Como criar um site do zero: 8 passos simples

21 de agosto de 2020
Tempo de leitura15 minutos
Eduardo S.
Eduardo S.
Redator

No início da era da internet, saber como criar um site era uma tarefa desafiadora que exige conhecimento em linguagens de programação, como o HTML, e habilidades em programas para design e edição de imagens.

No entanto, ao longo do tempo, várias alternativas surgiram. Agora, é extremamente fácil registrar um domínio, construir um site e criar imagens de alta qualidade para melhorar a aparência da página.

Neste artigo, vamos abordar como criar um site e destacar sua importância, além de apresentar as melhores soluções para colocar sua página online de forma fácil e definitiva.

O que é um site e como funciona?

Antes de mostrarmos todos os passos sobre como criar um site do zero, é importante entender o que é um site e como ele funciona. Basicamente, um site é uma coleção de páginas organizadas em um servidor de internet, acessadas através de um domínio.

Cada vez que alguém visita um site, ele é acessado através de uma URL, que é o endereço do site precedido por HTTP ou HTTPS (se for um site seguro, o que é altamente recomendado). Em seguida, os conteúdos do site são exibidos, hospedados em um servidor e organizados em seu banco de dados.

Os elementos essenciais de um site incluem o domínio, que atribui o endereço, o servidor, que armazena todos os arquivos, e um CMS (Sistema de Gerenciamento de Conteúdo) para administrar a produção de conteúdo.

Os objetivos de um site podem variar, desde aumentar a visibilidade online até impulsionar as vendas. No contexto empresarial, ele pode ser utilizado com esses dois propósitos: ampliar a presença na internet para fortalecer a marca e, consequentemente, aumentar as oportunidades de vendas.

Por que investir em um site para a sua empresa?

O site representa o principal canal de uma estratégia de marketing digital, sendo indispensável para o sucesso nos negócios online de sua empresa.

Mesmo que sua presença se estenda por diferentes canais, como blogs, redes sociais, vídeos, entre outros, todos esses canais direcionam o público para um ponto crucial no momento em que as pessoas buscam informações sobre seus produtos ou serviços antes de efetuar uma compra: o site.

Mas será possível criar um site por conta própria? Sim, é possível criar um site por conta própria, desde que você tenha acesso às ferramentas adequadas para isso.

Em geral, as empresas costumam contratar programadores para desenvolver o site, tanto em termos de funcionalidade quanto de design. No entanto, ao utilizar ferramentas como o Wix, é viável criar um site profissional em apenas alguns cliques.

Como criar um site do zero: conheça o passo a passo

Agora, vamos explicar como criar um site, mesmo para aqueles que não têm conhecimento prévio sobre o assunto.

1. Defina o objetivo do site

Antes de tudo, é essencial ter em mente o motivo que o leva a criar um site. Sua página deve ter um propósito bem definido, caso contrário, não será eficaz na realização de seus objetivos.

Portanto, é fundamental traçar sua estratégia online antes de iniciar a construção do site. Se a intenção é promover um serviço por meio do marketing de conteúdo, os passos serão diferentes em comparação a um site de vendas, por exemplo. Portanto, a clareza em relação ao propósito do seu site é essencial.

2. Registre um domínio

Outro passo importante é adquirir o registro de domínio para o seu site e assegurar que você terá o direito de usá-lo. O domínio, também conhecido como URL, é o endereço da sua página na web. Em outras palavras, é o que os visitantes digitam na barra de endereço do navegador para acessar o seu site.

Existem diversas categorias de domínios, sendo as mais comuns o .com e sua versão brasileira, o .com.br. No entanto, você também pode optar por categorias mais específicas. Por exemplo, o .edu é usado para sites relacionados à educação, enquanto o .gov é reservado para sites governamentais.

Para obter um domínio, é necessário registrá-lo e efetuar o pagamento correspondente.

Não se preocupe: se o domínio que você deseja não estiver em disputa e ainda não estiver registrado por ninguém, o custo geralmente é baixo, em torno de R$ 30,00 por ano.

Se o domínio já estiver registrado, você tem duas opções:

  • Localizar o proprietário e fazer uma oferta para comprar o domínio.
  • Ou, o mais aconselhável, pensar em um nome alternativo que ainda esteja disponível.

Você pode registrar o seu domínio junto com o serviço de hospedagem (o próximo passo deste artigo) ou fazer o registro separadamente, diretamente no órgão responsável pela gestão de domínios, o registro.br.

