Como vender sem estoque: aprenda e conheça as ferramentas

Índice

Já pensou em criar sua própria loja virtual para trabalhar vendendo produtos, mas acabou deixando a ideia de lado ao pensar no trabalho de estruturar um estoque e organizar a logística do negócio?

Se já passou por algo parecido, é hora de repensar a possibilidade de começar o seu empreendimento vendendo sem um estoque. 

Isso é possível graças ao dropshipping, uma modalidade de vendas que já é usada por diversos e comércios brasileiros. 

O que difere o método de uma loja física ou virtual padrão é que a responsabilidade pelo estoque e pela entrega dos produtos são todas transferidas para os fornecedores. 

Se você tem interesse em abrir uma loja virtual e aprender como vender sem estoque, confira o nosso artigo para saber cada detalhe sobre essa estratégia.

Mas afinal, o que é um estoque?

O estoque é basicamente o armazenamento de produtos e materiais de produção, organizados para facilitar o gerenciamento de logística de uma empresa.

Isso significa que o estoque não é apenas um local para o armazenamento de itens. 

Estoques também precisam de organização, monitoramento, integração e atualizações constantes. Desta forma, negócios podem gerir e controlar seus insumos de forma eficiente. 

Geralmente, grandes empresas contam com grandes espaços para armazenar e organizar suas mercadorias. 

No entanto, pequenos negócios podem usar pequenos espaços dentro de casa, caso atenda suas demandas.

Como vender sem estoque?

A principal alternativa para quem deseja vender online, mas não conta com um espaço grande o suficiente para armazenar produtos ou não tem o capital para iniciar um investimento é o dropshipping. 

O dropshipping é um método de gerenciamento de estoque e gestão logística que tem se tornado cada vez mais popular no ecommerce brasileiro. 

O método funciona da seguinte maneira: o empreendedor faz a venda em sua loja, recebe o pedido e o encaminha com todas as informações para o fornecedor escolhido, que terá a responsabilidade pela separação dos produtos e envio. 

Isso significa que os empreendedores não precisam se preocupar em investir no armazenamento de estoque nem em organizar a logística. 

Desta maneira, os empreendedores têm mais tempo para organizar e planejar outras áreas do negócio.

Texto dropshipping rodeado por elementos gráficos que representam o negócio sem estoque

Existem outras maneiras de vender sem estoque? 

Além do dropshipping existem outras possibilidades para quem deseja empreender, mas quer vender sem estoque. Confira as principais alternativas a seguir.

1. Revender e vender como afiliado

O método de vendas por afiliação é muito parecido com a revenda. 

A principal diferença entre as duas formas de vendas é que na maior parte das vezes os afiliados irão apenas anunciar os produtos e receber comissões pelas vendas, sem a necessidade de fluxo de postagem, atendimento e pós-vendas.

Enquanto na revenda, os vendedores precisam anunciar os produtos e notificar os fornecedores sobre suas vendas, dando sequência ao envio.

2. Vender sobre demanda

A venda sob demanda é um método mais simples do que o dropshipping. 

Através desta opção, os empreendedores vendem produtos que são armazenados por terceiros e fazem encomendas apenas quando tiverem concretizado vendas. 

Neste caso, os terceiros podem ser lojas de atacado e até mesmo fabricantes. Um dos riscos dessa opção é o fato de que o fluxo de envio ficará por conta do lojista responsável pelos anúncios e vendas. 

Para que o modelo funcione, a precificação dos artigos vendidos deve ser feita com muito planejamento, pois será preciso comprar cada item que será vendido. 

3. Parceria com fornecedores

A parceria com fornecedores é uma maneira prática de facilitar o fluxo de produtos sob demanda. 

Isso pode ser feito através de acordos que garantem uma determinada quantia de produtos separados para o seu negócio, além de conseguir condições de pagamento mais vantajosas. 

4. Vender produtos digitais

A venda de produtos digitais é mais uma alternativa de vender sem estoque. O modelo de negócio é uma excelente opção para profissionais que trabalham com conteúdo e desejam começar um empreendimento. 

Sem a necessidade de materiais e itens físicos, não existe a necessidade de um estoque. 

Algumas opções de produtos digitais que podem ser comercializados são: e-books, cursos digitais, infográficos, videoaulas, revistas digitais, artigos e até mesmo textos em geral.

Existem riscos de vender sem estoque?

Vender sem um estoque é uma excelente oportunidades para quem deseja empreender e não tem um capital para começar seu negócio ou não conta com um espaço disponível para estocar suas mercadorias.

No entanto, existem sim alguns riscos de criar uma loja sem um estoque. Antes de decidir sobre o seu empreendimento, confira alguns riscos que podem surgir neste formato de negócio.

1. Dependência dos fornecedores

Ao optar por fazer um negócio sem estoque, você irá depender do trabalho de fornecedores para que os produtos possam ser enviados para seus clientes que fizeram as compras online.

Essa dependência pode gerar alguns problemas relacionados à falta de controle. Por isso é muito importante saber como escolher bons fornecedores.

2. Baixo controle de qualidade

Ao depender de fornecedores e não contar com seu próprio estoque, não será possível garantir a qualidade dos produtos que são vendidos em sua loja.

3. Prazos de entrega mais longos

Devido ao fluxo de separação e mais processos pelo envio através de terceiros, pode ser que os produtos vendidos demorem um pouco mais para chegar aos seus clientes do que o tempo padrão.

4. Devoluções e trocas

As devoluções e trocas precisarão passar por mais processos, por serem feitas diretamente com seu fornecedor. Isso faz o processo se tornar mais lento e burocrático.

