4 Ps do Marketing [GUIA COMPLETO]

Índice

Os 4Ps do Marketing estão incluídos no composto de marketing, que é entendido como a integração de uma empresa com seu ambiente interno e externo.

Ao se referir ao ambiente externo, estamos falando a respeito dos consumidores e do mercado, pois eles acabam interferindo nos processos internos da empresa.

Já no ambiente interno, entendemos como o produto ou serviço, e também os processos internos que ocorrem dentro da empresa. 

Dessa forma os 4 Ps do marketing ajudam a trazer um melhor entendimento do mercado onde uma empresa está inserida ou irá se inserir.

Se você deseja vender um produto ou serviço, é fundamental que você conheça e estude os 4 Ps do Marketing para minimizar as chances de fazer um investimento incerto durante a sua entrada no mercado, e ainda garantir seu espaço entre a concorrência. 

O que são os 4 Ps do Marketing?

Como comentado anteriormente, os 4 Ps do Marketing ajudam a dar uma visão geral do mercado onde um produto será inserido, contribuindo para que esse produto ganhe vantagens competitivas. 

Os 4ps do Marketing podem ser traduzidos em produto, preço, praça e promoção.

Cada um desses Ps contribuem para você criar as melhores estratégias de marca, posicionamento e também de anúncios para destacar os seus negócios.

Dessa maneira, os 4 Ps possibilitam que você aprenda mais sobre o que os seus concorrentes estão fazendo e o que os seus clientes querem de você. 

Os 4Ps do Marketing foram propostos pela primeira vez por Jerome McCarthy em 1960, no livro de Basic Marketing: A Managerial Approach. 

Nota-se que ele é uma metodologia antiga, porém continuou sendo estudada e utilizada por diversos estudiosos da área como Philip Kotler.

De acordo com Philip Kotler, o composto de marketing é o conjunto de variáveis ​​controláveis ​​que a empresa pode usar para influenciar a resposta do comprador.

E cada empresa que se esforça para construir essa composição de 4 Ps,  tem o poder de criar o mais alto nível de satisfação do consumidor e ao mesmo tempo cumprir seus objetivos organizacionais.

Por isso, para que sejam aplicados os 4 Ps do marketing é preciso que você estude cada um dos elementos, primeiro individualmente, mas que ainda pense sobre eles em um contexto geral e maior. 

Lembra-se? Ambiente interno e externo.

Infográfico dos 4 Ps do Marketing: Promoção, Praça, Preço e Produto

4Ps do Marketing: P de Produto

O primeiro dos 4Ps do Marketing que iremos analisar é o P de produto, que é o bem ou o serviço que uma organização irá oferecer para o consumidor. 

Sabemos que existe uma grande quantidade de serviços e produtos que podemos oferecer para o consumidor.

Desde roupas, acessórios, itens para casa, produtos personalizados até site de hospedagens de ecommerce como o Wix, que permite que seus clientes tenham uma experiência de compra otimizada e possui integração com diversos outros canais como o Facebook, para que você tenha maior controle das suas vendas.

Independente do produto ou serviço que você optar por realizar a venda, saiba que ele estará incluído no P de produto. 

Parece uma tarefa simples escolher um produto para colocar no mercado, mas você já parou para pensar na concorrência e no seu público alvo?

Se seu produto já está saturado no mercado ou não, é uma questão importante, e assim como outras você só vai descobrir após realizar uma pesquisa de mercado.

Além disso, você deve pensar também em como esse produto se diferencia dos produtos que a concorrência oferece.

Utilizando o exemplo do site de hospedagem de ecommerces, mostramos alguns pontos que podem destacar essa plataforma das demais, como a integração com o Facebook. 

A partir desse ponto você deve pensar em como isso vai agregar valor para o consumidor.

Se o seu produto ou serviço oferece as mesmas funcionalidades do que a concorrência, qual característica você pode destacar? 

Lembre-se que o seu produto deve ser melhor do que o concorrente e deve resolver uma dor do seu cliente. 

Por isso, estude o mercado, concorrentes e consumidores para saber mais sobre a popularidade de determinados produtos, assim fica mais fácil definir em qual produto você deve investir. 

Como escolher seus produtos

A escolha do produto deve se basear no estudo do mercado, mas seu foco precisa ser essencialmente em resolver um problema, ou uma dor do seu público alvo.

Do contrário, seu produto não terá motivo para ser utilizado e muito menos adquirido.