3. Hospede o seu site

Se o domínio representa o endereço do seu site, a hospedagem é equivalente ao terreno onde esse endereço está localizado. É nesse espaço que todas as páginas, imagens e arquivos do seu site são armazenados, permitindo que os visitantes tenham acesso a eles.

Há vários tipos de planos de hospedagem disponíveis, sendo os três mais comuns:

  • Hospedagem compartilhada;
  • Hospedagem dedicada;
  • Hospedagem na nuvem.

A diferença fundamental entre hospedagem compartilhada e hospedagem dedicada reside no fato de que, na primeira opção, você divide o espaço do servidor com outros sites, o que pode afetar o desempenho. Por outro lado, na hospedagem dedicada, cada site possui seu próprio servidor exclusivo.

Já na hospedagem na nuvem, o seu site não fica em uma máquina física com recursos próprios, mas sim em uma rede de máquinas que compartilham recursos entre si. Nesse modelo, seu site fica em uma parte isolada e dedicada na nuvem.

A principal vantagem é que, por não depender de uma máquina física, seu site não está sujeito a falhas de hardware. Além disso, na hospedagem na nuvem, é mais simples expandir a capacidade do seu site para lidar com mais visitantes, pois a adição de recursos extras é descomplicada.

Para escolher o melhor tipo de hospedagem, é importante avaliar o tamanho do seu site, a previsão de acessos diários e, é claro, o seu orçamento disponível.

É importante observar que muitas empresas oferecem tanto serviços de registro de domínio quanto de hospedagem. Portanto, caso você ainda não tenha registrado seu domínio, é possível fazê-lo ao contratar o serviço de hospedagem.

4. Escolha um construtor de sites

Você se recorda do que mencionamos antes, que não é necessário possuir amplos conhecimentos em programação ou design para criar um site?

A razão para isso é que hoje em dia existem os construtores de sites. Eles fornecem temas prontos e funcionalidades adicionais que você pode mesclar e personalizar para desenvolver algo que represente a identidade da sua marca.

Felizmente, existem diversos criadores de sites concebidos para simplificar todo esse processo por meio de editores de site que funcionam com o recurso "arrastar e soltar".

Com estes, adicionar um botão à sua página pode ser tão simples quanto arrastá-lo para a tela e inserir o texto na imagem.

Dentre as principais opções, destacamos e indicamos as seguintes ferramentas para criar a sua página:

Inclusive, a maior parte destes construtores também oferecem a possibilidade de registrar seu domínio e serviços de hospedagem, sendo um pacote completo para quem quer criar um site de forma prática e veloz.

Criador de site do Wix

6. Defina as seções do seu site

A maioria dos sites costuma incluir as seções mais comuns, que geralmente são as seguintes:

  • Página inicial, com uma imagem de destaque impactante ou um carrossel de imagens e frases chamativas.
  • Sobre nós, que conta a história da empresa e, às vezes, apresenta a equipe de trabalho.
  • Produtos ou serviços, listando o que a empresa oferece.
  • Clientes, destacando geralmente os maiores e mais reconhecidos.
  • Portfólio ou casos de sucesso, demonstrando que a empresa é confiável e entrega o que promete.
  • Contato, com um formulário de contato, endereços e números de telefone.

Essa abordagem é comum porque tende a ser eficaz. Essas seções geralmente abordam o que a maioria dos clientes e potenciais clientes deseja saber sobre uma empresa.

No entanto, isso não significa que você deva seguir o mesmo padrão! Utilize os objetivos do seu site para determinar com mais precisão quais seções ele deve incluir. Além disso, defina o conteúdo de cada página de acordo com esses objetivos.

A criação do mapa do seu site é fundamental, pois é um dos elementos mais importantes da arquitetura de informação de qualidade!

7. Escolher um template

Quando se trata de criar um site, é sempre recomendável escolher um template responsivo. Isso não é mais apenas uma tendência, mas uma necessidade no cenário atual do marketing digital.

Templates responsivos são aqueles que se ajustam automaticamente ao tamanho da tela do navegador usado para acessar o site.

Por exemplo, se você abre o mesmo site em um celular depois de tê-lo acessado em um computador, e o texto se reorganiza para se adequar à tela menor, então você está lidando com um template responsivo.

Você pode testar isso alterando o tamanho da janela do navegador: se o texto e as imagens se adaptarem de acordo, significa que você está usando um template responsivo. Muitos templates vêm com construtores de sites integrados, o que facilita ainda mais a escolha.

