Video maker: o que é e ferramentas para editar vídeos

Índice

O vídeo tem se consolidado como um dos formatos de conteúdos mais consumidos online. Essa é uma mudança que aconteceu a bastante tempo, graças às mudanças na forma de consumir conteúdo que a internet gerou com melhorias em tecnologia. 

As várias plataformas de distribuição, a praticidade para assistir e a facilidade para criar vídeos até mesmo através de celulares potencializou esse efeito. 

Isso fez com que diversas empresas começassem também a usar o formato para divulgar seus serviços, produtos, compartilhar conteúdos próprios e interagir diretamente com o seu público. 

Em muitos casos isso pode ser feito de forma amadora gerando vídeos de qualidade, no entanto, contar com um profissional video maker pode gerar muito mais benefícios e resultados.

Por isso, hoje os profissionais que trabalham com vídeo precisam estar sempre atualizados e preparados para aprender sobre novos estilos, linguagens, ferramentas e qualquer novidade relacionada ao mercado audiovisual que possa auxiliar seu trabalho. 

Se você deseja aprender mais sobre o trabalho de um video maker, como ele produz conteúdo e que ferramentas utiliza, confira o nosso artigo.

O que é o video maker e quais são suas funções?

O trabalho dos profissionais de vídeo está relacionado a todas as etapas de criação de vídeos e não apenas as filmagens. 

As 3 principais etapas para a criação de um vídeo profissional são: pré-produção, produção e pós-produção. Confira abaixo o que é cada um destes processos e quais são seus principais elementos.

Profissional gravando um video no formato vlog

1. Pré-produção

A pré-produção é a etapa de concepção, onde todo o projeto será planejado. É neste estágio da proposta que a equipe e o video maker irão definir quais serão as melhores opções e abordagens que devem ser adotadas para que todo o projeto ocorra como o planejado.

Elaboração do briefing

O briefing é o ato de fornecer informações e instruções objetivas sobre o projeto que será executado e que objetivos devem ser alcançados através dele.

Nesta etapa o profissional de vídeo pode se juntar ao seu cliente para trocar informações e desenvolver uma estrutura para a produção do vídeo. 

Dependendo do tamanho do projeto, é nesta etapa que serão definidas as funções de cada pessoa no set e até mesmo a contratação de auxiliares e outros profissionais, caso necessário.

Reunião de brainstorming

O brainstorming é o processo onde diversas ideias são exploradas após a pesquisa do briefing para a criação do vídeo, aqui todas as ideias são válidas e não têm qualquer tipo de julgamento. 

No entanto, é sempre preciso levar em consideração a viabilidade de sua concepção em realidade.

As ideias menos práticas, criativas e até mesmo desalinhadas com o briefing são descartadas e a melhor opção é escolhida para dar início à produção. 

Escolha dos equipamentos

A escolha dos equipamentos de filmagens e os acessórios usados no cenário são de total responsabilidade do video maker.

É preciso que o profissional faça uma lista para que seus clientes ou o financeiro possa se encarregar das compras ou aluguéis. 

Criação do roteiro

A criação do roteiro é a última etapa da pré-produção e também uma das mais importantes. É através do roteiro que as orientações sobre o conteúdo e a produção são feitas.

Um bom roteiro, coeso e bem estruturado é muito importante para que um projeto ocorra bem e gere um bom resultado.

2. Produção

Esta é a etapa prática da criação de um vídeo. Nela, o video maker irá cuidar de todos os detalhes durante a filmagem para que tudo aconteça conforme o que está descrito no roteiro.

Além disso, será preciso organizar o set de filmagem, ajustar o posicionamento das câmeras e tomar os mínimos detalhes com a iluminação. 

Em produções mais elaboradas, é possível até mesmo contratar um profissional exclusivamente responsável pela iluminação das cenas, o diretor de fotografia. 

Confira a seguir como os processos de filmagem funcionam com mais detalhes.

Filmagem

O profissional responsável pelo vídeo ficará com a tarefa de garantir que todos os detalhes da gravação estejam organizados.

Durante a gravação, o video maker irá dirigir as falas, áudio, marcações, cenas, movimentos de câmera e quaisquer outros elementos relacionados à gravação.

