Marketing Pessoal: 14 dicas sobre como fazer

Marketing pessoal é definido por diversas estratégias e técnicas que tem como objetivo, estabelecer uma percepção positiva em relação a uma pessoa específica, ou seja, fazer com que o seu público enxergue aquele indivíduo com notoriedade e autoridade a respeito de algum tema específico.

Essa percepção, só pode ser conquistada e trabalhada, utilizando técnicas de marketing pessoal, trabalhando em cima de tópicos como identidade visual, personal branding, trabalhar networking, etc.

Qualquer profissional, seja freelance ou até mesmo grandes empresas, devem investir e trabalhar de forma contínua e consistente seu marketing pessoal. Atualmente, todas as marcas estão cada vez mais humanizadas e seus clientes buscam sempre conversar com pessoas e não com empresas.

Independente dos seus resultados financeiros, uma das coisas que sempre vai permanecer, durante toda a vida da sua empresa, é a impressão pessoal que sua marca causa nas pessoas. Sendo assim, trabalhar sua imagem investindo em marketing pessoal é de extrema importância.

Esse mesmo conceito, pode ser aplicado para qualquer profissional, seja um freelancer que busca aumentar sua carteira de clientes, seja um funcionário que está buscando uma promoção, ou até mesmo alguém que está procurando um emprego e quer fortalecer seu networking.

O que é Marketing Pessoal?

Como definidos anteriormente: Marketing pessoal é definido por diversas estratégias e técnicas que tem como objetivo, estabelecer uma percepção positiva em relação a uma pessoa específica, ou seja, fazer com que o seu público enxergue aquele indivíduo com notoriedade e autoridade a respeito de algum tema específico.

Porém, uma coisa muito importante durante esse processo de construir sua comunicação e sua identidade é ser transparente e sincero com seu público, gerenciando sua imagem para que eles absorvam os aspectos positivos e valorizem atributos humanos de sua marca.

Além do marketing pessoal te auxiliar a melhorar a imagem pessoal do seu empreendimento e da sua carreira, ele também serve como uma ferramenta que vai te ajudar a alavancar suas vendas, humanizando o processo e melhorando a percepção do cliente.

Para você, que deseja melhorar sua carreira profissional dentro de uma empresa, o marketing pessoal vai te ajudar a explorar características e habilidades, expondo suas experiências e melhorando sua capacidade de fazer networking, além de promover sua imagem dentro de diferentes canais, sejam elas on-line ou off-line.

Qual a importância do Marketing Pessoal?

Todas essas ações voltadas para trabalhar a marca pessoal, podem transformar rumos tanto de empresas como de carreiras profissionais. Se estabelecer como autoridade em um assunto, realizando trabalhos e projetos competentes, abre portas e cria uma imagem de respeito.

Muitos profissionais, utilizam toda sua expertise, para realizar palestras, compartilhando experiências, demonstrando suas qualidades, apontando erros e acertos durante toda a jornada, criando uma conexão e empatia com o público. Tudo isso, são técnicas de marketing pessoal que humanizam e aproximam marcas e profissionais, de seu público e seus objetivos.

Por que fazer Marketing Pessoal?

Existem diversas razões para se trabalhar sua marca pessoal e começar a trabalhar o marketing pessoal da sua empresa. A seguir, vamos falar de algumas delas.

1. Autoridade

Uma das principais razões pela qual se deve trabalhar essa técnica, é a de construir uma imagem de autoridade para sua marca. Transmita segurança e demonstra para todos que você é um especialista no assunto.

2. Divulgação

Essas técnicas de marketing pessoal, vão te auxiliar a expor, de maneira positiva, todas as suas qualidades, te ajudando a alcançar mais visibilidade dentro do mercado, fazendo com que potenciais clientes te olhem de forma positiva, gerando novas oportunidades naturalmente.

3. Aumentar carteira de clientes

Ao chamar a atenção dos seus clientes, trabalhando sua divulgação, automaticamente teremos um aumento da sua carteira de clientes, isso se dá, porque passando confiança, o mercado tende a buscar em você uma solução segura para o que ele busca. Quanto mais confiança transmitir, mais clientes irão buscar seu serviço.