Captura de tela do template do Wix

8. Crie conteúdos para o site

Após configurar o seu site, é hora de começar a criar conteúdo para ele. A natureza desse conteúdo dependerá da finalidade da sua página, mas é fundamental reservar um tempo específico para a produção dos materiais que irão compor o site.

Se você estabeleceu uma loja virtual, é importante assegurar que todos os produtos exibidos tenham fotografias de alta qualidade e descrições abrangentes.

Incluir uma seção com avaliações e depoimentos de clientes também é uma excelente ideia para conteúdo em um e-commerce, pois pode ter um impacto significativo na taxa de conversão.

Combinar um blog ao seu site de vendas é outra estratégia inteligente para aumentar suas vendas. Ao criar conteúdo direcionado ao seu nicho de mercado e otimizá-lo para os mecanismos de busca, você pode aumentar gradualmente sua visibilidade online.

Dicas para fazer o seu site crescer

É claro que não podemos criar um guia completo sobre como montar um site sem fornecer dicas para transformá-los em páginas de sucesso. Então, pegue o seu bloco de notas e tome nota dos conselhos a seguir:

1. Estude o seu segmento

Em primeiro lugar, é fundamental que você compreenda o mercado no qual está inserido e o seu público-alvo. Isso ocorre porque as pessoas têm diferentes comportamentos na internet, e compreender como encontrar seus potenciais clientes é crucial para garantir que suas estratégias sejam mais eficazes.

Reserve um tempo para realizar um estudo de mercado e uma análise da concorrência. Outra tarefa vital nessa fase é definir seu público-alvo e criar sua persona, que é a representação do cliente ideal. Isso ajudará você a identificar oportunidades e mitigar possíveis riscos.

2. Garanta que seu site seja seguro

A segurança deve ser uma das suas principais preocupações ao lançar um site. Isso ocorre porque não apenas suas próprias informações precisam estar protegidas, mas também é fundamental que seus visitantes se sintam seguros enquanto navegam em sua página.

Se você administra uma loja virtual, a cautela é ainda mais importante. Considere que os consumidores confiam informações pessoais e financeiras a essas plataformas, e é responsabilidade sua garantir que todas essas informações estejam seguras.

Portanto, além de buscar uma hospedagem confiável ou uma plataforma de e-commerce, é fundamental investir em certificados SSL e selos de segurança.

Esses recursos asseguram que os dados enviados para o seu site sejam criptografados, prevenindo o acesso indevido por invasores e transmitindo confiança aos seus clientes.

3. Acompanhe as métricas

Independentemente do quanto você invista em estratégias de marketing e técnicas de vendas, a análise de dados é um elemento fundamental para o seu crescimento. Acompanhar as métricas do seu site é o que permitirá avaliar se você está no caminho certo e o que pode ser aprimorado.

Com isso em mente, é importante estabelecer KPIs (Key Performance Indicators) ou Indicadores-Chave de Desempenho para o seu negócio e monitorar o progresso ao longo de toda a sua estratégia.

Dessa forma, você terá uma visão mais clara do que está funcionando bem em seu site e identifica áreas que podem ser aperfeiçoadas.

4. Invista em SEO

O SEO (Search Engine Optimization ou otimização para mecanismos de busca) é um aliado essencial em sua estratégia online. Através dessas técnicas, você pode otimizar seu site e conteúdo para garantir que eles apareçam nos resultados de pesquisa dos principais mecanismos, como Google e Bing.

Ao utilizar palavras-chave estrategicamente e seguir as diretrizes dos sistemas de busca, você pode aprimorar seu site e conquistar melhores posições nos resultados de pesquisa. Quanto mais próximo do topo, maior será a visibilidade do seu site e, consequentemente, o aumento no número de visitantes.

Essa estratégia é altamente recomendada para o seu site, uma vez que os resultados são positivos e orgânicos, sem a necessidade de grandes investimentos financeiros.

5. Integre suas redes sociais

As redes sociais têm um enorme potencial para impulsionar a visibilidade da sua marca, por isso é importante saber como aproveitá-las.

Comece por entender quais redes sociais a sua audiência costuma usar e crie contas comerciais para a sua marca nelas. Em seguida, estabeleça um calendário editorial para planejar as postagens em cada rede.

Dessa forma, você poderá promover o seu negócio em vários canais sem sobrecarregar a imagem da sua empresa.

Se você possui uma loja virtual, levar o seu catálogo de produtos para plataformas como o Facebook e o Instagram é uma excelente maneira de aumentar as vendas. Essas redes oferecem recursos específicos para quem vende online, permitindo a integração perfeita entre a sua loja virtual e as redes sociais.

