Diagrama de Ishikawa: O que é e como usar?

Índice

O Diagrama de Ishikawa faz parte de um grupo de ferramentas conhecido pelo nome de  “As 7 ferramentas da qualidade”. 

Anteriormente, essas ferramentas eram utilizadas majoritariamente no setor da qualidade, mas com o tempo elas foram se popularizando e passaram a ser incorporadas em diversos setores.

Em sua maioria, são utilizadas para identificar e minimizar problemas decorrentes de um processo, otimizar processos e encontrar as soluções mais rápidas, como é o caso do diagrama de Ishikawa. 

Portanto, se você está interessado em descobrir como minimizar os problemas na sua empresa, nesse artigo iremos te apresentar o método de Ishikawa, sua aplicabilidade e como você pode se beneficiar a partir do seu uso.

O que é diagrama de Ishikawa?

O diagrama de Ishikawa, conhecido também como espinha de peixe, ou ainda como diagrama de causa e efeito, é uma ferramenta que permite realizar uma análise de causas-raízes de um problema.

A principal vantagem em utilizá-la é que ela é bastante visual, e por conta disso é possível fazer uma análise aprofundada do problema, sem que nenhum aspecto seja esquecido para que você possa tomar decisões mais assertivas.

Como surgiu o diagrama de Ishikawa?

O diagrama de Ishikawa surgiu na década de 60, e foi criado por Kaoru Ishikawa, um famoso engenheiro químico japonês, e que também é bastante conhecido pela sua atuação no setor da qualidade.

O engenheiro almejava desenvolver uma ferramenta com grande potencial de uso e que pudesse ser aplicada a diversos setores pela praticidade.

E assim surgiu o diagrama de Ishikawa, como  uma metodologia que permite que cada uma das possíveis causas sejam analisadas.

Pois, Ishikawa acreditava que toda consequência tinha uma causa, e essa teoria o conduziu a elaborar uma ferramenta que pudesse compreender essa relação.

Mais tarde, e após desenvolver o diagrama de Ishikawa, Kaoru reuniu as 7 ferramentas principais na resolução de problemas no setor da qualidade, e que hoje são conhecidas como as 7 ferramentas da qualidade. 

Se você está interessado sobre o diagrama de Ishikawa, não perca a oportunidade de conhecer as demais ferramentas através do curso As 7 Ferramentas da Qualidade- Aprenda com exemplos práticos .

É um curso com 3 horas de videoaula, onde você irá conhecer as ferramentas, seus usos e como utilizá-las com exemplos práticos.

Isso mesmo, você terá acesso ao diagrama de Ishikawa exemplo pronto para que você saiba como aplicá-lo ao seu negócio. 

Confira também o nosso artigo sobre as 7 ferramentas da qualidade para conhecer mais sobre a aplicabilidade de cada uma. 

Em que situações deve ser usado diagrama de Ishikawa?

O diagrama de Ishikawa pode ser utilizado por qualquer empresa e em qualquer setor, e o mais incrível é que você pode adaptá-lo para fazer seu uso em qualquer situação.

Ou seja, é uma ferramenta prática e com grande aplicabilidade para ajudar você desde a fazer a gestão da qualidade, gestão estratégica, como também para o atendimento ao cliente.

Lembre-se que a ferramenta foi planejada para ser uma ferramenta acessível e por isso a sua indicação de uso é: sempre que você identificar um problema que tenha impacto direto no produto ou serviço que você está oferecendo.

Por exemplo, se você possui uma loja virtual e identifica que muitos clientes estão abandonando o carrinho de compras e você deseja saber o motivo do abandono, então é possível aplicar o diagrama de Ishikawa.

Dessa forma podemos dizer que o diagrama de Ishikawa pode ser utilizado para:

  • Ter uma visualização melhor das principais causas e também das secundárias sobre um problema ou efeito.
  • Garantir que você possa ter uma visão sistêmica sobre um determinado processo, de maneira mais abrangente e detalhada
  • Identificar soluções com base nos recursos disponíveis na sua empresa.