Por isso quando for realizar a sua pesquisa de mercado você pode seguir alguns passos: 

  • Primeiro escolha seu segmento.
  • Faça uma pesquisa no Google sobre produtos desse segmento.
  • Analise seus concorrentes, em sites ou redes sociais.
  • Veja comentários do público sobre esse produto.

Há ainda algumas perguntas que você deve levar em consideração quando for definir um produto: 

  • O que os consumidores esperam do seu produto ou serviço? Ele satisfaz suas necessidades?
  • Quais características do seu produto ou serviço você pode trabalhar para atingir as expectativas do seu consumidor? Você esqueceu de alguma?
  • Onde e como o consumidor irá usar seu produto ou serviço?
  • Qual a cor, formato e tamanho irão corresponder às expectativas do consumidor?
  • E por último, qual vai ser a experiência do consumidor? 

Compreendeu como a escolha de um produto deve ser centrada nos benefícios que ele irá trazer ao consumidor?

4Ps do Marketing: P de preço

O segundo P do Marketing é o P de Preço, que é o valor que você irá atribuir ao seu produto ou serviço.

Esse é um dos Ps mais importantes na tomada de decisão e mais difíceis de definir.

Pois, ele tem impacto tanto para a sobrevivência do seu empreendimento, quanto na demanda desse produto pelo consumidor. 

Definir um valor para ofertar o seu produto envolve coleta de dados, estudo de mercado, novamente uma análise de concorrência, e também envolve o posicionamento da sua marca.

Por exemplo, se você deseja levar um melhor custo x benefício para seus clientes então o valor fixado deve ser intermediário entre os seus concorrentes, mas deve-se levar em conta também a qualidade do produto que você oferece. 

De uma maneira geral, existem alguns aspectos que devem ser levados em conta durante a definição do preço: 

  • Custo do produto: nenhum empreendimento consegue sobreviver a não ser que o preço cubra totalmente a produção e distribuição do produto. 
  • Demanda: a demanda também afeta o preço. Quando se tem uma alta demanda de um produto e o estoque deste produto é baixo, as pessoas compram mesmo se o preço desse produto for elevado. Por isso, podemos dizer que a demanda é responsável pelas mudanças de preço.
  • Concorrência:  O preço da concorrência pelo mesmo produto também é um fator importante para determinar o preço do seu produto. Você não deve vender um produto a um preço mais alto do que o da concorrência, pois você corre o risco de  perder clientes. Preços muito baixos também resultam em batalha de preços.
  • Objetivos de Marketing : Uma empresa deve ter diferentes objetivos de marketing como aumento de vendas, maior expansão no mercado, sobrevivência e etc… 

São uma série de variáveis que estão envolvidas na precificação de um produto e ainda sim não é possível saber como o consumidor irá reagir ao preço, por isso é necessário além de tudo que já mencionamos realizar testes. 

Como garantir um preço justo

Provavelmente você deve ter se perguntado como você vai efetivamente definir um preço para o seu produto ou serviço.

Depois de toda a análise de mercado, concorrência e consumidor alguns aspectos que podem te ajudar a precificar seu produto são:

  • Identificar o quão sensível seu consumidor é a respeito do preço.
  • Identificar o poder aquisitivo do seu consumidor.
  • Qual a qualidade do seu produto justificaria uma elevação no preço?

Ainda é possível combinar outras estratégias para que o preço do seu produto se torne mais atraente. 

Se vende um serviço, faça pacotes diferenciados de básicos a premium conforme você for adicionando maiores atribuições. 

O próprio JivoChat, por exemplo, oferece um plano inteiramente gratuito para até 5 operadores e um plano profissional com mais recursos para empresas que já possuem um setor de atendimento ao cliente bem consolidado.

Se for vender um produto, talvez um brinde e a qualidade sejam o suficiente para que seus clientes queiram comprar o seu produto ao invés da concorrência. 

Assim como no curso Empreendedor de elite, um curso voltado para quem deseja gerar vendas e pela internet, oferece outros cursos como bônus para quem adquirir o curso.  

Para definir um preço “justo” lembre-se de equilibrar os seus interesses aos interesses dos consumidores.

4 Ps do Marketing: P de Praça

O próximo P do Marketing é o P de Praça, embora ele não seja tão intuitivo quanto os demais esse P está se referindo ao local onde seu produto ou serviço será oferecido aos seus clientes. 