5. Atualização de catálogo

É um pouco mais difícil manter o catálogo de sua loja atualizado com a disponibilidade de itens oferecidos por um fornecedor.

Principais vantagens de vender sem estoque

Apesar de contar com alguns ricos, vender sem estoque também oferece uma série de vantagens para o seu negócio. Confira a seguir os principais benefícios deste modelo de vendas.

1. Versatilidade e flexibilidade

Não contar com um estoque fixo proporciona a oportunidade de fazer mudanças e até mesmo mudar seu público, oferecendo novas categorias de produtos.

2. Diversidade

Ao trabalhar sem estoque, empreendedores podem aproveitar diversos mercados diferentes e trabalhar com uma grande variedade de produtos.

3. Baixo investimento

Para vender sem estoque não preciso alugar ou comprar um espaço físico para armazenar itens. Isso significa que os custos para começar a vender são muito menores.

4. Praticidade

Deixar o armazenamento e a logística como responsabilidade de seus fornecedores proporciona muita praticidade e mais tempo para gerenciar seu negócio. 

5 melhores plataformas de dropshipping para vender sem estoque

O primeiro passo para começar este tipo de empreendimento é estruturar sua loja online. Então, após ter um site bem feito e otimizado, é hora de buscar por fornecedores. 

Confira a seguir algumas das melhores opções do mercado para criar seu negócio de dropshipping. 

1. Wix

O Wix é uma das plataformas de criação de lojas virtuais, sites e blogs mais populares do Brasil e do Mundo.

A plataforma permite a criação de ecommerces incríveis através de modelos plontos e aplicativos, facilitando o processo e dispensando a necessidade de um programador.

A ferramenta também permite vender em diversos canais diferentes, como Facebook, eBay, blog e muito mais.

O Wix também permite que você ofereça aos seus clientes um checkout seguro, integrando transações comerciais e facilitando sua administração.

A plataforma também conta com um painel integrado que une pagamentos, atendimento, remessa, marketing e mais opções que tornam o gerenciamento de um negócio de sucesso muito mais fácil.

Crie sua loja virtual com a Wix

2. Nuvemshop

O Nuvemshop é uma plataforma reconhecida que oferece soluções para lojas virtuais de dropshipping. 

A empresa que já recebeu o prêmio de melhor plataforma de ecommerce pela ABCOMM duas vezes, em 2017 e 2019, oferece a oportunidade de vender através de diversos canais.

Lojas criadas no Nuvemshop podem vender fisicamente, virtualmente, pelo Instagram, Facebook, Marketplaces e até mesmo pelo WhatsApp. 

Além disso, a plataforma também conta com uma interface muito intuitiva, simples de usar para negócios de qualquer tamanho, mesmo sem conhecimentos em design e programação. 

Logo da empresa nuvemshop ao lado de um abajur, vaso de planta e camiseta num cabide

3. Shopify 

Uma das plataformas de ecommerce mais populares do mundo, o Shopify já conta com mais de 1 milhão de empresas como clientes ao redor do mundo. 

Com temas prontos e customizáveis, a empresa oferece um construtor de sites bastante amigável para usuários de todos os níveis. 

Além disso, é possível usar a plataforma através de uma avaliação gratuita, permitindo montar um negócio de dropshipping sem custos iniciais. 

Através dos recursos oferecidos no Shopify é possível vender em seu site, nas redes sociais, em marketplaces, blog e diversos outros canais.

Logo da empresa shopify ao lado de ícones de produtos

4. CartX

Uma das maiores plataformas para negócios de dropshipping no Brasil, a CartX oferece uma proposta diferente. 

Através de suas ferramentas, é possível fazer sua loja virtual de forma gratuita e paga apenas pelas vendas efetuadas.

É uma segurança a mais para quem está começando a empreender. 

Um dos recursos da plataforma que valem ser destacados é o checkout de uma página. Através dele é possível adicionar um número ilimitado de produtos em seu catálogo. 

Além disso, a empresa conta com o certificado SSL gratuito para garantir a proteção dos clientes, dando mais credibilidade a sua loja. 

A plataforma também conta com recursos como a geração de cupons de desconto, recuperação de itens em um carrinho abandonado e muito mais.

Logo da empresa cartX ao lado de ícones de ecommerce

5. Jumpseller

Por fim, a Jumpseller é uma excelente opção para quem deseja vender sem estoque através do dropshipping. 

Através da plataforma é possível vender em sua loja virtual, Google Shopping, Facebook Commerce, Instagram e até mesmo no Mercado Livre 

É possível conferir o que a plataforma oferece através de um período de testes oferecido a novos usuários. 

Uma das vantagens da opção é que a empresa não cobra comissões em vendas nem taxas sobre negociações.

O site também permite cadastrar quantos produtos desejar em sua loja virtual. Além disso, a plataforma dá acesso a venda em múltiplos canais mesmo em seu plano básico.

Crie sua loja online com facilidade na Jumpseller!

Pronto para vender sem estoque?

Esperamos que o nosso artigo tenha ajudado na preparação para começar a vender sem estoque com dicas e opções de ferramentas.

Se você deseja conhecer mais sobre o dropshipping no Brasil e conferir algumas opções de fornecedores, confira o nosso artigo sobre o dropshipping nacional.

Início Blog Vendas Como vender sem estoque: aprenda e conheça as ferramentas
Se você curtiu esse artigo você também pode gostar desses ...
Comece a usar o JivoChat hoje!
Gostou do que leu?
Cadastre-se e teste o JivoChat agora mesmo!
É grátis e só leva alguns minutos para fazer o download