7 Estratégias de conteúdo para planejar um lançamento de produto

Índice

O lançamento de produto é um momento empolgante e desafiador para qualquer empresa. É nesse momento que todas as equipes precisam unir forças para lançar um novo produto no mercado e torná-lo um sucesso.

A lista de tarefas inclui a definição de posicionamento e tom de voz, comunicação com as partes interessadas e equipes, organização de atividades, criação de conteúdo e muito mais. 

Uma estratégia de lançamento de produto altamente visual ajuda a concluir essas tarefas com mais eficiência, antecipar o resultado, coletar feedback valioso dos primeiros clientes e construir o reconhecimento da marca.

A seguir vamos apresentar dicas práticas sobre como usar a comunicação visual para planejar e comunicar um lançamento de produto.

Por que usar recursos visuais?

O lançamento de um produto precisa ser planejado com meses de antecedência. Organizar tarefas, prazos, metas, recursos e manter todos no mesmo andamento é um desafio, mas você pode tornar isso mais fácil usando recursos visuais para definir estratégias.

Os recursos visuais são excelentes para manter todas as atividades sob controle, monitorar o progresso e ajudar as equipes a trabalharem para um objetivo único. Quando se trata de envolver seu público-alvo, gerar leads e promover seu produto, os recursos visuais ajudarão a otimizar a sua estratégia de conteúdo, além de tornar a avaliação de desempenho mais objetiva, 

Veja a seguir como usar recursos visuais para atingir esses objetivos.

1. Conheça seus clientes

Um relatório recente da Salesforce mostrou que apenas 37% dos clientes acham que as marcas geralmente demonstram empatia, mas 66% também disseram que esperam que as empresas entendam suas necessidades e expectativas. 

Além disso, 80% dos clientes acreditam que a experiência proporcionada por uma empresa é tão importante quanto os seus produtos. Isso significa que a maioria das empresas está errando o foco quando se trata de agradar o público, e desenvolver uma comunicação mais pessoal com o público é algo que precisa ser destacado no seu plano de negócios e planejado a partir de personas bem definidas.

Mas quando você tem um público-alvo diversificado e precisa compartilhar conteúdo para envolver as pessoas em vários canais, como oferecer experiências personalizadas?

Para conquistar a fidelidade dos clientes, você deve definir uma voz para seu marketing de conteúdo de acordo com suas expectativas e necessidades. Mas muitas vezes os profissionais de marketing idealizam as personas, que acabam não se adequando aos desejos de seus clientes reais.

É por isso que criar personas de usuário bem definidas é uma etapa fundamental ao planejar o lançamento de um produto. Para criar personas mais realistas, considere torná-las visuais e diversificadas. Vamos ver como fazer isso.

O que é uma persona visual?

Uma persona visual é geralmente apresentada como um infográfico contendo uma breve introdução, foto, gráficos, ícones e tabelas para apresentar os usuários de acordo com dados demográficos e psicográficos. Esses elementos de design facilitam a definição de traços de personalidade, como introvertido versus extrovertido, pensamento versus sentimento e assim por diante:

Infográfico de persona virtual

Essas informações irão ajudá-lo a definir a voz da comunicação de seu produto com mais precisão e tornar mais fácil para seus criadores de conteúdo entenderem as características de seu público-alvo. 

Dicas para criar uma personalidade visual

Dê um nome às suas personas 

Atribuir um nome às suas personas ajudará você a considerá-las pessoas reais.

Pesquise motivações e pontos de dor 

Quais são suas motivações, necessidades, desejos, pontos de dor? Como seu produto pode ajudá-los com isso? 

Destaque a diferença

Se você pretende criar diversas personas visuais, elas devem ter diferentes necessidades e motivações. Para tornar suas campanhas devidamente segmentadas, vale a pena destacar as diferenças entre suas personas. E você pode destacar diferenças e fazer comparações apresentando suas personas em uma folha de comparação ou infográfico.

Redes sociais e uso de tecnologia  

As plataformas favoritas das personas devem ser incluídas. Digamos que você tenha uma persona bem definida, mas não saiba onde encontrá-la. Não ajuda muito, certo?

Definir o canal de mídia social favorito de cada pessoa e as preferências de tecnologia ajudará você a definir o tom de seu conteúdo para cada canal e evitar perda de tempo.

