Negócios online: 25 ideias e como começar

Comece seu próprio empreendimento digital com essas dicas e ideias

Ter seu próprio empreendimento é um sonho de muitos brasileiros e, hoje, além de ter a oportunidade de atuar no ambiente físico, você também pode abrir um negócio online e comercializar produtos ou serviços diretamente através da internet.

Neste artigo, você aprenderá como começar um negócio online e conhecerá 25 ideias para despertar o empreendedor dentro de você.

Apresentamos ideias de negócios online que atuam nos mais variados nichos para que você possa identificar opções que se encaixem com sua expertise.

Primeiramente, saiba exatamente o que você precisa considerar antes de tomar uma decisão definitiva sobre seu empreendimento e, a partir disso, poderá avaliar as ideias apresentadas levando em consideração seu planejamento e de forma mais assertiva. Vamos lá?

Como começar um negócio online

Antes de apresentarmos as ideias de negócios online, é importante que você faça algumas considerações necessárias para melhorar suas chances de sucesso e diminuir os riscos.

Simplesmente ter uma ideia e criar um website para seu negócio não é o suficiente para que você consiga realmente atingir o sucesso que imagina. Para isso, é necessário ter um planejamento estratégico e considerar a sua realidade atual.

Confira alguns pontos críticos que você precisa considerar antes de começar a investir e empreender online.

Estrutura digital e canais de vendas

Primeiramente, é importante ter as respostas para algumas perguntas-chave relacionadas à sua estrutura, presença e como seu negócio funcionará. A partir das ideias apresentadas neste artigo, você terá respostas como:

A resposta para cada uma dessas perguntas dependerá inteiramente do nicho de mercado de seu negócio online, assim como seu orçamento - o próximo ponto crítico.

Canais de vendas online

Investimento e orçamento

Empreender significa investir e, por isso, é importante entender que existem poucas ideias de negócios que te permitem atingir os números e resultados almejados sem qualquer investimento.

É verdade que isso pode acontecer caso você tenha contatos que possam alavancar sua marca no ambiente digital, mas realisticamente, será necessário investir em estratégias de marketing digital, ferramentas e soluções projetadas para impulsionar negócios em seu nicho.

Portanto, quanto você pode e pretende investir em seu negócio digital? Tenha um orçamento em mente antes de escolher o mercado no qual irá atuar, pois algumas opções pedem um menor investimento inicial, enquanto outras podem sair mais caras - e apresentarem maiores riscos.

Escalabilidade

Pensar em escalabilidade nada mais é que se perguntar qual patamar você deseja que seu negócio alcance a médio e longo prazo e quais estratégias de marketing e vendas você pretende empregar para atingir tais objetivos em seu negócio online.

Um ponto crítico relacionado à escalabilidade é o atendimento ao cliente. Inicialmente, você provavelmente será capaz de conversar e atender todos os consumidores e tirar suas dúvidas, mas a medida que conquistar mais clientes e alavancar sua marca online, será necessário escalar este setor - assim como ajustar processos - para manter seu padrão de qualidade.

É importante ter um planejamento a médio e longo prazo, considerando suas metas e objetivos para que saiba exatamente o que fazer a medida que adquirir mais clientes.

Nível de conhecimento

Ao considerar as ideias de negócios online apresentadas neste conteúdo ou contemplar qualquer outra ideia que você já tenha em mente, é importante levar em consideração seu nível de expertise e conhecimento na área.

Para que você realmente tenha boas chances de sucesso, não escolha um empreendimento digital baseado em sua rentabilidade, mas sim na qualidade do serviço ou produto que você será capaz de oferecer aos consumidores.

Especialmente porque, as chances são que já existem concorrentes em essencialmente todo nicho escolhido por você e é exatamente seu nível de expertise que o permitirá inovar e diferenciar-se do que já existe.

Público alvo

Por fim, mas definitivamente não menos importante, você precisa considerar qual será o seu público alvo.

