois, no Google Analytics, o tráfego originado de cada campanha de email nas páginas do seu site.

Se você ainda não está utilizando o Analytics na sua estratégia, é aconselhável começar, pois ele oferece informações valiosas tanto para a estratégia de email marketing quanto para várias outras áreas, como anúncios e SEO.

O que não fazer nas campanhas de email marketing

Bem, agora que você já aprendeu como fazer email marketing, veja o que deve evitar fazer para alcançar bons resultados!

1. Não definir o remetente

Quem será o remetente dos seus emails em suas campanhas? Estudos sobre taxas de abertura de emails mostram que a confiança no remetente é um fator crucial na decisão de abrir ou não um email.

Defina um remetente, seja ele em nome da sua empresa, serviço ou de um representante, e evite muitas alterações. A consistência e familiaridade com o nome da sua marca ajudam a transmitir confiança para que seus emails sejam abertos no futuro.

2. Deixar o assunto do email para o último momento

Como você lida atualmente com o texto do assunto dos seus emails? Você investiu tanto tempo em desenvolver uma ótima campanha apenas para criar o assunto do email no último instante? Não adie para pensar em um dos principais fatores que influenciam na taxa de abertura!

Reserve alguns minutos para criar uma lista de assuntos. Escolha os três mais interessantes e peça a opinião de outra pessoa. Garanta que o assunto dos seus emails seja claro, facilite a compreensão da oferta, desperte a curiosidade e interesse do destinatário para que ele abra seu email.

3. Utilizar "não-responda" no endereço de email

Evite enviar emails com o endereço naoresponda@seudominio.com. Isso fecha a comunicação com sua base e pode causar frustração caso precisem entrar em contato com você.

A maneira como sua base interage com seus emails – inclusive as respostas – contribui para decidir se seu email será entregue na caixa de entrada ou não.

4. Não ter um objetivo definido

Mantenha seu conteúdo conciso. O conteúdo do seu email deve visar a levar o leitor a converter ou adquirir algo em uma Página de Destino. Portanto, seja breve, evite conteúdo extenso. Ofereça valor ao leitor em poucos parágrafos.

Assegure-se de ter um objetivo claro ao enviar o email, desenvolvendo o conteúdo em torno desse objetivo. Se o principal objetivo do seu email for conversão em um recurso, evite links para sites externos.

5. Exagerar na abordagem de venda

Compreenda o comportamento da sua base antes de definir que tipo de abordagem de vendas é mais eficaz para ela. Ao criar suas campanhas, lembre-se de não forçar uma venda, pois isso prejudicará o desempenho dos seus emails.

6. Usar imagens inadequadas

Evite usar fotos de baixa qualidade ou descontextualizadas – e em alguns casos, considere até evitar imagens! As pessoas desejam fazer negócios com empresas reais, por isso, evite imagens de cenários e situações falsas.

Se necessário, dedique mais tempo à escolha da imagem perfeita. Os benefícios do apelo visual são diretamente proporcionais aos efeitos negativos de uma escolha inadequada.

7. Não manter consistência

É possível que você sinta a necessidade de modificar os templates das suas campanhas de email no futuro.

É fundamental que essas mudanças sejam registradas para que você possa acompanhar o impacto de cada alteração e replicar o que funcionar bem depois. Conduza pequenos testes em seus emails, alterando um elemento de cada vez.

Mantenha a identidade dos seus emails quando estiver satisfeito com os resultados. Uma forma de evitar que seus emails sejam ignorados é estabelecer uma identidade visual que permita às pessoas reconhecerem seus emails instantaneamente.

Verifique esses itens antes de enviar um email marketing

Por fim, quando se trata de como fazer email marketing e enviar para uma base de clientes – com centenas ou milhares de emails – até os mais experientes profissionais de marketing sofrem uma leve taquicardia ao constatar que algo deu errado no envio.

Um pequeno erro na sua campanha de Email Marketing pode levar a uma má impressão e até mesmo ao cancelamento de seus clientes de suas listas. Por isso, trouxemos um checklist para você implementar boas práticas em sua empresa!

1. Estou enviando para a lista de email certa?

Verifique no mínimo duas vezes quando for escolher a lista de email para a qual você precisa enviar uma campanha!

Nosso conselho é nomear as listas de e-mail, descrevendo seu propósito de forma clara. Você também pode usar letras ou números no caso de existir listas com nomes semelhantes. Aqui estão alguns exemplos:

  • Blogs Inscritos 2022;
  • Blogs Inscritos 2023;
  • Clientes de produtos XY;
  • Participantes do evento 10 Ed.

Com as listas bem segmentadas e com nomes que fazem uma separação clara, as chances de você errar na escolha da lista é muito menor.

2. Estou enviando a campanha certa?

A regra é a mesma para a pergunta acima. Esse erro é mais comum quando o envio de campanhas de email é feito para diversas listas segmentadas ou ao ter que entregar muitas campanhas em um curto espaço de tempo.

Basta uma pequena distração – aliada com desorganização – e pronto, a falha será iminente. Preste atenção em detalhes e organize suas campanhas de uma forma que:

  • Os nomes fiquem claros para as campanhas que você tem que enviar, a fim de distinguir melhor cada uma.
  • Visualize ao menos duas vezes a campanha antes de enviá-la.