4. Reduzir o funil de vendas

O Marketing pessoal, irá te ajudar a reduzir os processos e o ciclo, durante a jornada de venda. Ao fazer isso, teremos menores gastos. Porém, essa redução apenas ocorre quando o cliente confia em você e no produto, tomando uma decisão mais assertiva e direta.

5. Carreira

Além de tudo, investir em marketing pessoal irá acelerar todo o processo de desenvolvimento profissional, pois todas as pessoas que trabalham com você, incluindo seus superiores, também são suscetíveis às técnicas que fortalecem sua imagem e melhoram seus relacionamentos.

Como fazer marketing pessoal?

A seguir, te daremos 14 dicas que vão te ajudar a exercitar, fazer e desenvolver seu plano de marketing pessoal, aplicando técnicas que vão desde os mais simples entre conceitos de marketing, até os mais específicos para trabalhar sua marca pessoal.

1 - Missão, Visão e Valores

Antes de começar qualquer trabalho de marketing pessoal ou não, uma empresa precisa ter muito bem definido esses três itens, pois eles serão o guia para te orientar qual mensagem você precisa passar para seu público e conquistá-los.

A missão é definida por tudo aquilo que você pretende entregar para o seus clientes, norteando e guiando toda a sua estratégia de negócio, com objetivos bem claros e definidos.

Os valores ditam a sua postura profissional e toda a base que será utilizada para executar um bom plano de marketing pessoal. Já a visão e tudo aquilo que a empresa projeta para o futuro, aquilo que deseja conquistar e como chegar lá.

2 - Autoconhecimento

Para realizar um marketing pessoal eficiente, antes de tudo, é preciso se conhecer e conhecer tudo aquilo que sua marca representa. Para isso, podemos utilizar os elementos da SWOT, desta forma, listando todas as forças, fraquezas, ameaças e oportunidades.

Com isso, conseguimos entender o que nos diferencia dos concorrentes, como nos proteger de certas ameaças, entender e trabalhar nossas fraquezas, além de traçar planos de ação para quando novas oportunidades surgirem.

3 - Presença digital

Invista de maneira inteligente em canais online como um site bem estruturado e informações claras, um blog bem redigido que trate de assuntos pertinentes a sua marca e empresa e claro, estar presente nas principais redes sociais.

Se seu foco for o mundo B2B, com um aspecto bem empresarial ou corporativo, trabalhe sua imagem no LinkedIn, fortalecendo conexões e sendo uma fonte de referência dentro da plataforma.

Para trabalhar sua identidade, branding, público final, foque em plataformas digitais como Facebook, Instagram, YouTube, Twitter, etc.

4 - Networking

Um dos principais pontos do marketing pessoal, e saber trabalhar o seu networking, buscando oportunidades de sempre estar participando de eventos relacionados a sua área de atuação, criar laços com profissionais e empresas de interesse, mantendo um bom relacionamento a longo prazo com esses possíveis parceiros, construindo confiança.

5 - Identidade

Aqui, estamos falando da sua assinatura como pessoa ou empresa. Ao invés de focar em logotipo, logos e muitos outros componentes visuais, neste item você deve trabalhar seu nome, o rosto que sua marca terá e qual tom de voz irá utilizar.

Invista em um bom fotógrafo para que retrate bem sua imagem pessoal, trabalhe sua oratória, vestimentas, suas habilidades de comunicação e relacionamento, adeque todos esses elementos ao mercado e público com o qual deseja se conectar, pois isso tudo faz parte do seu marketing pessoal.

6 - Projetos

Para ganhar espaço e destaque em seu nicho, uma técnica muito interessante de marketing pessoal, e se envolver em projetos que tem o objetivo de ajudar, ao mesmo tempo que gera destaque, como por exemplo, parcerias com ONGs, causas ambientais, lutas sociais, etc.

Procure oportunidades dentro desses projetos que façam sentido e que transmitam os valores da sua empresa, ou os seus próprios valores.

