Tráfego pago [GUIA COMPLETO]

Índice

Tráfego pago é o resultado de uma estratégia muito utilizada por empresas de todos os portes, que também é  bem conhecida por quem está por dentro das estratégias do Marketing Digital.

Em comparação ao tráfego orgânico, o tráfego pago, consegue fornecer resultados mais rápidos e objetivos para quem faz seu uso, e essa é a sua principal vantagem. 

Com o tráfego pago, você consegue aumentar o número de visitas dentro do seu site  escolhendo o quanto você deseja pagar.

Dessa forma o seu produto ou serviço ganha mais reconhecimento, aumentando as suas chances de realizar mais vendas.

Se você deseja saber como conseguir tráfego pago para o seu empreendimento, neste artigo nós iremos te oferecer um guia completo.

Abordaremos o que é tráfego pago, quais são as vantagens e como ele aumenta as visitas no seu site.

O que é tráfego pago?

Antes de falarmos propriamente sobre tráfego Pago, vamos entender o conceito de tráfego dentro do ambiente digital.

Tráfego digital refere-se ao movimento que os usuários realizam entre as páginas na internet. 

É a partir desse contexto que o empreendedor que possui um site, por exemplo, passa a querer dar visibilidade a esse site para que mais pessoas tenham acesso a ele, encontrem seu produto e consequentemente gere mais vendas. 

E para que seu site ganhe essa visibilidade, ou mais acessos, ele precisa investir em estratégias como a estratégia de anúncios pagos, é ela que origina todo o tráfego pago dentro do seu site.

Ou seja, o tráfego pago são todos os acessos realizados dentro do site através de anúncios pagos. 

Trabalhar com tráfego pago é investir dinheiro em plataformas e websites para que eles consigam mostrar o seu conteúdo para uma determinada parcela de usuários através das palavras-chaves que essas pessoas utilizam em seus buscadores.

Existem várias plataformas na internet onde você pode criar anúncios pagos para gerar tráfego pago.

Entre elas podemos citar:  as redes sociais, ou os mecanismos de busca, como o Google.

Uma das plataformas mais utilizadas para gerar tráfego pago atualmente é a plataforma Google Ads. 

Ela oferece muitas possibilidades de criação de anúncios e campanhas para você gerar tráfego para o seu site. 

Tráfego pago x Tráfego orgânico: como diferenciar?

Você já deve ter ouvido falar sobre tráfego orgânico durante sua jornada no mercado digital. 

Se você conseguiu compreender bem o conceito de tráfego pago, diferenciá-lo do tráfego orgânico é simples.

Basicamente, se através do tráfego pago atraímos usuários pelos anúncios pagos, e investimos nosso dinheiro para que esses anúncios atinjam uma parcela de pessoas.

Quando falamos de tráfego orgânico, estamos falando daqueles que acessam nosso site de maneira natural. 

Através da sua divulgação de links em páginas, perfis ou mensagens compartilhadas, sem investimento monetário.

Entendeu a diferença?\ \ No tráfego pago você investe uma quantia em dinheiro para gerar um anúncio, e através desse anúncio você atrai um número X de pessoas, pois as plataformas vão trabalhar para divulgar o endereço do seu site.

Enquanto no tráfego orgânico você não investe dinheiro algum, mas em compensação precisa atuar ativamente na divulgação para que as pessoas acessem o endereço do seu site.

Dessa maneira o tráfego orgânico demanda tempo e dedicação.

Por que investir em tráfego pago?

Algumas pessoas não entendem o motivo de investir em tráfego pago, pois acreditam que só com o tráfego orgânico irão conseguir atingir seus objetivos.

E claro que com uma boa estratégia de tráfego orgânico é bem possível que consigam.

No entanto, o tráfego pago pode potencializar tudo isso e conduzir a vantagens maiores. 

Como:

  • Ajudar na promoção de campanhas específicas.
  • Ganho maior visibilidade.
  • Melhorar suas taxas de conversão.
  • Melhorar sua reputação no Google.

Se você possui um empreendimento, ou negócio, talvez fosse uma boa ideia começar a pensar em tráfego pago para atingir um número maior de pessoas.