Este aspecto será importantíssimo para que você possa decidir sua identidade visual e criar estratégias de marketing digital que realmente sejam capazes de engajar pessoas, assim como para a criação de sua persona - uma figura fictícia que representa o consumidor ideal para seu produto - e tenha um conhecimento pleno sobre quem você estará atendendo.

Para isso, é importante ter em mente a resposta para índices como:

Uma excelente forma de obter as perguntas para estas respostas é através da avaliação de seus futuros concorrentes, ou seja, empresas que já atuam no mercado no qual você deseja adentrar.

Ideias de negócios online para começar

Agora que você já sabe como se planejar para lançar seu negócio online, podemos finalmente apresentar diversas ideias!

1. Criar uma loja virtual

A primeira opção de nossa lista é também uma das mais óbvias para quem está pensando em empreender e lançar seu próprio negócio digital.

Hoje, é possível criar lojas virtuais com tremenda facilidade através de plataformas de ecommerce - inclusive, várias oferecem esta opção gratuitamente.

Portanto, se você deseja comercializar seus próprios produtos e ter autonomia completa sobre estoque, entrega e processamento de transações, basta escolher seu nicho de mercado ou conferir nossa lista com mais de 100 ideias do que vender na internet.

Criar sua própria loja virtual

2. Criar um Ecommerce B2B ou SaaS

Você também optar por criar um Ecommerce B2B (business to business) ou uma empresa que oferece SaaS (software as a service), ou seja, uma empresa que comercializa produtos, serviços ou sistemas para outras empresas.

Para exemplificar, nós mesmos na JivoChat somos uma empresa SaaS, oferecemos um chat online para que empreendedores possam atender clientes e otimizar seu atendimento online em seus próprios negócios - o que significa que nossa ferramenta não é vendida para o consumidor final.

Algumas ideias de negócios online para empresas B2B ou SaaS envolvem:

Entre várias outras opções - basta avaliar seu grau de conhecimento em uma determinada área.

3. Venda em marketplaces

Outra ideia para quem deseja vender online é a comercialização de produtos através de marketplaces.

Marketplaces são plataformas projetadas para que lojistas e comerciantes possam anunciar seus produtos online sem que precisem criar suas próprias lojas virtuais - apesar de que muitos empreendedores de ecommerce trabalham com ambos canais de vendas.

Conheça alguns dos maiores marketplaces no Brasil são:

Entre diversos outros. A vantagem é que a estrutura já está pronta e, essencialmente, tudo o que você precisa fazer é se cadastrar e começar a anunciar.

4. Dropshipping

O dropshipping é uma modalidade de logística para negócios online. Ela vêm se tornando cada vez mais popular pois é mais acessível e apresenta baixos custos iniciais.

A diferença de uma loja de dropshipping e uma loja virtual própria é que, aqui, você não tem controle sobre o estoque ou logística de entrega.

Sua loja virtual vende os produtos de fornecedores de dropshipping. Dessa forma, clientes compram de sua loja, você recebe sua parte e encaminha o pedido ao fornecedor, que será responsável pela entrega do produto.

Ecommerce de dropshipping

5. Agência de marketing digital

Caso não queira criar um negócio online para comercializar produtos, mas sim serviços em sua área de conhecimento e trabalhe com marketing digital, considere criar sua própria agência de marketing digital online.

Milhares de empresas terceirizam seu setor de marketing digital e contratam especialistas de agências digitais para que possam administrar aspectos como:

Entre outros trabalhos relacionados à presença e impulsionamento da marca em canais digitais.

6. Desenvolvimento de websites

Se você possui conhecimentos avançados em programação web e domina o trabalho de criar websites, existe um grande mercado online para este tipo de negócio online.

Ofereça seus serviços como parte de uma agência digital - como mencionamos acima - ou considere até mesmo lançar sua própria plataforma de criação de sites, como o próprio SITE123, Webnode, WordPress, etc.