Direção

Em muitos casos onde o orçamento é pequeno, o profissional acaba sendo responsável por dirigir todos os aspectos da filmagem, inclusive a cena. No entanto, em produções mais elaboradas será possível contar com uma equipe para auxiliar neste processo. 

Isso é importante para manter a qualidade, prestando atenção em cada detalhe e evitando que erros apareçam no produto final. 

Também será preciso avaliar se uma cena deve ser repetida ou não para modificar elementos do cenário, ajustar a iluminação, entre outras coisas.

3. Pós-produção

Esta é a última etapa no processo audiovisual. Geralmente os vídeos não ficam prontos sem algum tipo de edição, por isso eles recebem o tratamento para serem refinados durante a pós-produção.

É aqui que o profissional de vídeo irá finalizar o projeto e garantir que o resultado está alinhado ao briefing que foi passado no começo do trabalho, atingindo os objetivos e respeitando o roteiro.

Desmontagem no cenário

Após finalizar as gravações e prosseguir com os outros processos de pós-produção, é preciso desmontar e arrumar o set de filmagem. 

É preciso guardar de forma correta os materiais usados para preservá-los, como câmeras, luzes, microfones e outros itens.

Edição de vídeo

A edição é o processo em que o video maker irá fazer os cortes no vídeo, tratar a imagem, tratar o áudio, adicionar extras, adicionar efeitos, entre outras coisas.

Desta forma será possível tornar o material gravado em vários cortes no filme final, de forma coesa e coerente.

É importante fazer a edição do material com o roteiro em mãos para garantir que o resultado seja o mais fiel possível ao projeto. Isso ajudará a evitar erros de continuidade e coesão.

Exportação do vídeo

A última etapa da pós-produção acontece após a finalização da edição e aprovação do projeto. Para isso, o profissional de vídeo deve conferir o material e fazer uma revisão para garantir que tudo está correto. 

Uma dica para evitar erros é assistir o vídeo várias vezes com o roteiro em mão, para assegurar que nenhum corte ou problema apareçam na versão final. 

Se possível, peça para que outras pessoas da equipe também confiram o produto final. Dessa forma será possível garantir que nada passará despercebido.

Existe diferença entre cineastas e video makers?

Já entendemos o trabalho e os processos de um criador de vídeo profissional. No entanto, os cineastas são profissionais que também trabalham no segmento audiovisual produzindo vídeos, porém, recebem um nome diferente. 

A verdade é que o trabalho dos dois é literalmente o mesmo: produzir vídeos. Porém, a escala em que esses dois tipos de profissionais atuam é diferente. 

Os cineastas geralmente são profissionais formados em cinema que trabalham em grandes projetos cinematográficos. Por isso, contam com mais recursos para produzir seus projetos.

Já os video makers são criadores de vídeos que trabalham diretamente para empresas, em agências e até mesmo em estúdios. Esses profissionais geralmente contam com menos recursos e, em muitas ocasiões, acumulam funções.

Que ferramentas um video maker precisa dominar?

O video maker precisa ao menos conhecer alguns métodos e formas variadas de fazer seu trabalho com efetividade. Por isso é importante ter boas referências e experiência atuando na área. 

É preciso saber bem como fazer a captação de imagens, manusear os equipamentos corretamente, tratar o áudio, tratar a imagem, fazer a edição, entre outras coisas diretamente relacionadas à produção audiovisual. 

Existem alguns softwares que são bastante relevantes para fazer essas tarefas com qualidade. Dentre eles, alguns dos principais que os profissionais de vídeo precisam saber utilizar são:

  • Editores de vídeo: as ferramentas de corte e edição como o Adobe Premiere, Final Cut e Vegas são alguns dos mais usados por profissionais. 
  • Editores de imagem: ferramentas como o Photoshop e o Lightroom são importantes para tratar imagens.
  • Motion design: ferramentas como o After Effects e o Illustrator são algumas das preferidas para adicionar elementos e efeitos em vídeos. 

6 melhores editores de vídeos para video makers

Confira a seguir algumas das principais ferramentas profissionais de edição e algumas opções mais acessíveis.

