Ecommerce do Zero: 5 passos para começar

O comércio eletrônico não é uma novidade para essencialmente qualquer consumidor brasileiro com acesso à internet. Conhecemos diversas lojas e marketplaces que já fazem vendas através de canais digitais neste mercado em constante crescimento.

Sabendo disso, não é incomum que empreendedores tenham interesse em adentrar este mercado ao criar seu próprio ecommerce. Porém, será que começar a vender online é tão simples quanto escolher uma plataforma e anunciar um produto?

Neste artigo apresentamos tudo o que você precisa saber para começar um ecommerce do zero, com o objetivo de ajudá-lo a começar com o pé direito para que consiga atingir os resultados almejados.

1. Construa seu planejamento

O primeiro passo de essencialmente qualquer novo empreendimento é construir um planejamento e abordar algumas perguntas-chave, como:

  • O que você irá vender na internet?
  • Qual é o seu orçamento?
  • Quem serão os seus clientes?
  • Quem serão os seus fornecedores?
  • Você é capaz de produzir seu próprio produto?
  • Qual será o seu nicho de mercado?

Existem centenas de ideias sobre o que vender na internet e isso, assim como as respostas para as demais perguntas devem ser definidas bem no início de sua empreitada.

O seu orçamento também será determinante para muitos aspectos relacionados aos próximos passos para começar um ecommerce do zero, como por exemplo a escolha de fornecedores, plataformas de ecommerce, etc.

Assim como apresentado no curso completo do Thiago Sarraf que ensina tudo o que você precisa fazer, na prática, para criar um ecommerce do zero, é importante encontrar as respostas para “O que eu quero e Como eu quero”, assim como “O que eu posso e Como vou fazer” bem no início, no planejamento.

Faça pesquisas de mercado e comece a planejar e projetar os custos relacionados à operação e manutenção de seu ecommerce, levando em consideração o valor de ferramentas, fornecedores, entre outros gastos relacionados para que possa criar expectativas realísticas para lançar seu negócio e diminuir os riscos relacionados.

2. Pesquise e encontre onde está seu público

Após definir o nicho de mercado, produto e detalhar o seu orçamento, você precisará pesquisar sobre o seu público e encontrá-lo no ambiente digital.

Para exemplificar, se você pretende lançar um ecommerce B2B (Business to Business), ou seja, um negócio que vende para outras empresas e não para o consumidor final, será que o Instagram Shopping seria um bom canal para alavancar suas estratégias e atingi-los? Será que é possível realizar vendas e propagar a sua marca através do LinkedIn?

Antes de começar seu ecommerce do zero, será importante identificar onde está seu público e quais tipos de mídia eles consomem, para que então consiga definir quais serão os seus principais canais de vendas e, posteriormente, mídias para estratégias de marketing digital.

Avalie seus concorrentes

Não deixe de avaliar o que seus futuros concorrentes - empresas que já atuam em seu nicho de mercado - estão fazendo para atingir o consumidor que você deseja tirar deles e trazer para o seu negócio.

Afinal, não basta fazer apenas o que a concorrência já faz, você precisará ser melhor, mais chamativo e ter melhores condições que as demais alternativas para conseguir conquistar sua base de clientes.

3. Defina seus canais de vendas online

A partir da identificação do público alvo, você poderá definir qual canal de vendas online terá maiores chances de atingi-los. Está na hora de definir se você irá lançar sua própria loja virtual, vender nas redes sociais, nos marketplaces ou até mesmo trabalhar com dropshipping.

Não existe um “melhor canal de vendas” para todos os nichos de mercado. Tudo dependerá de seu planejamento, orçamento e de como você pretende atingir seu público.

Cada um dos canais apresentam suas vantagens e desvantagens, é importante reconhecer qual deles se encaixa à sua realidade antes de lançar um ecommerce do zero. Entenda:

Loja virtual

Criar seu site de vendas através de uma plataforma de ecommerce é uma estratégia que pode te oferecer maior autonomia sobre a gestão de produtos, pedidos, disponibilidade e atendimento ao cliente se comparado à um marketplace, por exemplo.

Entretanto, será necessário encontrar uma plataforma que seja escalável e ofereça planos que cabem dentro de seu orçamento. Além disso, é possível que você fique limitado aos recursos e funcionalidades disponíveis na plataforma.

Marketplace

A maior vantagem de vender através de marketplaces é que você poderá usar uma canal de vendas já validado e que possui autoridade no mercado.

Entretanto, os principais marketplaces do mercado cobram taxas e oferecem diferentes planos para que você possa melhorar a visibilidade de seus produtos dentro da plataforma.

Além disso, você terá menores oportunidades de propagar a sua marca dentro da ferramenta. Normalmente qual um cliente compra algo em um marketplace, a compra é remetida à plataforma, e não à loja que concretizou a venda.

