Como gerar boleto: como fazer e 8 ferramentas

Índice

O cartão de crédito e os aplicativos são métodos de pagamentos que têm aumentado muito sua popularidade entre os consumidores nos últimos anos. No entanto, o boleto, uma forma tradicional de realizar pagamentos, ainda é utilizado por uma grande parte dos brasileiros.

Fácil de emitir, pagar e receber, o boleto é uma das formas mais práticas de pagamento quando comparada com outras opções.

Sua acessibilidade também influencia diretamente seu nível de popularidade, afinal, nem todos têm acesso a um cartão de crédito ou possuem o limite necessário para realizar as compras desejadas.

Além disso, este também é um método de pagamento bastante seguro. Em 2018 um modelo de boleto registrado se tornou obrigatório no Brasil.

Isso significa que todos os títulos emitidos devem ser registrados em um sistema de bancos. A medida proporcionou mais proteção, diminuindo fraudes e aumentando a credibilidade do sistema.

Se você deseja aprender a gerar boleto e conferir as melhores ferramentas para executar esta tarefa, continue acompanhando o conteúdo do nosso artigo. Vamos lá?

O que é o boleto bancário?

Basicamente, o boleto é um título de cobrança gerado por bancos. Pessoas físicas ou jurídicas com contas bancárias, que também tenha uma carteira de cobrança contratada junto à sua instituição financeira de escolha podem emitir estes títulos.

A popularidade do método pode ser atribuída à grande simplicidade e praticidade que gera tanto para consumidores quanto para empresas.

Seu funcionamento é fácil de entender, empreendedores emitem um boleto para a cobrança de um serviço ou produto. Nele deve constar: um código de barra, um código numérico, valor e data de pagamento.

O consumidor irá receber este boleto em seu formato físico ou através de meios digitais por PDF. Então, com as informações em mãos, poderá realizar o pagamento utilizando sua forma preferida, seja por aplicativos, agências bancarias, internet banking, lotéricas ou caixas eletrônicos.

Como funciona a emissão de boletos?

Para que um boleto possa ser emitido, é preciso que o responsável tenha uma conta-corrente ou contrate os serviços de uma instituição financeira. Vale ressaltar que não são apenas os grandes nomes do mercado que oferecem este serviço. Bancos digitais e instituições financeiras menores podem ser habilitadas para esta modalidade.

Já a emissão é um processo simples, mas que pode variar de acordo com o gerador de boleto utilizado. Existem diversas opções no mercado que facilitam a emissão e o gerenciamento destes títulos.

Após a adesão de uma destas plataformas, o responsável pela emissão irá precisar apenas identificar o cliente em cada documento e estabelecer o prazo de pagamento junto à sua data de vencimento.

O pagamento ficará por conta de um dos métodos escolhidos pelo consumidor. Após quitado, o valor será debitado no prazo estipulado pela instituição financeira de sua escolha. Geralmente, este período pode variar entre 1 a 3 dias úteis.

Ao emites boletos, empresas e empreendedores podem gerenciar com facilidade os títulos abertos e pagos, tornando sua organização contável e gerenciamento de estoque tarefas muito mais simples.

Tela de um notebook com moeas e gráficos

Benefícios de emitir boleto

Confira abaixo porquê o seu negócio precisa de soluções profissionais para emitir boletos.

Menores custos operacionais

Os custos operacionais da emissão de boletos são muito baixo. Optar por utilizar este método em seu negócio pode gerar uma grande economia.

Pagamentos através de cartão de crédito envolvem aluguel de maquininha, taxas de adquirente e taxas de antecipação de recebíveis. Estes custos são maiores que os apresentados pela emissão de títulos do boleto, que em média, variam entre valores de R$ 1,50 a R$ 10.

É claro, apresentar várias formas para que os clientes possam escolher como pagar é sempre a melhor opção. No entanto, seu empreendimento pode oferecer benefícios para quem optar pela alternativa mais econômica.

Cobranças rápidas e eficientes

O título digital permite praticidade. Ao ser enviado para seus clientes, não será necessário realizar uma visita ou passar o cartão presencialmente para que uma negociação possa ser realizada.

Isso é muito importante para pequenas empresas e empreendedores assegurarem agilidade e eficiência nos pagamentos do seu dia a dia.

Menor tempo de espera para receber

Diversos negócios, offline ou online, optam pelo boleto devido à rapidez para receberem seus pagamentos. O dinheiro de negociações realizadas com cartões de crédito pode levar até 30 dias para cair em sua conta, enquanto com o boleto o prazo máximo é de 3 dias úteis.

Segurança

Gerar boletos é um dos métodos de pagamentos mais seguros tanto para empresas quanto clientes. Devido à obrigatoriedade de emitir títulos registrados, os riscos de fraudes, pagamentos múltiplos e inconsistências foram diminuídos expressivamente.