Ou seja, o local onde você vende seu produto ou serviço, se for online você tem as opções de utilizar as plataformas de ecommerce, como a do Wix, que citamos no início do artigo, dropshipping ou até mesmo as redes sociais ao seu favor.

Ou pode trabalhar apenas no espaço físico, ou em ambos, mas tenha em mente que nem todo produto pode ser distribuído em qualquer lugar e que é necessário avaliar o mercado. 

Pois, você precisa levar seu produto até os lugares onde a sua audiência costuma frequentar.

Dessa maneira existem alguns tópicos que afetam a escolha do local onde você vai distribuir o seu produto como:

  • Natureza do mercado: muitos aspectos do mercado definem a escolha de um canal de distribuição. Por exemplo, alguns locais são menos acessíveis do que outros e recebem um número menor de pessoas. 
  • Natureza do produto: produtos com menor valor de produção e que são comprados em menores quantidades podem ser distribuídos em mais pontos de venda, pois não precisam de conhecimento técnico para a venda. Produtos que envolvam maior custo de produção, como eletrônicos, precisam de uma venda mais especializada.
  • Natureza da companhia: Também os valores que a empresa tem para investir em um local adequado para a venda, nesses valores podem estar incluídos o aluguel de uma loja  ou no ambiente virtual custos com a manutenção de um site, envio, divulgação e etc… 

Como escolher uma boa praça

Novamente caímos na análise do perfil do consumidor para ter uma boa praça, e escolher uma boa localização ou um bom canal de vendas para o seu produto.

Alguns questionamentos que podem ser feitos quando você está buscando um local para fixar o seu negócio são: 

  • Onde o consumidor busca e procura seu produto?
  • Onde os seus concorrentes estão localizados? 
  • Qual é a força de vendas do produto ou serviço? 

Ainda em ambientes online você pode fazer os seguintes questionamentos adicionais:

  • Quais são os sites onde esse produto está disponível?
  • Onde seus clientes costumam comprar?
  • Eles compram por produtos similares online ou físicos?
  • Eles possuem acesso às redes sociais?

É uma etapa em que você deve olhar para o investimento que deve ser feito, e também analisar o seu público e concorrência como as demais etapas dos 4Ps do Marketing.

4 Ps do Marketing: P de Promoção

O P de promoção contempla como a sua oferta vai ser promovida, ou seja como o público vai tomar conhecimento do seu produto. 

Quais são os caminhos que você vai percorrer para que seu produto ou serviço seja reconhecido? 

Novamente nessa etapa deve-se utilizar os estudos de concorrência, mercado e público.

É hora de persuadir o consumidor e mostrar a eles quais são os benefícios de adquirir o seus produtos. 

O principal objetivo da promoção é atrair a atenção do consumidor para o seu produto de maneira que ele:

  • Crie interesse no seu produto;
  • Esteja informado que seu produto está disponível;
  • Mostrar que ele é diferente dos produtos da concorrência;
  • Fazer com que seu cliente efetue a compra do produto.

Por isso, é interessante que você realize anúncios publicitários e invista em colocá-los em canais onde o seu público poderá visualizá-los com facilidade.

Lembra que o produto existe para sanar uma dor do seu público alvo e geralmente um anúncio vai ser elaborado para chamar a atenção desse público em específico. 

Quando falamos sobre promoção lembre-se que a comunicação é indispensável.

Pense qual tipo de mensagem você irá transmitir para o seu público alvo, e qual é a melhor maneira de promover o seu produto para eles.

Como ter uma boa promoção

Existem algumas estratégias que você pode utilizar para desenvolver uma boa promoção. Algumas são muito comuns e bastante utilizadas no ambiente virtual e físico.

  • Anúncios: Anúncios é uma forma paga de comunicação não pessoal por meio de diferentes mídias sobre um produto, ideia, um serviço ou uma organização por um patrocinador identificado. Isso pode ser feito por meio de impressão mídia como jornais, revistas, outdoors, mídia eletrônica como rádio, televisão e etc.
  • Publicidade: Este é um processo não pago de geração de ampla gama de comunicação para contribuir com uma atitude favorável em relação ao produto e à organização. Utiliza-se ferramentas como outras coletivas de imprensa, publicações e notícias no meio eletrônico, mídia e etc.
  • Venda pessoal: você deve ter encontrado representantes de diferentes empresas batendo à sua porta e persuadindo você a comprar o produto deles. É uma apresentação direta do produto para os consumidores ou compradores em potencial. 
  • Promoção de vendas: refere-se a incentivos de curto prazo e temporários para comprar ou induzir ensaios de novos bens. A ferramenta inclui concursos, jogos, presentes, feiras de negócios, descontos, etc.
  • no ambiente online: se assegure de que você está promovendo nos canais corretos , podendo utilizar as redes sociais, Google, Inbound Marketing, SEO, e-mail marketing e outras estratégias para anunciar seus produtos.

