Storytelling: o que é e como aplicá-lo?

Índice

O Storytelling é uma técnica que pode ser utilizada na promoção dos seus produtos e possui um grande potencial para alavancar as suas vendas!

Pois, quem não gosta de uma boa história? Aposto que você deve ter passado pela experiência de iniciar uma história e perceber que foi capaz de prender a atenção da sua audiência.

Com o público esse processo não é diferente, principalmente quando aplicado a vendas ou até mesmo no contexto do Marketing digital com o Marketing de conteúdo.

Entretanto, capturar a atenção dos clientes em um mercado tão competitivo não é uma tarefa fácil.

A intenção de utilizar o Storytelling é fazer com que os seus clientes passem ver a sua marca ou seu produto com mais interesse e estejam mais abertos à compra. 

Portanto, se você ainda está se perguntando “o que é Storytelling e quais são os seus usos?” Explicaremos nesse artigo e adoremos como você pode aplicar essa técnica no seu negócio.

O que é storytelling?

Storytelling é a arte de contar uma boa história utilizando um enredo elaborado, uma narrativa autêntica e envolvente através de recursos visuais e auditivos. 

Apesar da definição que acabamos de utilizar traduzir o que significa Storytelling de uma maneira simplificada, ela é bastante útil para entendermos o seu conceito geral.

Contar uma boa história é o objetivo central para quem deseja desenvolver a estratégia de  Storytelling.

E para contar uma boa história é preciso que você utilize os elementos básicos do Storytelling como personagens, ambiente, conflito e desenvolvimento.

Esses elementos são fundamentais para que você consiga desenvolver uma narrativa que faça  o leitor compreender a mensagem que você deseja transmitir.

Mas para impactar o leitor e captar a sua atenção, a sua história precisa ser relevante.

Porque com as mudanças no mercado, e também o aumento da concorrência foi necessário que houvesse uma mudança na comunicação para torná-la mais próxima do consumidor e mais pessoal.

Nesse contexto, o Storytelling acabou sendo inserido no mercado para fazer essa ponte e fazer com que ele se conecte com a sua marca através de um discurso mais humanizado e pessoal.

Qual a importância do Storytelling?

Como você já deve ter percebido, o Storytelling é muito importante para que você consiga captar a atenção do seu público, e fazer com que o seu produto, serviço ou marca se destaque entre os concorrentes.

Também é uma maneira de fazer com que o seu público esteja mais envolvido com o seu negócio podendo até mesmo gerar algum vínculo emocional. 

Para gerar esse envolvimento no consumidor é necessário muito ir além de apresentar apenas as características de determinado produto ou serviço, só assim o Storytelling poderá impactá-lo positivamente.

Dessa forma, a técnica contribui para que você possa promover o seu negócio, e vender o seu produto de maneira indireta. 

O Storytelling no marketing digital é bastante aplicado para o modelo de negócios B2C.   contribuindo para criar mensagens mentais em quem visita a sua página em uma rede social, site ou blog da sua empresa.

Os elementos fundamentais para o Storytelling

Já abordamos alguns elementos que são necessários para a construção de um Storytelling.

Em geral não existe regra, mas esses elementos estão sempre presentes quando buscamos aplicar essa técnica, por isso vamos compreender qual é a importância de cada um deles para que você saiba como utilizá-los.

Mensagem a ser transmitida

A mensagem é o que você deseja que o seu público entenda daquela história que você está compartilhando.

Ela normalmente é dividida em duas partes:

  • Story: é a história a ser contada ou transmitida ao seu público.
  • Telling: é a maneira com que essa mensagem será transmitida.

Transmitir uma mensagem forte ou uma mensagem que agregue valor para o seu público é fundamental para que você obtenha sucesso.

Ambiente

É o local ou o contexto onde toda a narrativa acontece.

Descrever o ambiente é fundamental para que o seu público possa “dar asas” à imaginação e se colocar no lugar do personagem.

Personagem

É um dos elementos principais, é ele que irá percorrer uma jornada até alcançar a transformação para ser capaz de transmitir a mensagem desejada.

Além disso, é esse personagem e a sua personalidade que permitem que o seu público-alvo se identifique com aquela situação e se coloque no lugar do personagem.

Conflito

É o principal ponto de interesse da audiência. É o desafio, a dificuldade ou necessidade que o personagem precisa superar para chegar até o seu objetivo e transmitir a mensagem que você deseja passar para o público.

Para que a história seja interessante para seu público, o conflito não pode ser facilmente superado.