Isso significa que além de compartilhar conteúdo sobre a sua marca, você pode usar essas redes sociais como uma vitrine virtual para exibir os seus produtos.

Quais são os tipos de site que existem?

Vamos destacar as diferenças e características dos diversos tipos de sites disponíveis. Vamos detalhar cada um deles para que você compreenda por que deveria incorporá-los em seu plano de marketing!

Site institucional

Um site institucional funciona como um papel de ser o cartão de visitas online de uma empresa, marca ou produto. Seu propósito é apresentar de maneira rápida e concisa todas as informações relevantes sobre o negócio.

O design desse tipo de site deve destacar esses detalhes, com ênfase em uma aparência limpa e organizada. Além disso, esse formato deve fornecer os canais de contato para que os visitantes possam escolher a maneira mais adequada de se comunicar.

Site dinâmico

Um site dinâmico representa uma versão avançada de um site institucional. Os princípios fundamentais permanecem os mesmos: concentrar informações essenciais de maneira prática e eficaz.

A distinção reside no uso de recursos de programação avançada, tornando a página mais funcional e proporcionando uma experiência completa aos usuários.

E-commerce

O e-commerce, ou comércio eletrônico, é uma loja virtual cujo principal objetivo é disponibilizar produtos e/ou serviços para venda. Em suas páginas, os usuários têm acesso ao portfólio de uma empresa, incluindo informações sobre preços e detalhes de cada item.

Além disso, é fundamental criar uma página de pagamento onde os clientes possam concluir suas compras adicionando produtos ao carrinho.

Pensando em criar uma loja virtual? Confira nosso artigo completo sobre como criar uma loja virtual.

One Page

O One Page é um estilo de site que, como o nome sugere, concentra todo o conteúdo em uma única página. Dessa forma, os usuários não precisam navegar por diversas abas e categorias, encontrando todas as informações à medida que rolam a página para baixo.

Esse formato é a escolha ideal para quem deseja simplificar a experiência do usuário, apresentando todas as informações de forma dinâmica e conveniente.

Blogs

Os blogs funcionam como uma versão digital de uma revista, permitindo que uma marca publique regularmente conteúdo relevante para sua audiência.

Essa plataforma é ideal para dar início a uma estratégia de marketing de conteúdo, cujo objetivo pode ser esclarecer as necessidades de sua persona ou aumentar a visibilidade da marca na internet. Os blogs são excelentes ferramentas para fortalecer os laços com o público-alvo.

Pensando em criar um blog para sua empresa? Confira nosso artigo completo sobre como criar um blog.

Landing Page

As landing pages são páginas externas ao site principal, projetadas principalmente com foco na conversão. Dentro de uma estratégia de marketing de conteúdo, é comum disponibilizar e-books por meio dessas páginas.

O conceito é simples: os visitantes fornecem suas informações em troca de conteúdo de alta qualidade, relevante e gratuito. Uma landing page, portanto, deve incluir um CTA (Call-to-Action) claro, orientando os usuários em direção à conversão.

Hotsite

Os hotsites tem uma certa semelhança com as landing pages, porém, são frequentemente utilizados em situações sazonais. Por exemplo, um e-commerce que oferece uma promoção exclusiva para a Black Friday pode criar um hotsite para destacar a campanha.

Um hotsite é uma página mais simplificada, projetada para realçar detalhes específicos de maneira mais direta.

Redes sociais

As redes sociais representam plataformas nas quais uma marca pode estabelecer conexões com sua audiência, e elas estão em constante evolução. Portanto, é fundamental planejar postagens frequentes com conteúdo significativo para impulsionar o engajamento e a interação com os usuários.

Atualmente, essas redes são canais indispensáveis para que uma marca se destaque no cenário online, incluindo nomes como Facebook, Instagram, LinkedIn e Twitter.

Aprendeu como criar um site?

Esperamos que tenha aprendido tudo o que precisa saber como criar site para começar a criar sua própria página através das ferramentas indicadas e colocar seu website no ar.

Vai criar o seu website com Wix? Aprenda quais erros você não deve cometer ao utilizar a plataforma.

Aproveite para conferir também ferramentas de marketing digital que podem ajudá-lo a atrair cada vez mais clientes, como plataformas de anúncios, e-mail marketing, banners, landing pages e muito mais.

Compartilhe com seus amigos!
Gostou do que leu?
Cadastre-se e teste o JivoChat agora mesmo!
É grátis e só leva alguns minutos para fazer o download