7. Desenvolvimento de software e de aplicativos mobile

Agora, se a sua área de conhecimento não é o desenvolvimento web, mas você domina o desenvolvimento de sistemas e aplicativos mobile, este é outro mercado que continua crescendo.

De acordo com dados do Rankmyapp, em 2019, houve um aumento de 20% na receita gerada pelos aplicativos e a Google faturou mais de 56 bilhões ao longo do ano.

Além disso, este é um mercado extremamente abrangente, pois as alternativas para o desenvolvimento de aplicativos são infinitas.

Você pode criar uma solução melhor do que algo que já existe ou ter uma ideia inovadora e disparar seu negócio online vendendo um aplicativo.

Desenvolvimento de aplicativos mobile

8. Marketing de afiliados

No mercado de afiliados, você se torna um vendedor de produtos, serviços e soluções já existentes. Seu papel como afiliado é promover tais produtos e gerar resultados para empresas que oferecem programas de afiliado.

Estes resultados podem variar de acordo com cada produtor, algumas empresas pagam pela geração de leads, por cadastros, por novos clientes, entre outras formas.

Para exemplificar, nós da JivoChat oferecemos um programa de afiliados que pagam comissões recorrentes de 30% sobre o valor das compras dos planos por clientes indicados através de seu link de afiliado.

A vantagem é que você não precisa fazer controle de estoque e não é responsável pelo desenvolvimento e manutenção das ferramentas ou soluções vendidas - seu papel é, essencialmente, o de um vendedor digital.

9. Redator freelancer

Não poderíamos deixar de falar sobre a oportunidade de trabalhar como freelancer em nossa lista de ideias de negócios online.

Se você é um bom redator de notícias, artigos e materiais semelhantes, poderá oferecer seu trabalho como trabalhador autônomo à empresas em busca de tais serviços.

Para isso, assim como as demais opções de freelancing apresentadas na lista, recomendamos o uso de plataforma projetadas para conectá-lo à empresas que buscam profissionais com sua expertise, como:

Entre diversas outras opções. Além disso, vale mencionar que caso você domine o inglês ou outras línguas, poderá ampliar sua base de clientes para contratantes de outros países ou do mundo inteiro.

10. Desenvolvedor de software freelancer

Além de serviços de redação de artigos e produção de conteúdo, você também pode se tornar um desenvolvedor freelancer e oferecer sua expertise online para empresas em busca de programadores, por exemplo.

Neste negócio online, seu papel normalmente será desenvolver projetos, soluções e aplicativos, sozinho ou participando de uma equipe remota.

Desenvolvedor Freelancer

11. Design gráfico freelancer

Você ficaria impressionado ao saber quantas pessoas buscam por designers gráficos para criar seus próprios materiais de marketing, assim como outros elementos visuais, como logos, identidade da marca, entre outros.

Portanto, se esta é sua área de conhecimento, aproveite as mesmas plataformas de freelancer apresentadas acima e comece a trabalhar na internet e construir seu negócio online.

12. Tradutor freelancer

Fechando as ideias de negócios online relacionadas a freelancers, caso você domine múltiplas línguas ou até mesmo apenas o inglês, poderá encontrar trabalhos de tradução de conteúdo.

Múltiplas empresas buscam por tradutores para:

13. Blog monetizado

Agora, se você não deseja trabalhar para empresas contratantes e quer ser dono de seu próprio negócio, criar um blog e monetizá-lo através de diversas formas pode ser uma excelente opção.

Para isso, você precisará entender de SEO (Search Engine Optimization), ou seja, otimização para mecanismos de busca - como o Google, Yahoo, Bing, etc. Isso porque atrair tráfego orgânico, gerado através de resultados de pesquisas, é uma das melhores formas de trazer pessoas aos seus artigos.

Sobre a monetização, é possível fazê-lo através de múltiplas formas, como:

Neste último caso, você já precisará ter um grande tráfego de visitantes para que empresas tenham interesse em aparecer em seu blog!