Mas lembre-se que não adianta você atrair mais pessoas para o seu site e não oferecer a elas um conteúdo de qualidade ou uma página otimizada.

Por isso, é necessário que você possua um bom conhecimento do seu público-alvo, para oferecer o conteúdo adequado com as expectativas desse público.

O tráfego pago é uma estratégia para aumentar a divulgação. Então a longo prazo você pode começar a investir em estratégias de tráfego orgânico. 

O tráfego pago é uma boa opção apenas se você:

  • Quer dar visibilidade para uma campanha específica.
  • Está iniciando e ainda não sabe muito sobre SEO.
  • Não possui uma equipe de Marketing na sua empresa.
  • Quer atingir um número x de visitantes para o seu site.

No entanto, não podemos generalizar, pois cada negócio demanda um investimento diferente, então cabe analisar quais são seus objetivos a curto, médio e longo prazo. 

Como funciona o tráfego pago?

Agora que você já sabe por quais motivos deve investir em tráfego pago, vamos te mostrar brevemente como fazer algumas decisões para realizar suas campanhas e obter tráfego pago.

Estude seu público

Primeiro de tudo, você precisa reunir todos os dados que você possui sobre o seu consumidor.

É a partir desses dados que você irá escolher uma plataforma para gerar seus anúncios, e direcionar as pessoas até o seu site.   

Também é válido pensar no tipo de produto ou serviço que você oferece. 

Se for algum serviço específico, como reparo de eletrônicos, por exemplo, tenha em mente o tipo de comportamento que o seu público apresenta quando vai buscar esse tipo de serviço.

Quando estamos em busca de algum serviço, geralmente, utilizamos a barra de pesquisa do Google.

Se você vende produtos, talvez anunciar nas redes sociais não seja uma estratégia ruim tendo em vista o tempo médio que as pessoas passam dentro das redes sociais.

Compreendeu a importância de entender sobre o comportamento do seu público?

Escolha o modelo de anúncio e a plataforma

Abaixo, listamos alguns tipos de anúncios mais utilizados para gerar tráfego pago, que devem ser levadas em consideração as características do seu público alvo:

  • Display Ads: Banners, textos, imagens, etc. São exibidos em sites parceiros da plataforma escolhida.
  • Busca paga: Anúncios em buscadores como o Google e o Bing que irão mostrar seu site na sua página de resultados;
  • Social media Ads: Anúncios nas redes sociais como Facebook, Instagram, Linkedin e etc.  

Entenda o funcionamento das plataformas

Depois de avaliar o comportamento do seu público alvo, escolher quais são as plataformas que você deve investir é hora de entender como as plataformas de anúncios funcionam.

Para quem quer divulgar seus produtos a ordem dos anúncios precisa ser escolhida, por isso ocorre uma espécie de leilão onde são verificadas a qualidade do anúncio, entre outras características, que irão definir qual anúncio irá aparecer para aquela pessoa em dado momento.

Isso ocorre, pois há um grande fluxo de pessoas querendo anunciar e o melhor anúncio deve ser colocado à disposição daquela pessoa.

Outro dado importante é entender como esses anúncios são precificados para quem está realizando a campanha. 

Geralmente são utilizadas duas maneiras para precificar anúncios que geram tráfego pago:

  • CPC (custo por clique);
  • CPM (custo por mil impressões).

CPC é custo por clique, isso significa que você só vai pagar pelo anúncio quando alguém clicar nele e for redirecionado para a página do seu site. 

E o melhor de tudo é que você define qual vai ser o seu gasto diário.

Por exemplo, você definiu que sua verba é R$ 100,00 por dia, na hora que foi montar seu anúncio identificou que o custo por clique pelo período que você escolheu para o anúncio ser exibido é de R$ 10,00, por ser um horário bastante concorrido, então quando 10 pessoas acessarem seu site através dos anúncios, o seu anúncio deixará de ser exibido.

Já o CPM, é o custo por mil visualizações, é o valor que você decide pagar para que o seu anúncio apareça na timeline de um potencial comprador, por exemplo.

