Placa de Vídeo para Mineração: 8 melhores de 2024

atualizado 15 de abril de 2024
Tempo de leitura12 minutos
Felipe A.
Felipe A.
Redator

Com a popularização e ascensão das criptomoedas em geral, as pessoas têm cada vez mais buscado e se interessado por investir em uma placa de vídeo para mineração, que são essenciais para quem gostaria de ingressar nesse mundo que vem crescendo cada vez mais ao longo dos últimos anos.

Para te ajudar a entrar de cabeça no mundo das criptomoedas, nós da JivoChat separamos uma lista completa que contém os melhores modelos que são utilizados no processo de mineração de Bitcoins, Ethereum, entre outras moedas virtuais.

Crie sua loja virtual com a Wix

O que são placas de vídeo para mineração?

A GPU é um componente de hardware essencial em computadores gamers que rodam jogos mais pesados e em estações de trabalho de profissionais que fazem produções visuais como modelagens 3D e renderização de vídeos. 

Com o surgimento das criptomoedas, essa peça de hardware ganhou uma nova função e começou a ser utilizada para realizar a mineração dessas moedas virtuais, devido a sua potência, velocidade e capacidade de processamento, principalmente nos modelos mais atuais da linha RTX 3000.

Como funciona o processo de mineração?

Para que as transações dessas moedas virtuais sejam registradas, elas precisam ser conferidas e registradas utilizando um grande poder de processamento. Neste momento que entra o processo de mineração, onde pessoas como você oferecem toda a capacidade computacional da sua placa de vídeo para que ela realize esses registros e confira as operações feitas com elas.

Quando este processo é concluído, você será remunerado com uma fração desta criptomoeda, que será armazenada em uma carteira virtual e administrada por corretoras on-line especializadas neste mercado. Todas as operações são feitas de forma anônima, o que garante total privacidade para os usuários.

A seguir, nós iremos listar as melhores placas de vídeo para mineração, que estão disponíveis no mercado e que podem te ajudar a conquistar uma renda extra caso você queira começar a investir nesse mercado.

1. Asus RTX™ 4090 ROG Strix White OC Edition Gaming 24GB

Em primeiro lugar temos a RTX™ 4090 ROG Strix White OC Edition Gaming da Asus um dos modelos mais potentes do mercado atual. Ela possui 24GB de memória de vídeo em GDDR6X e trabalha com um clock de 2640 MHz.

foto de uma placa de vídeo RTX 3080 TUF Gaming da Asus com três ventoinhas e com a caixa ao fundo

A interface de conexão dela é o PCIe 4.0, ela possui duas saídas HDMI 2.1 e três saídas DisplayPort 1.4a, conta com os mais novos multiprocessadores NVIDIA Ada Lovelace, 4ª geração de núcleos Tensores e Núcleos RT de 3ª geração.

Ela consome cerca de 450 Watts quando em 100% de uso e possui um Hashrate de aproximadamente 126 MH/s para mineração de Etherum, uma das melhores opções do mercado atual.

Ficha Técnica:

  • Memória de Vídeo: 24GB GDDR6X;
  • Clock de memória 2640 Mhz;
  • Hashrate: 126 Mh/s;
  • Interface de 256 bits;
  • 3 saídas DisplayPort;
  • 2 saída HDMI 2.1;
  • Dimensões: 35.5 cm x 14.9 cm x 6.8 cm;
  • Peso 2.49kg.

2. RTX 4080 SUPER SG 1-Click OC GALAX GeForce 16GB

A RTX 4080 Super SG da Galax é uma outra excelente opção para quem busca uma placa de vídeo para mineração. Ela conta com 16GB de memória de vídeo em GDDR6X e um clock de 2610 MHz utilizando uma interface de 256-bit.

foto de uma placa de vídeo RTX 3070 Ti Asus ROG Strix com três ventoinhas, iluminação RGB e com a caixa ao fundo

Ela possui uma saída HDMI 2.1 e três saídas DisplayPort 1.4a, suportando até quatro telas de forma simultânea. Ela é compatível com os novos conectores PCI Express 4.0, que entregam maiores velocidades de transferência.