Criar seu próprio blog

14. Canal no YouTube

Já para quem prefere a produção de conteúdos em vídeo ao invés de artigos ou outros conteúdos escritos, o YouTube pode ser a plataforma para alavancar seu negócio online.

Pare por um segundo e pense quantas empresas e profissionais vivem de seus canais no YouTube, criando vídeos de diversas áreas e monetizando-os através de anúncios da plataforma, contas no Patreon, patrocinadores, parcerias com empresas e muito mais.

Você também pode conseguir fazer isso - basta investir, ser um expert na área e produzir vídeos de qualidade, assim como começar a se relacionar com seu público e outros produtores de conteúdo que já atuam na plataforma.

15. Canal de transmissão ao vivo

Já pensou em ganhar dinheiro transmitindo o que você é especialista ou gosta de fazer ao vivo como entretenimento para outras pessoas? Milhares de pessoas já fazem isso através de plataformas como a Twitch, Mixer, ou no próprio YouTube.

Os jogos digitais são um dos principais nichos de pessoas que fizeram das transmissões ao vivo seus negócios online.

Entretanto, hoje, na Twitch - que se destaca por ser a plataforma líder para streaming - você também pode atingir resultados impressionantes em outras categorias, como tocando música ao vivo, cozinhando, entre outras.

Para que você tenha ideia do potencial desse tipo de negócio digital, um streamer extremamente popular conhecido online como Ninja atingiu, na Twitch, antes de migrar de plataforma, mais de 14 milhões de seguidores e tinha uma renda média de US$ 712 mil por mês.

Entretanto, hoje, atingir este tipo de valor é extremamente difícil e o próprio jogador admitiu ter de ficar ao vivo por cerca de 18 horas diariamente para alcançar o montante.

16. Dar aulas online

De forma semelhante ao coaching, mas voltado para assuntos específicos, você pode criar sua própria base de alunos e ministrar aulas online através de plataformas de ensino a distância ou diretamente via outros sistemas de transmissão ao vivo.

Alguns exemplos de áreas de conhecimento comuns para ensinar online incluem:

Entre diversas outras. Plataformas como a Udemy, por exemplo, servem como grande oportunidade para quem deseja criar um negócio online de ensino à distância.

Aulas online

17. Coaching

Você domina uma área de conhecimento e acredita que pode ajudar outras pessoas que precisam de consultoria ou informações? Neste caso, coaching pode ser uma excelente opção de negócio online para você.

Hoje, existem plataformas como a Coach.me e a Coaching Cloud, projetadas para que pessoas encontrem profissionais experts em áreas nos quais os mesmos precisam de assistência.

E claro, se você não quiser depender de uma plataforma para vender seus serviços e conhecimento, pode optar por criar seu próprio site, desenvolver cursos e oferecê-los online.

18. Criador de infoprodutos

Além de ministrar aulas, você pode focar exclusivamente na criação de infoprodutos, como:

Entre outros tipos de materiais informativos digitais. Da mesma forma que outras ideias apresentadas, os mesmos podem ser vendidos diretamente através de sua própria página e, inclusive, você pode oferecê-los através de plataformas de afiliados como o Hotmart ou Monetizze, para que pessoas ajudem-no a promovê-los.

19. Consultor de SEO

Já mencionamos o SEO algumas vezes nesse artigo. Isso porque otimizar páginas para ranquear nos mecanismos de busca é algo realmente importante para negócios digitais e, esse trabalho de otimização pode, na verdade, tornar-se seu próprio negócio online.

Se você é especialista em SEO e sabe como fazer SEO On Page e Off Page, pode oferecer seus serviços de consultoria para outras empresas que estejam tentando melhorar o posicionamento das próprias páginas nos resultados do Google.

Além disso, nada impede que você empenhe também outros papéis ou até mesmo que crie seu próprio blog enquanto oferece este serviço - isso é o que o próprio Neil Patel faz, um dos maiores “gurus” do marketing digital moderno.

Consultoria SEO online

20. Venda de fotografias

Você sabia que existem diversas plataformas que te permitem vender fotografias profissionais online?