Forma de pagamento adicional para clientes

Diversificar os métodos de pagamento é uma estratégia importante para atender um público mais amplo. Desta forma, quanto mais alternativas de pagamento forem oferecidas, os clientes poderão contar com seu método preferido e não irão precisar buscar a concorrência porque o seu negócio oferece poucas opções.

Possibilita descontos

Como já explicamos, a utilização deste método de pagamento pode diminuir gastos e aumentar a velocidade de recebimento. Esta situação proporciona a empresas a oportunidade de criar descontos e benefícios para clientes que optarem por usar o boleto.

Isso significa que adotar este método não irá gerar um impacto apenas em seu gerenciamento financeiro, mas também em sua estratégia de marketing e vendas.

Controle no recebimento

Esta alternativa de pagamento também ajuda a gerenciar seus recebimentos, oferecendo a oportunidade de acompanhar todos os documentos emitidos, vencidos e quitados através de sua plataforma de escolha.

Existem opções de ferramentas que automatizam o envio das cobranças junto a notas fiscais, tornando o gerenciamento financeiro mais fácil.

Confira o passo a passo de como gerar boletos

Veja como é fácil disponibilizar este método de pagamento para seus clientes.

1. Crie sua conta-corrente

A conta-corrente é necessária para que seus títulos possam ser emitidos. Portanto, seu primeiro passo deve ser criar uma conta, de preferência como pessoa jurídica, que ofereça os serviços de cobrança. Desta forma será possível receber o dinheiro de suas vendas.

Bancos tradicionais, bancos digitais, instituições financeiras e fintechs podem oferecer este tipo de serviço.

2. Analise as condições de serviço e taxas

Antes de prosseguir e começar a vender através dos boletos, faça uma análise das taxas de emissão, cancelamento e alteração cobradas pela empresa escolhida.

Avalie bem o contrato para conhecer seus direitos e entender como a transferência do dinheiro será feita. Em algumas alternativas, é possível até mesmo receber descontos de acordo com a quantidade de boletos gerados.

3. Escolha um gerador de boleto

As ferramentas de emissão de boletos são necessárias para quem tem um grande fluxo de vendas. Caso contrário, cada título deverá ser gerado manualmente.

Com uma plataforma especializada, será possível automatizar os processos de cobrança, além de integrar a solução com outras ferramentas para auxiliar seu gerenciamento financeiro.

4. Aprenda a utilizar o novo sistema

Após escolher uma plataforma para gerar seus boletos, aprenda como utilizá-la através de seus guias. Geralmente, os sites das empresas que oferecem este serviço contam com tutoriais e vídeos ensinando sua utilização.

Esta etapa não pode ser detalhada, pois, pode variar de acordo com a ferramenta escolhida.

5. Gerencie o pagamento dos boletos

Por fim, lembre-se sempre de acompanhar o pagamento de todos os documentos emitidos pelo seu negócio. Desta maneira será possível acompanhar títulos que já venceram, proporcionando informações valiosas para diminuir a inadimplência.

Empreendedor calculando e gerando boleto em seu computador

Entenda o que significa cada campo dos boletos

É necessário conhecer cada campo que compõe um boleto para saber como preenchê-los corretamente. Para aprender o que cada um significa e sempre inserir as informações corretas, confira a seguir uma breve descrição de cada um deles.

  • Sacado: é a pessoa que irá realizar o pagamento do boleto, o cliente. Em cobranças registradas, é necessário identificar o sacado através de CPF ou CNPJ.
  • Cedente: é a empresa que gera o boleto para sua venda. Quando o documento for pago, o dinheiro será enviado para sua conta-corrente.
  • Agência: é um número de 3 ou 4 dígitos. Caso a agência tenha 5 números, este campo não será utilizado.
  • Código Beneficiário: é um código de 6 a 12 dígitos que identifica a carteira do banco.
  • Valor do título: é o valor da venda expresso em reais. Caso outras condições de pagamentos sejam aplicadas, como juros, multa, descontos, também devem ser identificadas.
  • Vencimento: é o prazo para que o valor do boleto seja pago sem a adição de juros ou multas. Boletos registrados podem ser pagos mesmo após seu vencimento, neste caso algumas condições como multas podem ser aplicadas.
  • Juros e multa de mora: são os juros aplicados em pagamentos atrasados por responsabilidade dos clientes. Podem ser adicionados por mês, de acordo com o dia de atraso e uma quantidade única após o primeiro dia de atraso no pagamento.
  • Nosso Número: é o código que irá identificar todos os dados registrados junto à instituição financeira escolhida.
  • Linha digitável: é uma sequência numérica que identifica o valor inserido no boleto, o “nosso número”, o banco e a carteira de cobrança. Cada uma destas informações sempre irá ocupar o mesmo espaço em uma sequência única de 48 dígitos.
  • Código de barras: é uma representação gráfica da linha digitável que pode ser lida por máquinas. Ferramentas atualizadas também podem transformar a linha digitável em um QR Code para que o documento seja pago através da leitura de câmeras em celulares.