O uso dela é recomendado tanto para jogos de última geração, como para mineração, entregando cerca de 87Mh/s de Hashrate aproximadamente. Além disso, pode ser utilizada para edição de vídeos e até modelagens em 3D, atendendo gamers e profissionais de artes digitais.

Ficha Técnica:

  • Memória de Vídeo: 16GB GDDR6X;
  • Clock de memória 2610 Mhz;
  • Hashrate: 87 Mh/s;
  • Interface de 256 bits;
  • 3 saídas DisplayPort;
  • 1 saída HDMI 2.1;
  • Dimensões: 35 cm x 15 cm x 6 cm;
  • Peso 1.5kg.

3. Nvidia GeForce RTX 3090 Phoenix 24GB

Caso queira investir muito, mas ao mesmo tempo obter um excelente retorno na hora de minerar, opte pela RTX 3090 Phoenix da Gainward, uma placa de vídeo que conta com 24GB de memória de vídeo em GDDR6X e entrega uma performance incrível em qualquer tarefa.

foto de uma placa de vídeo RTX 3090 Phoenix com três ventoinhas e com a caixa ao lado

Ela trabalha com uma interface em 384-bit com uma frequência de 1695 MHz base e 19.5Gbps de velocidade. Seu design conta com iluminação RGB e três ventoinhas que são responsáveis pela refrigeração da placa. Além disso, ela conta com três saídas DisplayPort e uma saída HDMI.

As placas da linha RTX 3090 são as melhores opções para você que gostaria de investir pesado em mineração, afinal, ela consegue entregar um Hasrate de aproximadamente 124.09 Mh/s em potência máxima.

Ficha Técnica:

  • Memória de Vídeo: 24GB GDDR6X;
  • Clock de memória 1695 Mhz;
  • Hashrate: 124.09 Mh/s;
  • Interface de 384 bits;
  • 3 saídas DisplayPort;
  • 1 saída HDMI 2.1;
  • Dimensões: 40 cm x 30 cm x 10 cm;
  • Peso 800g.

4. AMD XFX RX6900XT 16GB

Para competir diretamente com a Nvidia, a AMD lançou a RX6900XT, uma placa de vídeo de mineração de alta performance e desempenho. Ela traz um clock base de 1900 MHz e pode alcançar até 2340 MHz quando utilizando o perfil de boost do driver da placa.

foto de uma placa de vídeo AMD XFX RX 6900 XT com três ventoinhas ao lado da sua caixa

Ela possui 16GB de memória de vídeo em GDDR6 com barramento em 256 bits e uma taxa de transferência de 16Gbps. Ela conta com uma saída USB-C, uma saída HDMI 2.1 e duas saídas DisplayPort. Por ser um modelo grande, ela também trabalha com três coolers e requer um gabinete gamer um pouco maior.

Entregando um excelente desempenho em 4K em jogos como Outriders e Control, ela irá proporcionar muita diversão além de visuais incríveis em seus jogos com uma performance muito estável. Seu desempenho em mineração é razoavelmente bom, com 61.70 Mh/s em máxima performance.

Ficha Técnica:

  • Memória de Vídeo: 16GB GDDR6;
  • Clock de memória 2340 Mhz;
  • Hashrate: 61.70 Mh/s;
  • Interface de 256 bits;
  • 2 saídas DisplayPort;
  • 1 saída HDMI 2.1;
  • 1 saída UBS-C;
  • Dimensões: 34 cm x 13.9 cm x 5.7 cm;
  • Peso 2kg.

5. PLACA DE VIDEO ASUS GEFORCE RTX 3080 OC TUF GAMING V2 10GB GDDR6X

Logo em seguida temos a RTX 3080 da TUF Gaming da Asus, uma GPU com ótimas especificações, que atende os entusiastas de criptomoedas, gamers e designers digitais em geral.