A própria Shopify conta com uma lista de 20 websites para os quais você pode providenciar fotos e vendê-las para que empresas ou pessoas físicas possam utilizá-las de forma legal.

Portanto, se fotografia é sua paixão, saiba que é possível transformá-la em um negócio online para rentabilizar seu trabalho.

21. Desenvolvedor de jogos digitais

De acordo com um relatório e pesquisas apresentadas pela Newzoo, o mercado de jogos movimentou mais de US$152.1 bilhões durante o ano de 2019, tendo os Estados Unidos como foco principal após ultrapassarem a China.

Isso abre uma enorme oportunidade para que você crie um estúdio de desenvolvimento de jogos ou até mesmo que desenvolva jogos digitais sozinho - um feito extremamente desafiador, mas já atingido por alguns profissionais da área, como Eric Barone, criador de Stardew Valley, jogo que já vendeu mais de 1 milhão de cópias.

Além disso, não se esqueça que o mercado de jogos para dispositivos móveis, como smartphones e tablets, já ultrapassa o mercado de jogos para desktop e demais dispositivos.

22. Investimento em bolsa de valores

Se você já possui uma boa quantia e gostaria de investir na bolsa de valores, é possível fazê-lo diretamente através de plataformas digitais.

Para isso, é importante ter conhecimentos aprofundados em economia - e não apenas nacional - e saber exatamente como calculator seus riscos para que os investimentos sejam rentáveis e gerem lucro.

É um mercado perigoso, mas também com um grande potencial de retorno para quem sabe o que está fazendo. Para começar, colete informações e avalie dados de portais como o The Economist e então escolha seu site de negociações.

Investir em bolsa de valores

23. Revenda de hospedagem

Se você possui o que é necessário para investir em uma estrutura de hospedagem de sites, sistemas e até mesmo jogos, poderá oferecer este tipo de serviço à outras empresas.

Empresas como a Hostgator e Hostinger já fazem isso e disponibilizam servidores VPS e cloud tanto para hospedagem de páginas WordPress quanto para hospedagem de projetos.

Diversas empresas não possuem a estrutura necessária para comportar seus próprios servidores e fazem o uso deste tipo de serviço, alugando servidores disponíveis e contando com todas as vantagens de contratar uma equipe profissional.

24. Personal trainer online

Profissionais da área de saúde como personal trainers e coaching fitness também pode oferecer seus serviços através de canais digitais, transformando a profissão em um trabalho online.

Especialmente durante épocas de crise, como o caso da pandemia do coronavírus (Covid-19), este tipo de solução ganhou espaço entre consumidores que queriam continuar se exercitando sem sair de casa, mas precisavam do acompanhamento de um personal.

25. Plataforma de delivery de comida

Você já deve ter ouvido falar do iFood, Uber Eats e outras plataformas online para delivery de comida.

Bom, este é um nicho de mercado que pode ser considerado saturado para algumas áreas, mas existem diversas cidades no Brasil onde ainda não há um website ou plataforma de delivery como estas.

Isso abre oportunidades para que você lance seu próprio negócio e comece a trabalhar com entregas. Aliás, existem inclusive empresas dedicadas a realizar outros tipos de entregas além de comida, como por exemplo transporte de documentos entre empresas, etc.

Delivery de comida

Pronto para começar seu negócio online?

E então, encontrou uma ideia de negócio online ideal para você? Esperamos que nossas dicas e ideias sirvam como um norte para que você possa idealizar seu próprio empreendimento digital e começar a ganhar dinheiro na internet.

Mas não se esqueça, se você for criar seu próprio website, é importante estar pronto para atender clientes e tirar as dúvidas de seus consumidores em tempo real. Para isso, instale o JivoChat gratuitamente e disponibilize um chat online profissional. Boas vendas!

2020/06/23

Se você curtiu esse artigo você também pode gostar desses ...

Dicas para ecommerce, conversão e suporte