O que compõe o Storytelling

Para que você possa elaborar o seu Storytelling é necessário que você mantenha esses três elementos conectados:

  • Técnicas narrativas: é através das técnicas narrativas que são definidos quais são os caminhos que darão sustentação para o conteúdo, é necessário definir o conceito da narrativa.
  • Conteúdo narrativo: é a história em si, o conteúdo que dá vida a narrativa, a parte mais conhecida do Storytelling.
  • Fluidez: a história precisa ter coesão e ser consistente e contínua para que ela possa ter desenvolvimento e o personagem possa avançar através das etapas.

Onde o Storytelling pode ser aplicado?

E se você ainda não compreendeu para que serve o Storytelling ou onde ele pode ser aplicado, saiba que existem diferentes situações e contextos.

Por isso, separamos algumas das aplicações de Storytelling mais comuns no mercado.

Na produção de conteúdo

O Marketing de conteúdo, provavelmente, é a estratégia que mais se beneficia com o uso do Storytelling. 

Independentemente de você utilizá-lo para divulgar o seu produto nas redes sociais é preciso criar narrativas para atrair a atenção do seu público. 

Além disso, no Marketing de conteúdo também tem a proposta de gerar conteúdo de valor para que o seu público-alvo venha a se identificar ainda mais com o produto ou serviço que você está oferecendo.

E por isso, o marketing de conteúdo é amplamente utilizado em blogs, landing pages, sites, redes sociais e em campanhas de email marketing e aliado ao Storytelling pode ser uma ferramenta com grande potencial.

Portanto, se você deseja saber como utilizar o Marketing de conteúdo para alavancar as suas vendas  conheça o curso Treinamento Maquina de Conteúdo

Um curso completo para apoiar empreendedores digitais e também afiliados iniciantes.Neste curso você aprende a criar conteúdo para blog, vídeos, redes sociais,

No total são 12 módulos, para que você conheça quais são as principais estratégias de marketing de conteúdo utilizadas atualmente no mercado.

Não deixe de integrar a estratégia de Storytelling a sua estratégia de Marketing de conteúdo.

Nas vendas

No momento de vender ou exibir os seus produtos também é possível aplicar as técnicas de Storytelling.

Como exemplo, inserir o leitor em um contexto onde o protagonista da história enfrenta os mesmos desafios que ele, permitindo com que ele perceba como o seu produto pode beneficiá-lo no dia-a dia. 

A sua equipe de vendas também pode trabalhar o Storytelling através das vendas por chat online, telefone ou e-mail. 

Entretanto, é preciso atentar-se, pois tanto o telefone quanto o chat online possuem o tempo como um fator limitante.

Portanto, é necessário que a sua equipe seja mais objetiva na hora de contatar seus clientes utilizando pequenos contos e até mesmo metáforas.

Além disso, para aplicar o Storytelling em vendas o seu time precisa ter um amplo conhecimento do produto, entender exatamente quais os pontos devem ser destacados e prever prováveis desentendimentos.

E claro… Ser objetivo sem esquecer de que você está tentando fechar uma venda para o seu produto.

Na consultoria

O consultor deve estar presente para tirar as dúvidas, e facilitar o processo de entendimento sobre determinado assunto ou área.

Aplicar o Storytelling na consultoria é manter um discurso adaptado à situação de cada um dos seus clientes.

Discursos padronizados são realidades que pertencem ao passado, e o Storytelling permite que os consultores possam oferecer atendimento personalizado.

Se você sabe quais são os temas que os seus clientes sentem maior dificuldade, por que não utilizar uma boa história para facilitar o entendimento sobre o assunto?

Você deve investir em humanizar o seu atendimento ao cliente, e pode fazer o uso de emoções para facilitar esse processo.

Em treinamentos

Para treinamentos o processo é bastante semelhante ao de consultoria.

No entanto, além de utilizar de exemplo para atenuar as dificuldades e facilitar o entendimento das suas equipes, toda a oratória deve ser focalizada em permitir que quem está assistindo compreenda o que se deseja transmitir. 

Histórias ajudam os ouvintes a reter mais informações, além disso é preciso ter uma fala articulada e interessante.

Também pode-se ensinar seus ouvintes a elaborar as próprias histórias, contextualizá-las com o ambiente em que estão inseridos e entender qual é o funcionamento de uma boa narrativa principalmente se for um treinamento focado na equipe de vendas. 

Imagem vetorizada de uma mulher cumprindo as etapas de Storytelling

Como criar um bom Storytelling

Para criar um bom storytelling, além de estar atento a todos os elementos que já foram citados nesse artigo, é preciso que você realize algumas ações.

Conheça o seu público-alvo

O público-alvo são aquelas pessoas que você sabe que terão interesse no seu produto ou seu serviço. 

Para que você possa criar histórias que impactam esse público e que sejam bem sucedidas é necessário conhecer o máximo de informações possíveis.