3. Será que a campanha vai ser exibida de forma correta para todo mundo?

Existem ferramentas específicas que você pode usar para verificar a aparência de sua campanha, mas é sempre uma boa opção enviar um email teste para contas próprias em diferentes provedores de e-mail, navegadores e sistemas operacionais, como por exemplo:

  • Gmail
  • Yahoo
  • Hotmail
  • Thunderbird
  • Outlook Express
  • iOs
  • Android

Páginas 404. Isso soa familiar? Para evitar deixar passar algum link errado, é recomendável redobrar os cuidados na hora de verificar todos os links da mensagem.

Teste sempre os links das imagens, calls-to-action e Redes Sociais. Tome muito cuidado quando usar ferramentas de duplicação de campanhas de email, já que ao usar um modelo de email antigo você corre o risco de esquecer de atualizar os links.

5. A campanha se apresenta bem em modo texto?

Ao contrário do que muita gente pensa, o modo de texto ainda não está morto. Na verdade, ele às vezes pode trazer melhores resultados do que as newsletters em HTML. Além disso, para ter certeza de que a versão de texto de suas campanhas tem uma boa aparência, o e-mail deve:

  • Ter texto fácil de ler e "escanear";
  • Apresentar texto atraente;
  • Não deve ser enviado como um anexo.

6. Qual é a chance da campanha ser marcada como spam?

Se você não tomar os devidos cuidados, o conteúdo de sua campanha de email pode ser identificado como spam ou até mesmo ser listado em uma blocklist spamhaus pelos principais fornecedores ou clientes de email.

Para ficar longe da pasta de lixo eletrônico dos seus destinatários, você deve evitar os seguintes itens que quase sempre farão suas mensagens caírem em listas de spam:

  • Exagerar nos pontos de exclamação!!!!!!!!!!!!!
  • Usar todas as letras do título em CAIXA ALTA. CUIDADO! ISSO É O MESMO QUE GRITAR.
  • Codificação HTML desleixada (geralmente acontece na hora de converter um arquivo do Microsoft Word para HTML)
  • Fontes com coloração vermelha, brilhante ou verde
  • Usar a palavra "teste" na linha de assunto
  • Criar um email com apenas uma imagem grande, com pouco ou nenhum texto

Dica: verifique se o seu email não se parece com os que continuam surgindo na sua pasta de spam e certifique-se de evitar palavras ou frases que funcionam como gatilhos comuns de spam.

Ok, você tem tem permissão de seus assinantes para enviar-lhes emails. Mas, independentemente disso, lembre-se de que ninguém gosta de ter sua caixa de entrada cheia de mensagens desnecessárias. O nome disso ainda é spam.

Não force as pessoas a permanecerem inscritas. Verifique se o seu "link opt-out" é visível. Ele mostra que você respeita seus clientes. No final, os contatos de email são mantidos com conteúdo relevante entregue em tempo hábil, e não por esconder um link.

8. O texto foi revisado?

Não corrigir seus textos é um erro comum? Então, é preciso melhorar sua correção, você precisa ser profissional.

Uma maneira de evitar esse tipo de erro é pedir às pessoas em sua equipe para dar uma última olhada no conteúdo do seu email antes de enviar. Lembra do terceiro passo? Aproveite para enviar um email teste para sua equipe ou colegas que possam ajudar na correção.

Eles podem identificar links que não funcionam, erros de digitação ou outros pequenos detalhes que podem estar encobertos. Esse é um cuidado básico com a qualidade de sua mensagem que pode evitar futuros cancelamentos.

9. Incluí um call- to-action?

Algumas campanhas de email não têm mesmo esse recurso. Mas, salvo as exceções, em algum lugar do email – de preferência, em vários locais – você deve convidar a pessoa que lê o email para realizar alguma ação de conversão: visitar o seu site ou blog, sua Landing Page, a sua página no Facebook e Twitter ou até mesmo para baixar algum material.

Certifique-se de que todos os links funcionam e que a página demonstre claramente a ação que você deseja que o destinatário tome. Certamente você deseja que sua campanha tenha um impacto positivo, e seguir essas práticas pode ajudar a garantir que ela alcance o sucesso que você busca!

Com essas dicas em mente, você estará melhor preparado para entender como fazer email marketing bem-sucedido e evitar problemas comuns. Lembre-se de sempre testar suas campanhas, acompanhar métricas e ajustar sua estratégia conforme necessário.

Aprendeu como fazer email marketing?

Esperamos que este artigo tenha te ajudado a entender tudo sobre como fazer email marketing e como enviar campanhas eficientes para seus clientes.

Caso você esteja pensando em outras estratégias de marketing digital para aumentar as vendas do seu negócio, confira nosso artigo sobre Vídeo Marketing e aprenda tudo sobre esse modelo e como utilizá-lo.

Compartilhe com seus amigos!
Gostou do que leu?
Cadastre-se e teste o JivoChat agora mesmo!
É grátis e só leva alguns minutos para fazer o download