Com 10GB de memória de vídeo em GDDR6X e uma interface de 320-bit, ela entrega um core clock de 1440MHz, al[em de te dar acesso a todos os recursos como DLSS, Ray Tracing, etc.

foto de uma placa de vídeo PNY RTX 3080 com três ventoinhas, iluminação RGB e com a caixa ao fundo

Com ela você tem acesso a resoluções de até 8K em 60Hz através de uma saída HDMI 2.1 e um DisplayPort 1.4. Além disso, a RTX 3080 TUF Gaming é compatível com placas mãe com PCI-Express 4.0 x16 e entrega um Hashrate de 101.58 Mh/s.

Ficha Técnica:

  • Memória de Vídeo: 10GB GDDR6X;
  • Clock de memória 1710 Mhz;
  • Hashrate: 101.58 Mh/s;
  • Interface de 320 bits;
  • 3 saídas DisplayPort;
  • 2 saída HDMI 2.1;
  • Dimensões: 29.9 cm x 5.1 cm x 12.6 cm;
  • Peso 1kg.

6. GTX 1650 Super MSI

Caso você não queira investir muito, a GTX 1650 Super da MSI é uma boa opção para começar a entender melhor esse universo sem gastar muito. Ela possui 4GB de memória de vídeo em uma interface de 128 bits, entregando um Hashrate de 18.9 Mh/s.

foto de uma placa de vídeo GTX 1650 da MSI com duas ventoinhas e a caixa ao fundo

Ela precisa de um slot PCI express 3.0 e entrega um clock de 1755 MHz, suportando resoluções máximas de 8K para monitores. A memória de vídeo é no padrão GDDR6, o mais atual do mercado e ela possui três saídas DisplayPort e uma saída HDMI.

Ficha Técnica:

  • Memória de Vídeo: 4GB GDDR6;
  • Clock de memória 1755 Mhz;
  • Hashrate: 18.9 Mh/s;
  • Interface de 128 bits;
  • 3 saídas DisplayPort;
  • 1 saída HDMI;
  • Dimensões: 24.89 cm x 4.32 cm x 12.7 cm;
  • Peso 743.89g.

7. RX 580 8GB

Uma das placas de vídeo para mineração mais buscadas do mercado é a Radeon RX 580, principalmente por conseguir entregar uma média de aproximadamente 29 Mh/s de Hashrate, algo impressionante para uma placa que está inserida na categoria intermediária.

foto de uma placa de vídeo RX 580 com duas ventoinhas

Além disso, por contar com 8GB de memória de vídeo GDDR5 e um clock de ‎1386 MHz, ela entrega uma performance excelente em jogos de última geração com bons gráficos e um desempenho estável, sendo compatível com a tecnologia de DirectX 12.

Ela trabalha com resoluções em 4K quando utilizando as saídas DisplayPort e HDMI, enquanto na DVI ela suporta uma resolução de até 2560 x 1600. Atualmente ela é uma das melhores opções para quem busca uma placa de vídeo barata para minerar e jogar.

Ficha Técnica:

  • Memória de Vídeo: 8GB GDDR5;
  • Clock de memória ‎1386 Mhz;
  • Hashrate: 29 Mh/s;
  • Interface de 256 bits;
  • 3 saídas DisplayPort;
  • 1 saída HDMI;
  • 1 saída DVI;
  • Dimensões: 27 cm x 3.99 cm x 12.4 cm;
  • Peso 1kg.

8. Sapphire Pulse AMD RADEON RX 7900 XTX

Por último, mas não menos importante, você pode optar por investir na AMD Radeon RX 7900 XTX, que possui 24GB de memória de vídeo GDDR6 e entrega uma clock de até 2320 MHz.

foto de uma placa de vídeo RXT 3060 da Gigabyte com três ventoinhas ao lado da caixa

Este modelo top de linha da AMD consome cerca de 355 Watts e trabalha com um hashrate de aproximadamente 101.1 Mh/s para mineração de Ethereum, o que é excelente, considerando seu preço.

Esta é uma placa de vídeo excelente para quem busca poder bruto e quer aproveitar seus jogos favoritos em uma resolução 4K com gráficos no Alto ou até mesmo no Ultra.