Mas lembre-se de que quem define a maneira como um produto vai ser promovido é o seu público alvo, e é com base nele que você deve buscar as informações corretas para escolher um canal de promoção. 

Exemplo de caso dos 4 Ps do Marketing

McDonalds

Logotipo do McDonalds

Quando foi criado, em 1948, nos Estados Unidos, oferecia hambúrgueres  a um preço baixíssimo no mercado, em comparação com os outros restaurantes que faziam parte da sua concorrência.

Dessa forma ganhou popularidade, e começou a oferecer outros produtos no seu cardápio, como Milkshakes.

A popularidade cresceu tanto que em 1965, o McDonalds já tinha mais de 1000 filiais dentro dos Estados Unidos. 

Com o investimento em promoções a marca ficou conhecida, através da criação do mascote da marca Ronald McDonald, em 1963. 

O McDonalds se expandiu para outros países como o Canadá, e no final do século 21 já marcava presença em mais de 100 países ao redor do mundo.

Hoje o McDonalds é uma marca mundialmente famosa e muito reconhecida por todos. 

Coca-cola

Logotipo da coca-cola

A Coca-Cola tem mais de 100 anos de história, fundada em 1886.

E apesar dela ter se originado bem antes da criação dos 4 Ps do marketing, ela ainda é um bom exemplo. 

Ela apresenta os 4 Ps do marketing bem definidos.

O produto que é bebidas feita à base de cola, passou por algumas transformações ao longo dos anos para se adaptar aos diferentes tipos de público. 

A embalagem do produto também passou por modificações que já passaram por garrafas de vidro ao pet, das latas e dos diferentes tamanhos, o que atende às necessidades de públicos variados.

O preço é acessível a todas as classes sociais e também se ajusta às diversas apresentações do produto.

E quando pensamos sobre a praça podemos ter a percepção de que a Coca-cola é amplamente distribuída mundialmente. 

Havaianas

Logotipo da Havaianas

Havaianas, famosa marca de sandálias de borracha do Brasil.

Sua imagem foi se modificando ao longo dos anos, pois quando foi fabricada ela era vendida como um chinelo simples e barato, para os públicos de menor poder aquisitivo, isso na década de 80.

No entanto, tudo mudou com o lançamento da linha de havaianas TOP que apresentavam outros formatos e modelos. 

Assim a marca adequou seu produto e reajustou seus valores de acordo com as novas exigências do mercado. 

Passou a ser distribuída em uma escala mais ampla atingindo outros públicos. 

O investimento em promoção também fez o produto conquistar seu espaço no mercado. 

Não deixe de fazer uso dos 4 Ps do Marketing para o seu negócio crescer

Você compreendeu porque no início desse artigo mencionamos sobre os 4 Ps do Marketing estarem inclusos dentro do complexo organizacional do marketing?

E ainda há quem diga que além de todos os fatores que avaliamos com os 4 Ps do Marketing que pode-se incluir um 5º P que se referiria a pessoas onde elas são o foco final do conceito, já que os produtos são voltados para atender seus desejos e expectativas.

Apesar disso, podemos perceber que apenas se tratando dos 4 Ps incluímos as pessoas em quase todas as etapas. 

E que o foco de venda ou de um negócio deve ser voltado exclusivamente para o seu público alvo. 

Por isso, recomendamos fortemente que você crie personas para entender mais sobre o seu público alvo e também analisar a sua concorrência.

Agora que você já sabe o que são os 4 Ps do Marketing vale a pena estudar sobre Mix de Marketing e os outros modelos dessa estratégia.

Boas vendas!

Início Blog Marketing 4 Ps do Marketing [GUIA COMPLETO]
Se você curtiu esse artigo você também pode gostar desses ...
Comece a usar o JivoChat hoje!
Gostou do que leu?
Cadastre-se e teste o JivoChat agora mesmo!
É grátis e só leva alguns minutos para fazer o download