Gerador de boleto: 8 melhores opções

Agora que já sabe sobre as vantagens e o funcionamento deste método de pagamento, é hora de conferir algumas das melhores ferramentas disponíveis para emitir seus boletos.

1. GestãoClick

O GestãoClick é um software de gestão empresarial online ideal para integrar várias áreas (vendas, estoque, financeiro) de Meis, micro, pequenas e médias empresas.

Seja vendendo produtos ou serviços, milhares de PME’s são beneficiadas com as funcionalidades deste ERP. Um dos diferenciais do GestãoClick é a função Multi Empresas que permite gerenciar matriz e filiais na tela do mesmo sistema.

Outro ponto bastante procurado é a Área do Cliente que possibilita maior autonomia e agiliza o atendimento do negócio. Por meio de um login exclusivo, o próprio cliente acessa a plataforma e abre chamados, solicita boletos e acompanhamento o andamento de suas demandas online.

Para usufruir dessas e muitas outras vantagens, o sistema concede 10 dias grátis para testar todos os recursos, e não solicita dados de pagamento - basta cadastrar e utilizar. 

1. Cobre Fácil

Cobre Fácil

O principal objetivo da Cobre Fácil é facilitar a gestão de recebimentos e controle financeiro de qualquer empresa. Isso é feito através de uma ferramenta fácil de usar e sem burocracias. Com apenas um cadastro, é possível encontrar todos os recursos necessários para manter a saúde financeira do seu negócio em dia.

O sistema de cobrança engloba tudo que um controle financeiro eficiente exige e pode ser definido como um hub de soluções financeiras completo. Entre os recursos que fazem a diferença na gestão financeira, estão a emissão de carnês de pagamento e de boleto bancário.

Além disso, é possível realizar o controle de mensalidades e assinaturas através da automação. Alertas para boletos vencidos também são enviados automaticamente pela ferramenta.

O sistema de gestão financeira Cobre Fácil é completo e também conta com uma poderosa API de pagamento que pode ser integrada em qualquer solução utilizada pelo seu empreendimento. Sua central de suporte é completa, fornecendo todas as informações relacionadas ao serviço.

E ainda tem mais: é possível realizar cobranças recorrentes com cartão de crédito, ou seja, os pagamentos recorrentes, programados de acordo com cada perfil de cliente.

Empreendedores que desejam utilizar as ferramentas podem escolher entre um plano FREE e o plano PRO. Em ambos, a emissão, o cancelamento e a transferência bancária são gratuitos, sendo que a única taxa presente no serviço é a de emissão do boleto, que varia conforme o plano escolhido, mas que só é cobrada após o pagamento do cliente.

2. Asaas

O Asaas é uma plataforma criada para otimizar o tempo de profissionais autônomos, micro e pequenas empresas através de cobranças realizadas automaticamente. A ferramenta permite criar agendas, gerar boletos online e enviá-los por email ou sms.

Os documentos gerados pelo Asaas ficam prontos em menos de um minuto e sua emissão não precisa ser paga. O valor taxado pela ferramenta será aplicado apenas no recebimento de suas vendas ou negociações. Pessoas físicas e jurídicas podem optar por utilizar a solução.

Sua plataforma também notifica os usuários sobre ações de clientes relacionadas aos documentos gerados, como visualizações, pagamentos e atrasos. É possível até mesmo configurar o envio de uma segunda via do boleto atualizado com a correção de valores em caso de pagamentos atrasados.

A solução pode ser utilizada de forma unitária, gerando um valor fixo para cada documento gerado. No entanto, existem alguns pacotes mais econômicos para valores fixos emitidos mensalmente, variando entre 50 e 10.000 boletos.

Asaas

3. Boleto Simples

A principal proposta do Boleto Simples é oferecer agilidade no pagamento. Isso é garantido através de um sistema em que o valor dos documentos pagos são creditados diretamente em sua conta bancária após cada compensação.

Isso garante um processo seguro e confiável, pois o dinheiro de suas vendas não irá precisar passar pela conta de terceiros. Além disso, os boletos gerados no sistema podem contar com o nome do seu empreendimento e sua logo, demonstrando profissionalismo aos seus clientes.

Informações sobre cada transação podem ser conferidas a qualquer momento para facilitar o gerenciamento de documentos pagos e não pagos. Os títulos gerados também podem ser enviados automaticamente para seus clientes através de email.

O Boleto Simples oferece integrações através de sua API, ferramentas de marketing e plataformas de ecommerce. Alguns exemplos são MailChimp, Zapier, Shopify e WooCommerce.