Ficha Técnica:

  • Memória de Vídeo: 24GB GDDR6;
  • Clock de memória 2320 Mhz;
  • Hashrate: 101.1 Mh/s;
  • Interface de 384-Bit;
  • 2 saídas DisplayPort;
  • 2 saída HDMI;
  • Dimensões: 24.6 cm x 16.5 cm x 2.7 cm;
  • Peso 1kg.

Qual a melhor placa de vídeo para mineração?

Para conseguir escolher a melhor opção para o seu dia a dia é preciso que você observe todas as especificações de cada uma das GPUs listadas, como preço, memória de vídeo, clock da memória, consumo de energia e o Hashrate de cada modelo. A seguir vamos falar um pouco de algumas dessas configurações para te ajudar a fazer uma escolha mais assertiva.

Valor

O primeiro ponto que você precisa se atentar é o valor da placa, afinal, ele deve fazer sentido dentro do seu orçamento e estar alinhado com os objetivos que você pretende alcançar com o modelo escolhido. 

Como é possível perceber, muitos dos modelos requerem um investimento bem alto, sendo assim, é preciso pensar bastante e prestar muita atenção em todas as características para fazer a escolha correta para você.

Memória de Vídeo

Conhecida como GDDR, a memória de vídeo é um dos itens que apresenta maior importância na hora de escolher a placa. Para fazer a melhor escolha você deve primeiro entender quanto de memória de vídeo cada aplicação ou jogo pede dentro do seus requisitos recomendados.

A memória de vídeo é responsável por realizar toda a análise, leitura, processamento e gravar as informações que são projetadas no seu monitor pelos programas e jogos.

Um ponto importante é entender que uma placa de vídeo com mais memória nem sempre é a mais potente ou a melhor escolha. Você deve encontrar um conjunto de três fatores, que são: quantidade de memória que seus programas precisam, o clock que essa memória funciona e o investimento que você pretende realizar.

Clock de memória

Quando queremos calcular o desempenho, utilizamos uma unidade de medida chamada Mhz, abreviação de Megahertz. Essa unidade basicamente vai te ajudar a entender o desempenho da sua GPU tanto em momentos de mineração como em jogos ou programas de renderização. 

Além disso, o clock também vai te ajudar a entender a velocidade dos núcleos que ela possui, onde a função de cada um deles é realizar todo processamento e renderização dos gráficos do seu computador. Quanto maior este número, mais veloz ela é.

Consumo

Antes de começar a minerar, é preciso estar ciente que este processo consome muita energia do seu computador e da rede elétrica da sua casa, fazendo com que o seu consumo de energia e os valores aumentem bastante.

Sendo assim, caso você não queira gastar muito com a conta de luz no final do mês, é preciso encontrar a placa que tenha um consumo de energia mais eficiente, ou seja, que consuma menos energia e de uma forma inteligente sem abrir mão da performance.

Hashrate

Para escolher a melhor placa de vídeo para mineração é necessário se atentar à taxa de has que cada placa possui. Essa taxa diz respeito à velocidade que a GPU consegue processar os dados e as informações que são recebidas, ou seja, é a taxa de mineração da sua placa.

Existem dois fatores que influenciam bastante essa taxa, um deles é o principal é a potência do seu hardware. O segundo, mas não menos importante, é o algoritmo que a criptomoeda que você está minerando utilizá, que também influencia diretamente esta taxa.

Encontrou a melhor placa de vídeo para mineração?

Esperamos ter ajudado você a encontrar a melhor opção para começar a investir no universo das moedas digitais, além de te ajudar a conquistar uma excelente performance e desempenho dentro dos seus games, com gráficos no máximo e altas taxas de quadro.

Lembre-se de conferir as informações do produto e todos os recursos que eles oferecem, para assim, realizar uma escolha assertiva com aquilo que você precisa.

Nós somos participantes do programa de associados da Amazon Services LLC, um programa de afiliados projetado para proporcionar comissões de vendas através do direcionamento para páginas da Amazon e seus demais sites relacionados

Compartilhe com seus amigos!
Gostou do que leu?
Cadastre-se e teste o JivoChat agora mesmo!
É grátis e só leva alguns minutos para fazer o download