Pois, lembre-se de que seu público-alvo deve se identificar com o que está sendo apresentado a ele, e para isso você deve conhecer quais são os interesses desse público, e adequar a sua narrativa a esse interesse. 

Apenas com uma história que seja relevante você será capaz de construir relacionamento com a sua audiência.

Para conhecer mais sobre o seu público-alvo,  você pode até mesmo investir em criar personas, para  representar uma parcela do seu público-alvo e definir quais são seus interesses.

Permitindo que você otimize a sua narrativa e seja mais assertivo na sua história.

Pesquise sobre temas relevantes

Ao identificar os interesses do seu público-alvo, você será capaz de compreender quais são os assuntos e temas mais interessantes para você elaborar e criar a sua narrativa.

Pesquise também os seus concorrentes, a fim de entender melhor quais são os assuntos abordados por eles. 

Você pode até abordar alguns assuntos parecidos, mas tente sempre trazer algo novo para o consumidor, e claro… Invista em gerar uma narrativa que faça com que o seu produto sobressaia os concorrentes.

Crie o seu personagem

Para criar o seu personagem, você deve pensar em características que façam com que ele se pareça forte diante dos obstáculos que serão enfrentados. 

O seu personagem precisa ter uma personalidade forte, marcante e que deixe uma boa impressão no seu público-alvo, o suficiente para que ele queira buscar uma maneira de se identificar com ele e se coloque em seu lugar.

Elabore a sua narrativa

Lembre-se do ponto fundamental, uma boa narrativa deve ter desenvolvimento então você deve conduzir o leitor de um ponto A para um ponto B.

Então ela deve ter introdução, desenvolvimento e um final, embora os obstáculos sejam importantes e chamem a atenção do seu público, não é preciso exagerar. 

Basta que você seja certeiro ao buscar a necessidade do seu público-alvo e identificar qual é a principal dificuldade a ser enfrentada já é o suficiente.

Seja criativo

Abuse e use da sua criatividade para trazer algo novo, único e autêntico.

Seu público não irá dar atenção a sua história se você oferecer a ele mais do mesmo, por isso você deve levar um tempo para planejar cada um dos passos na construção do seu Storytelling.

Lembre-se de apresentar apenas os problemas que você pode resolver, leitores gostam de ser surpreendidos, por isso invista em plot twists e quebra de padrões. 

Invista em um final surpreendente e que possa transmitir a mensagem que você deseja transmitir. 

Mas não esqueça de manter o foco no seu objetivo principal.

Revise a sua história

Depois de terminada é hora de fazer uma análise rigorosa e verificar quais são os pontos que podem ser melhorados.

Quais aspectos devem ser incluídos para que o seu público-alvo possa entender qual é a mensagem que você deseja transmitir. 

Além disso, lembre-se de entender se analisar se a sua história realmente se adequa ao motivo que fez você criá-la.

Quer ajudar as pessoas? Mantenha o seu objetivo em foco.

Como aplicar o Storytelling aos negócios

Agora que você já sabe como criar um bom Storytelling, vamos entender um pouco mais sobre como pode ser a sua aplicação para os negócios e conhecer as principais estratégias utilizadas para esse meio.

Product placement 

Product placement é uma estratégia que consiste em incluir narrativas que sejam relacionadas ao uso dos seus produtos ou ao propósito da marca. 

É uma forma de contextualizar seus produtos e inseri-los na narrativa. 

É bastante utilizado no marketing indireto, onde vemos o uso de algum produto por algum personagem.

Narratologia

É explicar através de uma história o motivo porque a sua empresa é uma referência dentro do mercado ou porque ela apresenta uma solução.

Na narrativa, é possível utilizar “cases de sucesso” para transmitir mais confiança sobre o seu produto ou serviço.

Estratégia de branding

Posicionar a sua marca também pode envolver Storytelling para fazer com que ela fique fixada na cabeça dos seus clientes.

Assim as narrativas devem explorar a relevância de uma marca para os clientes.

Cultura Pop

Absorver algumas referências da cultura popular e  trabalhar para relacioná-las ao seu produto.

Colocar personagens em situações inusitadas ou até mesmo explorar referências culturais como gírias, expressões ou imagens que têm alguma conexão com o seu público.

Mídia sociais

Pode ser aplicado com marketing de conteúdo para contar uma história que ilustre publicações.

São bastante utilizados no Facebook, Instagram e também no Twitter.

Imagem vetorizada de uma mulher fazendo seu Storytelling

Tipos de conteúdo para aplicar no seu Storytelling

É importante que você conheça quais são os tipos de conteúdos que são aplicáveis a essa técnica.

Assim você pode identificar qual é a melhor abordagem de utilizar com o seu público-alvo, para motivá-los e engajá-los ainda mais.