Principais benefícios do uso do diagrama de Ishikawa

Antes de abordarmos como você pode construir o seu diagrama de Ishikawa, é preciso conhecer os benefícios em utilizar essa ferramenta e como ela pode afetar as decisões no seu negócio. 

As principais vantagens em utilizar o diagrama de Ishikawa são:

  • Encontrar a solução para um problema de maneira ágil e assertiva
  • Priorização das atividades que irão contribuir para que você possa mitigar um problema
  • A ferramenta é de fácil compreensão e análise
  • Possui grande aplicabilidade
  • Registro visual que permite ser utilizado também para análises futuras
  • Pode ser aplicada para melhoria contínua de processos dentro da sua empresa
  • Centralização e organização das informações e ideias

Você pode aplicar o diagrama de Ishikawa também aliado a outras ferramentas permitindo que o seu uso seja potencializado.

É importante frisar que apesar da ferramenta ser bastante aplicável ela também possui suas limitações.

Através do diagrama de Ishikawa não é possível avaliar a gravidade do problema e nem das causas, por isso recomendamos que você invista em conhecer as demais ferramentas da qualidade. 

O que significa os 6m do diagrama de Ishikawa?

Além dos nomes que comentamos no início desse artigo, o diagrama de Ishikawa pode também ser chamado de diagrama dos 6M.

Ele recebe esse nome, pois Kaoru Ishikawa definiu que na maioria das vezes a razão da existência de um problema pode ser encontrada se analisarmos apenas 6 tipos de causas, e cada uma dessas causas inicia com a letra M. São elas:

  • Método
  • Máquina
  • Medida
  • Meio ambiente
  • Material
  • Mão de obra

Vamos analisar agora cada um dos 6M de Ishikawa, para que você compreenda quando for analisá-lo e aplicá-lo a um processo na sua empresa: 

  • Medida: Está relacionado com as métricas utilizadas para medir, controlar, monitorar os processos  e o desenvolvimento das atividades.
  • Máquina: As máquinas são todos os equipamentos que podem estar relacionados com o problema. Muitos problemas podem estar associados a falhas no equipamento geradas pelo mau uso ou pela falta da manutenção. 
  • Método: O método se refere como a metodologia trabalho influencia o problema. Ou seja, quais foram os procedimentos e métodos adotados pela organização durante as atividades. Pode-se incluir desde uso de softwares até o uso de ferramentas. 
  • Meio ambiente:  Está relacionado com os ambientes internos e externos da organização, como esses ambiente podem influenciar o problema. 
  • Material: Está relacionado com a qualidade dos materiais ou então ainda pode estar relacionado com uma matéria-prima e como eles podem influenciar o problema.
  • Mão de obra: A mão de obra nada mais é do que as pessoas envolvidas na atividade e que podem ter tido algum tipo de influência para que o problema ocorresse. 

A medida está relacionada também com a análise e aplicação dos KPIs, que são os indicadores chaves de desempenho.

Para se aprofundar mais no assunto sobre KPIs não deixe de conferir o nosso artigo: O que é KPI e qual a sua importância?

Aprenda o passo a passo para a construção do seu Diagrama de Ishikawa

Agora que você já conhece os 6M do diagrama de Ishikawa e que vão te ajudar a identificar as causas de um problema, vamos te mostrar como um passo a passo de como elaborar o seu diagrama de Ishikawa.

São 6 passos básicos para que você construa o seu diagrama. Confira:

1. Escolha a ferramenta

A escolha da ferramenta a ser utilizada é fundamental para a montagem do seu diagrama de Ishikawa, e ela vai depender da disponibilidade de ferramentas e também para quem ele será apresentado.

Você pode utilizar desde as ferramentas mais simples, como papel e caneta e quadro branco, quanto as mais complexas, como Word, Excel e ferramentas prontas.

Para montar o seu diagrama de Ishikawa com mais praticidade e de uma forma que fique visualmente bonita permitindo que você possa compartilhar com outros membros da sua equipe indicamos o uso da ferramenta Canva.