Por isso dizemos que o CPM é pra quem quer conquistar mais visibilidade para sua marca, assim você define o número de pessoas que gostaria que o seu anúncio atingisse, dependendo do orçamento que você dispõe no momento.

Depois disso basta que você configure as campanhas com as informações relevantes para o seu público alvo e deixe o seu anúncio rodar.

Apenas lembrando que em algumas plataformas é possível que você vá otimizando as campanhas.

Essas plataformas possuem aprendizado de máquina e fornecem uma série de sugestões para você melhorar suas campanhas de tráfego pago. 

Imagem vetorizada de um consumidor acessando sites e se deparando com anúncios de tráfego pago

Plataformas de tráfego pago mais utilizadas

Agora vamos conhecer quais são as plataformas mais utilizadas e quais são as diferentes funcionalidades de cada um para que você tenha certeza de qual delas utilizar na hora de montar seus anúncios de tráfego pago.  

1. Google Ads

Provavelmente a mais popular entre as plataformas, Google Ads é a plataforma de anúncios pagos do Google. 

Com ela você pode desfrutar de diversas ferramentas dentro da própria Google.

Já é de conhecimento de todos que o Google é a ferramenta de pesquisa mais utilizada mundialmente, isso faz com que muitas pessoas tenham interesse em anunciar seus produtos dentro da plataforma Google Ads.

Você pode optar por realizar anúncios na rede de display ou na rede de pesquisa do Google.

Para a rede de pesquisa só é permitido fazer anúncios em texto, mas esses anúncios possuem diversos recursos como snippets e extensões que podem deixá-lo mais atraente e clicável para o seu público.

Já a rede de display se resume em anúncios que aparecerão em sites parceiros do Google, como quando você visita um site e os anúncios estão localizados em pontos específicos.

Ainda é possível fazer anúncios para aparecer na pesquisa do Youtube, Google meu negócio e muitas outras funcionalidades que exigiriam um artigo completo apenas falando da ferramenta.

Felizmente o Google possui um manual super completo para você que deseja se aprofundar mais nesse conteúdo.

2. Facebook Ads

Com mais de 1 bilhão de usuários mundialmente, o Facebook Ads se torna uma ferramenta muito atraente para quem quer se promover dentro das redes sociais. 

Isso porque além de criar anúncios para o Facebook, a plataforma possui integração com o Instagram, permitindo que você gerencie os anúncios através dessa ferramenta.

As campanhas podem ser segmentadas de acordo com o seu público alvo, geograficamente, comportamentalmente, entre outras características, que fazem com que o seu anúncio alcance mais pessoas qualificadas.

As campanhas no Facebook Ads costumam ser bem sucedidas por conta do tamanho do público da plataforma.

E você pode utilizá-la junto com o Google Ads, uma vez que elas acabam captando diferentes perfis de público.

Felizmente você pode utilizar o facebook blueprint para aprender mais sobre tráfego pago e anúncios.

3. Youtube Ads

Se você também produz conteúdo no Youtube para mostrar o seu produto ou serviço, o Youtube Ads é uma ótima opção de ferramenta para que você consiga ganhar mais destaque.

Pois muitas pessoas também buscam informações de produtos através do Youtube.

A plataforma permite que você faça anúncios:

  • Curtos de até 6 segundos: quando você quiser fazer uma mensagem de impacto e alcançar mais pessoas, esse tipo de anúncio é chamado de anúncio bumper. 
  • Trueview in Stream: são aqueles anúncios que permitem que a gente pule depois de alguns segundos de exibição.
  •  Discovery Trueview: são os anúncios da rede de pesquisa do Youtube.

O Youtube Ads é uma ótima opção para você exibir seus produtos e direcionar os telespectadores para o seu site. 

4. Linkedin Ads

Se você atua no mercado B2B, o Linkedin Ads pode ser uma boa pedida, já que a plataforma Linkedin tem um foco no setor profissional.

A plataforma permite diversos tipos de anúncios com diferentes formatos. Você pode fazer seus anúncios do tipo:

  • Sponsored Content: são os anúncios que aparecem na timeline.
  • Text Ads: Anúncios que são exibidos na barra lateral.
  • Sponsored InMail: Anúncios na caixa de entrada dos usuários.