Informativo

É um conteúdo que agrega valor através do conhecimento.

Seu objetivo é auxiliar um prospect que quer saber mais sobre o seu produto ou serviço, não tem tanta ligação com descrições técnicas e mais com experiências práticas.

É ensinar o seu cliente através de dicas e recomendações de uso, e até mesmo utilizar como vídeo.

Serviço

Conteúdo com foco em ajudar a sua audiência, através da simplificação de algum processo ao resolver um problema e economizar tempo.

É utilizado através do Marketing de conteúdo. Dessa maneira, qualquer artigo, vídeo ou podcast cujo objetivo seja ensinar como fazer algo é uma prestação de serviço, que por sua vez tem uma narrativa própria.

Comunicação

É gerar um senso de comunidade no seu público ou audiência.

Ele tem um apelo um pouco mais emocional e utiliza também questões sociais ou ambientais nas campanhas.

Por isso, desenvolva ações que acolham pessoas e geram comunicação instantânea.

Entretenimento

Conteúdo com o objetivo de causar experiências às pessoas.

Apostar em conteúdos que tragam significância e momentos marcantes para quem interage com esses conteúdos.

O que você não deve fazer no seu Storytelling?

Elaborar um Storytelling de qualidade não é uma tarefa fácil, por tanto você deve estar atento aos principais erros cometidos durante a criação dos seus Storytelling.

Romantizar histórias

Romantizar histórias é um erro muito comum. 

Como já mencionamos, o personagem deve passar pelo conflito, mas o conflito não deve ser algo fácil ou simples de ser superado. Ele deve ser na medida certa.

Facilitar demais suaviza todo o conflito elaborado e também faz com que o leitor crie menos conexões emocionais

Não trabalhar a personalidade dos personagens

A importância de fazer com que o seu público se identifique não deve ser subestimada.

Por isso, você precisa criar a personalidade do seu personagem minuciosamente, sempre mantendo-a no contexto da história e do seu objetivo.

Personagens descontextualizados não transmitem as emoções e sentimentos necessários para um bom Storytelling.

Entregar a mensagem logo no início

O Storytelling, dependendo de onde for aplicado, não deve ser muito direto, mas ele também não pode ter muita enrolação.

Já comentamos, a aplicação de Storytelling em atendimentos, e nessas ocasiões ele não pode ser muito extenso.

Entretanto, entregar a mensagem logo no início faz com que seu público perca o interesse rapidamente, e a intenção é gerar cada vez mais envolvimento desse público.

Escolher o canal ou o meio de comunicação errado

Antes de investir em um canal ou meio de comunicação você deve se assegurar de que o seu público realmente está presente naquele canal e que ele vai “ouvir” a sua história.

Lembre-se que você está investindo em Storytelling com um objetivo e é primordial que o seu público esteja presente.

Exemplos de Storytelling

Para que você se inspire ainda mais em aplicar o Storytelling aos seus negócios .

Confira! 

Airbnb

O Airbnb é uma Startup inserida no mercado de hotelaria que investiu em uma plataforma que conecta as pessoas que precisam de hospedagem a aquelas que oferecem hospedagem.

E se tem uma ação que a plataforma investe em suas campanhas é utilizar o Storytelling, com uma narrativa envolvente e focada na hospitalidade, ela reforça o sentimento de comunidade.

Para contar histórias marcantes a empresa utiliza de maneira inteligente os dados do usuário, e assim obtém sucesso.

 Dove

A Dove é uma marca de cosméticos, que utiliza estratégias de Storytelling em suas propagandas.

Nas redes sociais a marca explora maneiras diferentes de gerar envolvimento com o seu público, utilizando informações e montando personas com foco em elevar a autoestima de seu público, mostrar que era preciso se amar mais. 

Aplique o Storytelling ao seu negócio e gere mais engajamento

Nesse artigo você foi apresentado para o contexto de Storytelling de uma maneira geral e também aplicado aos negócios.

Para utilizar o Storytelling aprenda também sobre as diferentes estratégias do Marketing digital como a construção de Landing page, Inbound marketing e e-mail marketing.

E não esqueça do marketing de conteúdo que foi abordado nesse artigo.

E se quiser aplicar o Storytelling na sua equipe de vendas, não esqueça de oferecer um canal de comunicação para oferecer um serviço de atendimento qualificado com o JivoChat.

Boas vendas!

Início Blog Comunicação Storytelling: o que é e como aplicá-lo?
Se você curtiu esse artigo você também pode gostar desses ...
Comece a usar o JivoChat hoje!
Gostou do que leu?
Cadastre-se e teste o JivoChat agora mesmo!
É grátis e só leva alguns minutos para fazer o download