Você pode utilizar e editar da maneira que você quiser e inclusive aplicar a identidade visual do seu negócio.

Assim você cria um diagrama com um aspecto bonito e didático para apresentar aos seus gestores ou colaboradores, e o melhor ainda, tudo feito rapidamente.

Crie imagens profissionais gratuitamente com o Canva

2. Defina o problema

O segundo passo é definir o problema que você deseja analisar e resolver com a participação dos membros da sua equipe. 

Lembre-se que para o diagrama de Ishikawa, o problema também é chamado de efeito, e no seu gráfico ele ficará localizado na extremidade à direita do diagrama como pode ser observado na figura abaixo. 

3. Convoque a sua equipe

Nesse passo é preciso fazer um brainstorming de ideias para juntar todas as informações possíveis sobre o problema a ser analisado. 

Ou seja, nesse ponto são discutidos todos os aspectos a respeito do problema, como ele deve ser analisado. 

A ideia é reunir uma equipe disciplinar para que o problema possa ser analisado de diferentes perspectivas e ângulos e que possam ser encontradas as possíveis causas.

4. Análise os 6M

Lembra dos 6Ms que citamos mais acima? Nessa etapa você deve realizar a análise de cada uma daquelas categorias e fazer a construção do seu diagrama. Para a construção do diagrama de Ishikawa:

  • Comece traçando uma linha horizontal como uma seta apontando para a direita, e escreva o problema em análise dentro de um retângulo na ponta da seta. 
  • Siga o modelo, abaixo, desenhando linhas diagonais e colocando cada uma das categorias

Exemplo de modelo de diagrama de Ishikawa

Você ainda pode enumerá-las e de acordo com sua gravidade ou importância, se estiver utilizando uma outra ferramenta que permita identificar esses aspectos.

Apesar da metodologia sugerir que você aplique os 6 Ms, você pode escolher aplicar apenas 4 deles, desde que a sua análise seja realizada com base em fatos e dados. 

E você não precisa seguir as categorias especificadas pelo método, é possível trabalhar na construção das suas próprias categorias, para que elas atendam às suas necessidades e também as necessidades da sua empresa. 

5. Estude as soluções

Depois de pronto, basta fazer a análise do seu diagrama para identificar as soluções para o problema.

Por isso, é importante que você escolha utilizar uma ferramenta que dê visibilidade a todos que estão presentes. 

Diagrama de Ishikawa exemplo

Você já sabe como construir o seu próprio diagrama, mas para facilitar a sua compreensão e para você conhecer como essa metodologia funciona na prática trouxemos alguns exemplos de diagramas. Confira abaixo:

Diagrama abandono no carrinho de compras

No exemplo abaixo, o problema encontrado foi uma alta taxa de abandono do carrinho de compras, ou seja, os clientes não finalizam suas compras.

Exemplo de diagrama de Ishikawa JivoChat

O abandono do carrinho pode ter diversas causas, desde problemas na própria estrutura do site.

Nesse exemplo, depois de elencar os principais motivos, destacamos que a falta de suporte no site pode ser um dos principais motivos para o abandono do carrinho de compras.

Nesse caso, a melhor solução seria conhecer os planos do JivoChat, e instalar um chat online na loja virtual para dar suporte ao cliente durante as compras.Banner de integração do JivoChat com Instagram

Diagrama de Insatisfação com o cliente

Esse é o exemplo de diagrama de Ishikawa criado para solucionar problemas relacionados com a insatisfação dos clientes.

Exemplo de diagrama de Ishikawa insatisfação com cliente

Como montar seu diagrama 

Se você ainda não sabe como utilizar as ferramentas para montar um diagrama que seja apresentável, preparamos um tutorial rápido para que você possa aprender a utilizar as ferramentas.

Diagrama de Ishikawa Canva

Criar o seu diagrama de Ishikawa através do Canva é bastante simples, e o Canva por ser uma ferramenta de Design permite que você crie visuais incríveis e profissionais para apresentar em uma reunião de negócios, por exemplo.