É uma para que você divulgue seus produtos ou serviços para outras empresas, pois a plataforma se tornou referência entre empresários. 

5. Taboola

Taboola é uma plataforma de anúncios nativos que possui parcerias com grandes sites de conteúdo ao redor do mundo.

 Nessa plataforma seus anúncios serão exibidos nos sites parceiros. 

O foco é que os consumidores encontrem seu produto durante a fase de descoberta do funil de vendas aumentando a sua exposição para impulsionar suas vendas online. 

Como otimizar as suas campanhas de tráfego pago

Esteja sempre atento a esses detalhes quando você for investir em tráfego pago para a sua empresa, pois eles vão te ajudar a gerar resultados melhores 

1.Crie personas

Batemos nessa tecla durante muitas vezes nesse artigo, mas é porque realmente é importante que você conheça o máximo de características possíveis a respeito do seu público alvo.

Não apenas para que você consiga segmentar suas campanhas, mas também para que você entenda como abordar o seu público e também como despertar o interesse desse público.

Assim, quando ele acessar o seu site é muito mais provável que ele tenha interesse pelo seu produto e efetue a ação desejada. 

2. Crie mais do que apenas um anúncio

Comentamos sobre a importância de você criar diferentes buyer personas e compreender mais sobre o seu público alvo.

Com base  nisso você deve criar mais de um grupo de anúncios com foco em personas diferentes. 

Também é válido fazer o teste a/b, mudando as copys, imagens ou vídeos para saber com que tipo de anúncio o seu público se identifica mais. 

Lembre-se que é uma estratégia e você precisa sempre estar aprimorando suas campanhas de maneira que elas possam gerar mais tráfego para o seu site. 

3. Faça uma página de captura

Para você conseguir divulgar o seu produto ou serviço, é importante que tenha uma página de captura de leads para que essas leads possam avançar durante a jornada de compra.

Existem diversas ferramentas que você pode utilizar na construção das suas Landing Pages.

Lembre-se de passar informações claras sobre o seu produto  e de utilizar os CTAs adequados para que o usuário identifique qual ação ele deve executar. 

4. Certifique-se de que a página para onde seus anúncios está adequada com a proposta

Falamos de criar Landing Pages porque, pense bem, você tem um site e quer expor um produto.

Por isso é muito mais adequado que você direcione essa pessoa para uma página específica para esse produto do que para a home do seu site. 

O Google Ads acaba levando isso em consideração na hora de verificar a qualidade do anúncio.

É para isso que serve a Landing Page, além de obter informações para que os visitantes se passem a ser  leads em potencial, e que possam avançar durante o funil de vendas. 

5. Utilize gatilhos mentais

Não perca a oportunidade de utilizar os gatilhos mentais para que o seu público realize ações, ou tome decisões mais rapidamente. 

Existem alguns gatilhos mentais que são amplamente utilizados para vendas, e eles facilitam esse processo. 

Por isso tenha uma boa copy nos seus anúncios e uma imagem bem chamativa com alguns desses gatilhos para que você consiga atrair mais tráfego pago para o seu site.

Continue trabalhando para melhorar seu tráfego pago

Nesse artigo abordamos um pouco sobre essa estratégia bastante popular no Marketing digital, e qual tem potencial para que você consiga alcançar mais pessoas e a partir disso melhorar suas vendas.

Mas não esqueça de sempre trabalhar em otimizar suas campanhas e anúncios publicitários, também invista em tráfego orgânico, pois essa é outra estratégia com grande potencial.

Além disso, estude sobre as personas, modelo B2C e toda a trajetória que elas percorrem durante o funil de vendas. 

A metodologia AIDA é bastante útil para te guiar durante o funil de vendas.

E se você acha que não tem tempo para aprender tudo isso, talvez você precise procurar um Gestor de tráfego que é um profissional especializado nessa área.

Boas vendas!

Início Blog Marketing Tráfego pago [GUIA COMPLETO]
Se você curtiu esse artigo você também pode gostar desses ...
Comece a usar o JivoChat hoje!
Gostou do que leu?
Cadastre-se e teste o JivoChat agora mesmo!
É grátis e só leva alguns minutos para fazer o download