Incluir um parágrafo de introdução  

Os recursos visuais são ótimos para comunicar de uma forma envolvente e memorável. Ainda assim, precisamos de alguma contextualização, portanto, adicionar um breve parágrafo de introdução ajudará a contar uma história real e convincente. Mantenha-o curto e direto ao ponto.

Outros fatores importantes a serem incluídos:

  • Localização geográfica;
  • Faixa salarial;
  • Idade;
  • Objetivos que seu produto não impactará;
  • Metas que seu produto terá impacto;
  • Marcas favoritas;
  • Interesses;
  • Aspectos relacionados ao seu produto: digamos que você esteja lançando uma marca de café premium. Nesse caso, faz sentido incluir os métodos de preparação de café e grãos favoritos de sua persona.

Use modelos

Criar uma persona visual do zero pode parecer difícil, e a sua tarefa será muito mais fácil se você contar com os templates gratuitos que você encontra na internet. Os modelos permitem que você personalize textos, ícones, imagens, gráficos, barras, fontes, etc.  

2. Planejando o lançamento de um produto

Ao planejar o lançamento de seu produto, você precisará definir metas e prazos para concluir tarefas e atingir marcos. A maneira mais fácil de fazer isso de uma forma útil para todas as equipes envolvidas é criar uma linha do tempo para planejar eventos em um futuro distante, apresentar uma visão geral das programações e destacar informações e pontos críticos.

Veja esta linha do tempo para ter uma ideia de como funciona:

Infográfico de planejamento de lançamento de um produto

Roadmap de produto

Assim como os cronogramas, os roadmaps são poderosos para organizar e apresentar prazos, equipes responsáveis por cada tarefa e metas. A principal diferença é que os roadmaps, ou roteiros, definem as metas e são adequados à natureza de constante mudança da gestão de projetos, definindo tarefas, recursos, prazos e funções.

Resumindo, os roadmaps são excelentes para:

  • Definir prioridades e metas de alto nível para cada período;
  • Acompanhar o progresso;
  • Manter equipes e processos sob controle;
  • Coordenar atividades entre equipes;
  • Promover a comunicação entre as equipes;
  • Alinhar departamentos em uma organização.

Um roadmap deve ser facilmente personalizável e editável para acompanhar a evolução constante dos processos, para que você possa contar com modelos para destacar cronogramas, planos e atividades mais importantes. Veja um exemplo:

Pipeline de lançamento de um produto

Ao criar seu roadmap, tenha em mente seu público-alvo e o quão longe no futuro você deseja planejar. Algumas partes interessadas, por exemplo, podem precisar apenas de uma visão geral, enquanto os gerentes e líderes de equipe precisam de cronogramas e metas precisas para cada período.

Com um roadmap de produto bem projetado, você pode mostrar no que cada equipe ou indivíduo está trabalhando, desde o planejamento de um conteúdo até a implementação de um produto totalmente novo.

Enquanto os roadmaps de produto são representados por um gráfico de Gantt, como o mostrado acima, os mapas de estratégia de marketing de conteúdo são mais diretos. Assim como este mapa mental que se estende por um ano, estabeleça metas de alto nível para cada bloco de tempo e táticas abrangentes para atingir essas metas: 

Cronograma de planejamento de um novo produto

3. Use mapas mentais para organizar atividades e ideias

Mapas mentais são excelentes para brainstorming, delineando estratégias, organizando projetos e conectando conceitos. Você também pode usar mapas mentais para melhorar a comunicação interna e externa. Veja este mapa mental de lançamento de produto, por exemplo, que apresenta visualmente objetivos, métricas e canais de marketing à vista.

Exemplo de mapa mental

Mapas mentais irão ajudá-lo a desenvolver uma estratégia de comunicação eficiente e definir um calendário editorial para o marketing de conteúdo. Ao fazer um brainstorming, você pode criar seu mapa a partir do conceito central no centro, ramificar ideias secundárias e adicionar marcadores para definir tarefas, equipes e ferramentas. Assim como neste mapa mental de estratégia de marketing:

Mapa mental detalhado para lançamentos

4. Comunicação visual para gerar leads 

Antes de começar a criar conteúdo para promover seu produto, é útil ter um plano para cada estágio da jornada do cliente para ajudá-lo a definir e entregar o material certo para o seu público em cada estágio do funil de vendas.