7 - Bom relacionamento com clientes

Uma prática excelente, que faz parte de um bom marketing pessoal, e jamais se esquecer dos seus clientes, sejam novos ou antigos. Tenha uma lista de controle com todos os clientes que já atendeu e de tempos em tempos trabalhe a comunicação e o relacionamento com eles.

Ao manter esse canal aberto, sempre que precisarem novamente de seus serviços, você será o primeiro na mente deles, desde que isso seja nutrido de forma natural e bem elaborada.

8 - Elabore um pitch de vendas

Elaborar um bom pitch de vendas é essencial para o seu marketing pessoal, pois esse é o momento que você para conseguir argumentar ao seu favor e enaltecer todos os pontos positivos e benefícios de seu produto ou serviço. Um bom pitch, garante maiores conversões em suas vendas e melhores resultados.

9 - Mídia adquirida

Para te ajudar a gerar autoridade, trabalhe em adquirir mídia. Para fazer isso, consiga parcerias com outros sites e blogs, programe-se para dar entrevistas a portais relevantes daquele nicho ou até mesmo órgãos da imprensa geral, como jornais e revistas.

Dentro do marketing pessoal, podemos chamar isso de mídia orgânica, ou seja, um tipo de exposição que geramos de maneira espontânea. Ao se expor dessa maneira, temos a oportunidade de criar uma imagem de autoridade em determinado assunto e transmitir maior confiança.

10 - Qualificação

Marketing pessoal, acima de tudo, significa investir em você mesmo e em seu desenvolvimento pessoal. Por isso, busque oportunidades de se qualificar cada vez mais, investindo em cursos online, presenciais, palestras, feiras, que possam gerar valor agregado a você e a sua imagem.

11 - Cuide da sua imagem

Cuidar da sua imagem tem extrema importância, você pode perceber que empresas e pessoas que são referência no mercado se preocupam muito com Branding. Isso se dá, pois, quando uma empresa trabalha e melhora a percepção que os outros têm em relação a sua imagem, ela consequentemente conquista mais clientes e aumenta suas vendas.

Dentro do marketing pessoal, isso é cuidar da sua imagem, cuidar da mensagem que sua marca passa, cuidar da sua autoridade e da influência que ela causa. Este item, engloba diversos outros que citamos anteriormente, deve ser trabalho em conjunto com todos os outros.

12 - Seja coerente

Para construir credibilidade e confiança, acima de tudo, lembre-se de ser coerente em suas afirmações, em seus projetos e em tudo aquilo que sua marca defende e representa. Ao construir seu planejamento e marketing pessoal, define temas que sua marca irá abordar, foque em ser coerente em relação a esses temas.

Uma maneira fácil de fazer isso é comunicar algumas pequenas promessas para o seu público e cumpri-las, além de mostrar firmeza, ira te ajudar a ganhar confiança e fidelizar o cliente.

13 - Storytelling

Essencial para o marketing pessoal de qualquer líder, empreendedor e empresário e a qualidade de saber construir e contar boas histórias. Investir em aprender boas técnicas de oratória, realizar palestras cativantes, discursos emocionantes e verdadeiros, faz toda diferença para gerar percepções positivas e melhorar sua imagem pessoal.

14 - Alinhe estratégias

Nossa última dica, mas não menos importante é que você alinhe todas outras estratégias como SEO, prospecção de leads, email marketing, links patrocinados, experiência do usuário, marketing pessoal.

Todas essas vertentes devem ser trabalhadas de forma conjunta, com o objetivo de criar uma marca forte, robusta, confiável e bem sucedida.

Aprendeu tudo sobre marketing pessoal?

Nós da Jivo, esperamos que nosso artigo, tenha te auxiliado a entender melhor todos os conceitos relacionados a marketing pessoal, e como, de maneira eficiente, buscar técnicas e oportunidades para trabalhá-lo e crescer sua marca.

Início Blog Marketing Marketing Pessoal: 14 dicas sobre como fazer
Se você curtiu esse artigo você também pode gostar desses ...
Comece a usar o JivoChat hoje!
Gostou do que leu?
Cadastre-se e teste o JivoChat agora mesmo!
É grátis e só leva alguns minutos para fazer o download