Quantas vezes você já ouviu a frase “Comprei no MercadoLivre”, por exemplo? As chances são que há uma loja responsável pela venda, mas sua marca não é tão difundida dentro do marketplace e isso é algo que apresenta suas próprias desvantagens para quem quer começar um ecommerce do zero.

A E-goi oferece ótimos webinários sobre o assunto e também fala diretamente sobre a diferença entre marketplace e loja virtual, vale a pena conferir.

Dropshipping

O dropshipping é um modelo de negócio no qual seu ecommerce delega a administração de estoque, produção e logística de entrega diretamente ao fornecedor.

Essencialmente, seu negócio atua como a frente de loja e para cada compra realizada por seus clientes, você recebe sua parte e divide o valor com o fornecedor, que será responsável pela entrega do produto.

É uma excelente opção para quem não possui espaço físico para controlar estoque, por exemplo. Entretanto, você essencialmente abre mão do controle de abastecimento de produtos, velocidade de entrega, entre outros aspectos.

Como você pode ver, é importante escolher o modelo de negócios que melhor se encaixa em sua realidade. E claro, nada te impede de escalar seu ecommerce a medida que crescer para que possa atingir outros canais de vendas simultâneamente.

4. Prepare seus canais de atendimento

O quarto passo para criar seu ecommerce do zero deve ser feito antes que você comece a divulgar seus produtos e propagar a sua marca na internet.

Afinal, quem irá comprar de uma loja que não oferece uma boa estrutura de atendimento e é capaz de resolver possíveis problemas dos consumidores.

Atuar através de canais digitais não significa que você não precisa de uma equipe de atendimento ao cliente e vendas pronta para tirar dúvidas de consumidores e ajudá-los a resolver problemas ou encontrar as melhores ofertas.

Portanto, estruturar seus canais de atendimento é fundamental para que possa aumentar suas chances de vendas e, inclusive, impulsionar suas chances de fidelizar clientes.

Invista em canais modernos

Hoje, atender através do email e telefone já não é o suficiente para satisfazer consumidores digitais.

É necessário investir em canais modernos, como as redes sociais, ferramentas de callback e inclusive um chat online na página de seu ecommerce para que possa oferecer uma experiência diferenciada e destacar-se dos concorrentes.

Para isso, nós certamente indicamos o uso de ferramentas projetadas para ajudá-lo a atender melhor e a gerar cada vez mais oportunidades de vendas, como é o caso do JivoChat, que te permite oferecer canais integrados e centralizar informações de seus clientes em uma única plataforma, otimizando o desempenho de sua equipe.

5. Faça marketing digital

Você fez seu planejamento inicial, identificou como atingir seus clientes, escolheu um canal de vendas e está pronto para atender à demanda em seu ecommerce, qual é o próximo passo? Divulgar sua marca, produtos e serviços para atrair tráfego e realizar a sua primeira venda.

Para isso, será necessário investir em estratégias de marketing digital, como por exemplo SEO (Search Engine Optimization), anúncios pagos nas redes sociais, marketing para mecanismos de busca ou estratégias de conteúdo.

Felizmente, você pode contar com nosso Guia Completo de Marketing Digital para aprender tudo o que precisa saber sobre quais estratégias implementar, ferramentas, vantagens e como empregá-las após começar o seu ecommerce do zero.

O fato é que não basta simplesmente lançar seu ecommerce e esperar que clientes cheguem à sua marca em meio a toda sua concorrência sem investir em estratégias e ações que tenham o objetivo de potencializar sua presença online.

As chances são que todos os seus concorrentes já estejam investindo pesado em campanhas de marketing e, por isso, você também precisará formular suas próprias formas de atrair clientes e destacar a sua marca, independente do canal de vendas escolhido.

Está pronto para começar um ecommerce do zero?

Esperamos que este passo a passo sirva como base para que você possa começar a tirar do papel o plano de empreender e tornar-se dono de seu próprio negócio digital.

Porém, mesmo depois de todo o conteúdo deste artigo, é importante se aprofundar o máximo possível para que você possa ter certeza que este é um caminho com potencial, ou seja, algo que realmente possa se tornar a fonte de sua renda.

Para isso, nós recomendamos muito o curso do Thiago Sarraf de como começar um ecommerce do zero. Vale a pena conferir todos os módulos e se aprofundar no material oferecido de forma digital.

Boas vendas!

Início Blog Ecommerce Ecommerce do Zero: 5 passos para começar
Se você curtiu esse artigo você também pode gostar desses ...
Comece a usar o JivoChat hoje!
Gostou do que leu?
Cadastre-se e teste o JivoChat agora mesmo!
É grátis e só leva alguns minutos para fazer o download