Veja um exemplo de mapa da jornada do cliente:

Um mapa mental da jornada do cliente como o acima o ajudará a organizar sua estratégia de conteúdo com um plano promocional, definir objetivos e táticas para cada estágio de venda de funil. Seu plano promocional deve definir que tipo de conteúdo você criará para cada canal ou plataforma de acordo com sua persona de usuário. Veja um exemplo:

Exemplo de jornada de consumidor para um negócio B2B

5. Engajamento nas redes sociais

As imagens comunicam de maneira mais atraente do que as palavras, e isso é especialmente verdadeiro quando se trata de redes sociais. Portanto, você precisa de conteúdo visual único e impactante para ter sucesso nesse meio.

Os infográficos são ótimos para envolver o público nas redes sociais porque comunicam mesmo dados complexos de uma forma memorável e visualmente atraente. Você pode criar infográficos facilmente e usá-los, por exemplo, para adaptar os conteúdos de alto desempenho do seu blog. 

Tudo que você precisa fazer é verificar no Google Analytics e descobrir o que mais atrai mais o público em seu blog. Provavelmente, as pessoas nas suas redes sociais também acharão isso interessante.

Transformar conteúdo de formato longo em infográficos é uma iniciativa que economiza tempo e impulsiona a sua estratégia de marketing, pois ajuda a aumentar o engajamento nas redes sociais e direciona mais tráfego para seu blog.

plo de um infográfico de mídia social simples, mas envolvente e memorável:

6. Newsletters

Com relação ao e-mail marketing, os leitores estão mais propensos a se envolver com imagens, como ilustrações, gráficos, ícones e tabelas do que com mensagens meramente textuais.

Você pode enviar muitas informações em um e-mail, mas considere transformá-las em infográficos ou, pelo menos, seus pontos-chave como um resumo para chamar a atenção para sua mensagem. 

Tornar suas newsletters mais visuais economizará tempo do público e evitará que ele fique entediado e marque a sua conta como spam. Além disso, ao usar recursos visuais bem projetados você garante que pelo menos as suas informações principais sejam assimiladas.

Newsletters atraentes também são ótimas para obter feedback dos primeiros clientes a fim de fazer melhorias em seu produto. 

7. Mostre o valor do seu produto com infográficos de comparação

Os profissionais de marketing usam os infográficos de comparação porque as pessoas às vezes têm dificuldade em decidir entre os diversos produtos que uma empresa oferece. Ao apresentar as características de um produto lado a lado, os infográficos de comparação ajudam os clientes a tomar uma decisão rápida e com confiança.

Veja a seguir como dois produtos semelhantes têm seus diferentes recursos destacados quando enfrentados lado a lado:

Infográfico de comparação entre Keurig e Tassimo

Há um uso não tão comum para infográficos de comparação que você pode usar ao planejar um lançamento de produto: descobrir o que torna seu produto único e como ele pode se destacar da concorrência.

Você pode ter insights valiosos comparando recursos para descobrir aspectos importantes para destacar e direcionar o conteúdo para esses pontos.

Digamos que você esteja lançando um smartphone. O que você destacaria?

Imagine que o seu objetivo fosse apresentar o maior armazenamento e o telefone mais leve do mercado. Mas acontece que seu concorrente tinha uma ideia mais ambiciosa e apresentou um capacidade de armazenamento maior. Ao comparar recursos, você pode descobrir que seu produto vence a concorrência em outros pontos, como ter melhor resolução ou uma tela maior, por exemplo. Veja um exemplo de comparação entre produtos de duas marcas:

Infográfico de comparação entre Iphone XS e Samsung Galaxy S10

Então, ao promover seu produto, mesmo que não fosse o objetivo inicial, pode ser uma boa ideia destacar a melhor experiência de digitação e leitura ou melhores fotos e vídeos, por exemplo.

Conclusão

Os recursos visuais podem tornar um plano de lançamento de produto direto, claro e eficaz, com metas mensuráveis ​​e tarefas bem definidas. 

Os recursos visuais o ajudarão a organizar ideias e planejar a sua estratégia de conteúdo para promover o lançamento de produto. Lembre-se de que você precisará rever seu plano ao longo do tempo, analisar o andamento das atividades e adaptar objetivos para alinhar as expectativas com o desempenho das equipes.

Início Blog Marketing 7 Estratégias de conteúdo para planejar um lançamento de produto
Se você curtiu esse artigo você também pode gostar desses ...
Comece a usar o JivoChat hoje!
Gostou do que leu?
Cadastre-se e teste o JivoChat agora mesmo!
É grátis e só leva alguns minutos para fazer o download