1. Apowersoft Beecut

Com diversas soluções de multimídia e ferramentas para audiovisual, a Apowersoft oferece ferramentas práticas para conversão de vídeo, remover o fundo de imagens e um editor que é muito prático e fácil de usar, o Beecut.

Através dele é possível cortar, mesclar e trabalhar diversas camadas e timelines em seus projetos audiovisuais.

O editor também permite adicionar transições entre cenas, filtros, efeitos, adicionar textos e até mesmo sobreposições.

Banner do Beecut - editor de vídeo da Apowersoft

2. Movavi

O Movavi é uma alternativa recomendada para quem está começando como video maker ou já está em um nível intermediário. 

O layout de sua interface é bastante intuitivo, mas também conta com funcionalidades mais complexas de edição.

A plataforma oferece tudo o que um editor padrão tem, corte, linha do tempo, sobreposição, entre outros. Além disso, o Movavi também apresenta várias opções avançadas de ajuste de cor.

Banner da empresa Movavi com texto "Faça vídeos. Crie. Inspire".

3. InVideo

Outra opção recomendada para quem deseja começar a atuar na área é o InVideo. A ferramenta torna o processo de edição mais prático com modelos prontos e templates premium que agilizam a finalização de projetos.

Uma das vantagens de assinar o plano premium da plataforma é um banco de vídeos profissional exclusivo para seus usuários. Dentre o conteúdo, também é possível encontrar opções de introduções, encerramentos e até mesmo apresentações de marcas.

É possível compartilhar o programa em diversos membros de uma equipe, armazenando as edições na nuvem.

Logo da empresa invideo

4. Adobe Premiere

O Adobe Premiere é uma das principais ferramentas profissionais de edição. A opção é muito popular com video makers, produtoras e agências por ser integrada com outros programas do pacote Adobe. 

Outra vantagem é que o editor conta com muito conteúdo ensinando sobre sua utilização. É bastante fácil encontrar vídeos e tutoriais sobre a edição na plataforma. 

Um de seus diferenciais é o efeito chroma key bastante preciso, essencial para produções em ambientes neutros para recortar o fundo dos vídeos. Seu lado negativo é ser bastante pesado, exigindo computadores potentes para ser utilizado ao máximo.

Logo do Adobe Premiere com um editor usando um computador ao fundo

5. Final Cut Pro X

O Final Cut Pro X é a solução profissional para edição de vídeo exclusiva para computadores Mac.

Sua interface é bastante intuitiva e também oferece opções completas de edição. A velocidade de renderização é uma de suas principais características, que permite renderizar muito mais rápido do que em outras opções.

O editor também conta com um recurso em que é possível aprender os gráficos e efeitos em tempo real, fazendo o processo de edição ser mais rápido e dinâmico.

Janela de programa de um Mac com o ícone do Final Cut Pro X

6. Vegas Pro

O Vegas Pro é a ferramenta de edição que foi desenvolvida a partir do antigo Sony Vegas.

Um dos maiores destaques do editor é sua função não destrutiva de edição que mantém o vídeo original com as alterações e mudanças salvas no próprio editor.

A opção também oferece um banco de trilhas sonoras próprias, prontos para serem usados em seu projeto.

A ferramenta é uma opção profissional, mas seu layout e recurso busca facilitar a edição de vídeos com funcionalidades de arrastar e soltar.

Câmera em segundo plano com o logo do Vegas Pro em primeiro plano

Aprendeu o que é um video maker e conheceu boas ferramentas de edição?

Esperamos que o nosso artigo tenha ilustrado de forma simples e fácil o que é um video maker, quais são suas funções e quais suas principais ferramentas de trabalho.

Se você tem interesse em conhecer bancos de imagens para aprimorar suas edições, confira nossa com as 18 melhores opções de bancos de imagens grátis.

Início Blog Marketing Video maker: o que é e ferramentas para editar vídeos
Se você curtiu esse artigo você também pode gostar desses ...
Comece a usar o JivoChat hoje!
Gostou do que leu?
Cadastre-se e teste o JivoChat agora mesmo!
É grátis e só leva alguns minutos para fazer o download