A vantagem é que cada membro da equipe pode acompanhar a construção do diagrama de Ishikawa em tempo real, através do Canva.

Printscreen do software Saas Canva

Veja o passo a passo de como montar o seu diagrama de Ishikawa no Canva:

  • Acesse o link do Canva
  • Você pode fazer login com uma conta do Google ou do Facebook, facilita pois todos os documentos que você editar na plataforma ficarão salvos na sua conta.
  • No canto superior direito aperte no botão “criar um design” e escolha as dimensões da sua imagem.

Printscreen como montar seu diagrama de Ishikawa com o canva

  • Para montar o seu diagrama vamos utilizar formas, textos, e backgrounds que podem ser encontrados no botão “mais”

Printscreen dos paineis do canva

  • Em elementos, escolha  a categoria linhas e formas e selecione uma linha com uma seta na ponta.

Printscreen dos painéis do canva

  • Escolha um retângulo na aba elementos e coloque-o na ponta da seta.
  • Em seguida, selecione linhas sem setas e vá adicionando partindo da linha central e conforme o número de categorias que você deseja incluir.
  • Depois, basta adicionar retângulos com o nome das categorias. Note que você pode mudar facilmente a cor dos elementos para aplicar a identidade visual da sua empresa.
  • Adicione as caixas de texto, na aba texto e escreva as informações

Printscreen dos painéis do canva

  • E pronto, depois de pronto basta clicar em compartilhar ou então fazer o download.

Printscreen dos painéis do canva

Note que você pode explorar os outros recursos do Canva, é possível mudar a hierarquia dos elementos, diminuir a opacidade para que eles fiquem mais integrados ao background, assim como fizemos no diagrama da JivoChat.

Diagrama de Ishikawa Word 

Para fazer o seu diagrama de Ishikawa no Word basta utilizar a ferramenta Formas. Confira abaixo o passo-a-passo:

  • Abra o Microsoft Word e crie um novo documento
  • Localize a aba “Inserir” e selecione o menu de “Formas”
  • Comece criando a linha horizontal ao selecionar, escolha uma linha com seta
  • Adicione um retângulo ao final da sua linha e próximo a seta onde estará descrito o problema central
  • Na ferramenta, selecione linhas sem setas e vá adicionando partindo da linha central e conforme o número de categorias que você deseja incluir
  • Adicione retângulos com o nome das categorias ou linhas adicionais se você julgar necessário onde cada linha deve ser rotulada como uma causa potencial do problema central
  • Inclua caixas de textos nas posições corretas e escreva as informações, ao finalizar salve o seu diagrama. 

Printscreen de como montar um diagrama de Ishikawa no Word

O seu resultado será semelhante a esse:

Printscreen de como montar um diagrama de Ishikawa no Word

Dê o próximo passo depois de aprender sobre diagrama de Ishikawa

Nesse artigo você foi capaz de compreender o que é o diagrama de Ishikawa e como você pode aplicá-lo ao seu negócio para encontrar as principais causas de um problema.

Você também já sabe que existem outras ferramentas que também podem ser aplicadas em conjunto com o diagrama de Ishikawa e que inclusive podem potencializar a aplicação dessa ferramenta.

E você pode buscar também ferramentas para contribuir com a gestão estratégica do seu negócio, por exemplo no 50 Ferramentas de Gestão, onde você terá acesso às principais ferramentas utilizadas para gerir um negócio utilizando apenas o excel.

Não perca a oportunidade de se tornar mais produtivo, profissional e tornar os processos dentro da sua empresa mais eficientes.

Até a próxima!

Início Blog Ferramentas Diagrama de Ishikawa: O que é e como usar?
Se você curtiu esse artigo você também pode gostar desses ...
Comece a usar o JivoChat hoje!
Gostou do que leu?
Cadastre-se e teste o JivoChat agora mesmo!
É grátis e só leva alguns minutos para fazer o download