Para usar a plataforma é preciso de apenas uma conta bancária e o contrato com uma instituição financeira para emitir boletos. Já a contratação da ferramenta pode ser realizada por períodos mensas até anuais, com valores que variam de acordo com a quantidade de boletos gerados por mês.

Boleto Simples

4. BoletoBancário.com

O Boleto Bancário é um dos serviços online que está a mais tempo em funcionamento no Brasil. A plataforma busca atender tanto grandes e médias empresas, quanto pessoas físicas.

Sua ferramenta oferece uma opção de automatização e conta com recursos que podem ser utilizados sem a necessidade de uma conta-corrente. Através da plataforma também possível gerar boletos de parcelamentos e mensalidade, além de manter valores atualizados de acordo com as multas e juros definidos.

A solução não oferece planos de contratação, mas conta com uma taxa mínima para cada documento gerado e uma taxa cobrada para cada solicitação de saque.

Boleto Bancário

5. Gerencianet

A Gerencianet foi uma das primeiras empresas a gerar boletos registrados no Brasil sem a cobrança de taxas adicionais. O valor de sua utilização é pago apenas após seus clientes pagarem os documentos.

O envio dos boletos pode ser automatizado em períodos personalizáveis, como trimestralmente, mensalmente, semanalmente, etc. Segundas vias podem ser geradas pelos próprios clientes, contando com valores de juros e multas atualizados.

A plataforma oferece a opção de gerar relatórios diários sobre as movimentações de dinheiro e também conta com integrações para outras ferramentas. Além de serviços relacionados a boletos, a Gerencianet também oferece soluções para Pix, carnês, marketplace e cartão pré-pago.

A empresa não tem planos de pagamento, mas uma taxa é aplicada em cada boleto pago pelos seus clientes. Este valor pode variar de acordo com a quantidade de documentos gerados e a disponibilização do saldo, mas tudo isso pode ser simulado antes da contratação através do seu site.

Gerencianet

6. iugu

O iugu é uma ferramenta para emitir boletos desenvolvida com foco na simplicidade. Sua plataforma é simples e prática, proporcionando uma boa experiência para empreendedores com qualquer nível de conhecimento.

A solução também conta com integrações para aplicativos, marketplaces e ecommerces. É possível configurar opções específicas para automatizar a cobrança de assinaturas e pagamentos recorrentes. Seus relatórios precisos facilitam a tarefa de acompanhar o desempenho do seu negócio.

A contratação da ferramenta é feita através de uma mensalidade que pode ser selecionada de acordo com sua necessidade, além de uma taxa que é cobrada para todo boleto compensado.

iugu

7. Boleto Cloud

A última adição em nossa lista de geradores de boletos é o Boleto Cloud. Uma solução que promete agilidade com a emissão de documentos em apenas um clique.

Sua plataforma é bastante intuitiva e fácil de usar, além de contar com diversas funcionalidades que podem facilitar seu dia a dia. Além de gerar os documentos com facilidade, também é possível disponibilizar a 2ª via atualizada para seus clientes a qualquer momento com um só clique.

Negócios que geram documentos mensalmente com o mesmo valor para seus clientes podem utilizar a função de boletos recorrentes para emiti-los no período desejado. É possível escolher a quantidade de boletos que serão gerados, quantas vezes ao mês serão gerados e até mesmo definir um prazo de encerramento.

É uma forma prática de agilizar o trabalho e deixar o sistema no piloto automático.

Os boletos também podem ser gerados em diversos formatos: avulsos, comprovantes de entrega, dinâmicos, carnê e até mesmo completamente personalizados.

O acompanhamento das informações sobre os documentos gerados pode ser feito através dos relatórios da plataforma, apresentando dados detalhados sobre seu desempenho mensal.

Você pode usar o Boleto Cloud com seu plano gratuito de teste, que oferece recursos mais restritos, ou adquirir um plano mensal com valores que irão variar de acordo com a quantidade de boletos gerados até um máximo de 10.000 mensal.

Boleto Cloud

Vale a pena gerar boleto?

Promover a diversificação dos métodos de pagamentos em seu negócio é uma boa estratégia. Principalmente de métodos populares que continuam sendo utilizados por uma grande parcela dos brasileiros.

Oferecer o chat online é uma maneira efetiva de o guiar seus clientes desde o início de sua jornada de compra até o pagamento. Confira os recursos do JivoChat e ofereça um atendimento online de qualidade para conseguir cada vez mais vendas.

Início Blog Vendas Como gerar boleto: como fazer e 8 ferramentas
Se você curtiu esse artigo você também pode gostar desses ...
Comece a usar o JivoChat hoje!
Gostou do que leu?
Cadastre-se e teste o JivoChat agora mesmo!
É grátis e só leva alguns minutos para fazer o download