Reaproveitamento de conteúdo: Saiba como fazer para impulsionar a sua estratégia de marketing

Índice

Criar conteúdo consome tempo e recursos. É preciso envolver equipes para encontrar assuntos interessantes, pesquisar e criar materiais novos. Mas realmente é preciso passar por todo esse processo para cada conteúdo que você deseja publicar em blogs, redes sociais, newsletters e outros canais? A resposta é não. Você pode fazer mais com menos, e é aqui que o reaproveitamento de conteúdo entra.

Às vezes um determinado conteúdo gera engajamento com uma pequena parte do seu público-alvo. Isso porque nem todos estão no canal que você escolheu para publicá-lo. Quando você adapta um conteúdo e o compartilha em diversos canais, você encontra o seu público onde ele está.

Quer saber como adaptar conteúdos para impulsionar a sua estratégia de redes sociais? Continue lendo para encontrar dicas práticas para reaproveitar conteúdo e potencializar o seu marketing de conteúdo. 

O que é reaproveitar conteúdo

Selecionar pontos-chave de um conteúdo existente, apresentá-los sob novos formatos e promover essas novas versões em diversos canais é a definição de reaproveitar conteúdo. Longe de ser algo de pouco valor ou feito apenas para economizar tempo, essa prática ajuda a criar uma estratégia de marketing de conteúdo coesa e atingir diversos públicos com o seu melhor material.  

Há inúmeras possibilidades para adaptar conteúdos, como transformar uma postagem de blog em um infográfico, um relatório em um eBook, um vídeo tutorial em um fluxograma, e assim por diante. Dessa forma, cada canal em que você publica determinado conteúdo ajuda a impulsionar o engajamento dos outros. 

Por exemplo, se você readaptar um eBook em um infográfico para Instagram, esse recurso visual vai atrair o interesse do seu público da rede social para a landing page onde é possível baixar o conteúdo original e completo

Mas antes de aprofundar os tipos de conteúdos, vamos ver como encontrar quais valem a pena adaptar para diversos canais. 

Como encontrar o melhor conteúdo 

Há diversas ferramentas disponíveis para ajudar a encontrar os conteúdos que têm o melhor desempenho com o seu público, e os mais adequados dependem de onde você está procurando e onde você quer compartilhar. Se você está procurando as publicações de maior sucesso no seu blog, você pode usar o Google Analytics ou Ahrefs. Se você vai partir de um post nas redes sociais, cada uma tem as suas próprias ferramentas para analisar o engajamento. 

Outra maneira é pesquisar no Google Trends para encontrar tópicos populares no seu ramo de atuação e depois fazer uma pesquisa no seu próprio conteúdo para descobrir quais assuntos você já abordou anteriormente. 

Dividindo conteúdos de formato longo 

Assim que você tiver encontrado conteúdo de relevância para o seu público em determinado canal, você pode começar a planejar como adaptá-lo em diferentes formatos para aumentar o engajamento nas redes sociais, impulsionar o tráfego para o seu site e gerar leads. 

Transforme eBooks e posts de blog em infográficos

Ao adaptar conteúdo de blogs e eBooks para infográficos, você tem algumas opções: resumir o conteúdo inteiro em um infográfico longo ou apenas uma seção em um infográfico curto. Uma terceira alternativa é resumir os pontos principais do conteúdo inteiro e criar um carrossel de imagens. 

A primeira opção faz mais sentido se você quer novo conteúdo para uma newsletter ou um novo post para o blog, enquanto a segunda e a terceira são as ideais para redes sociais.

Para ter uma ideia clara de como os infográficos são ótimos para comunicar informações e contar uma história de forma atraente, veja este abaixo, com dados das Nações Unidas:

Infográfico sobre trabalho infantil

Aqui, ícones, gráficos, cores, ilustrações, fontes e formas destacam as informações e chamam a atenção para os fatos de uma forma que atrai o interesse do leitor e o faz querer saber a história inteira.

Este tipo de infográfico tende a ser muito compartilhado devido ao seu apelo visual e informações abrangentes. Além disso, quando um infográfico contém muitos dados e os apresenta de forma atraente, é provável que o público o favorite e salve a sua publicação para vê-la novamente mais tarde, o que é um dos principais fatores para os algorítimos considerarem o seu perfil relevante. 

Você também pode criar novas versões dos seus infográficos longos para impulsionar o engajamento nas redes sociais. Veja este carrossel para Instagram, por exemplo, que resume um infográfico longo criado para uma postagem de blog: 

Infográfico como lidar com stress durante uma crise

Para ter uma ideia mais clara de como isso funciona, veja o infográfico original, criado a partir de um artigo sobre como lidar com o estresse, mas que seria inadequeado para uma postagem única no Instagram:

Continuação do infográfico como lidar com stress durante uma crise

Os recursos visuais como gráficos, mapas conceituais, linhas do tempo, diagramas e fluxogramas são ótimas formas de gerar interesse para conteúdos longos, podendo funcionar como uma espécia de trailer de filmes. 

Às vezes, o público não percebe de imediato o valor de um eBook, por exemplo. Se você apresentar os pontos principais e fornecer informações relevantes de forma rápida de assimilar, as chances de fazer com que o público queira fazer o download são muito maiores. Dessa forma, você também usa as redes sociais para gerar mais leads, aumentar o público das suas newsletters e aumentar o tráfego no seu blog ou e-commerce.

Para criar infográficos a partir de um eBook, uma boa prática é dividir o conteúdo por capítulos ou assunto, para não sobrecarregar o visual com informações demais. Assim, você pode criar um infográfico para cada tema ou seção do seu eBook e compartilhá-los aos poucos para atrair o interesse da sua audiência ou como um carrossel de imagens. 

Como criar um infográfico

Este infográfico resume o capítulo 4 de um livro sobre como criar infográficos. Outra opção é criar um infográfico longo para resumir o conteúdo completo do eBook, neste caso idealmente para compartilhar em uma newsletter ou ilustrar uma postagem de blog, ou um infográfico apenas com um ponto importante, como este abaixo: 

Como criar um job aid

Como criar um infográfico

De acordo com estatísticas de marketing de conteúdo visual, gráficos são o tipo mais efetivo de recurso visual. E a boa notícia é que criar qualquer tipo de gráfico é algo muito simples hoje em dia. 

O primeiro passo é organizar as informações de acordo com assuntos e selecionar citações, estatísticas, listas e dicas e encontrar um template que combine com o conteúdo em termos de estilo e volume de dados.

Escolher o template adequado é fundamental, já que há basicamente diversos tipos de gráficos. Então antes de começar a ver como criar infográficos, vale a pena entender quais são os principais tipos e para quais fins são mais adequados:

  • Infográficos de linha do tempo, ou cronogramas, são ótimos para representar mudanças ao longo de um período determinado; 
  • Infográficos estatísticos apresentam dados através de gráficos, tabelas e listas;
  • Um mapa conceitual ilustra ideias e conceitos, e ajuda a relacioná-los;
  • Infográficos de comparação mostra visualmente as semelhanças e diferenças entre produtos, conceitos e serviços;
  • Infográfico de lista, ou checklist, ajudam o público a lembrar de etapas ou tarefas a serem concluídas para determinado objetivo;
  • Fluxograma: ideal para simplificar processos que envolvem diversas etapas.

\ Ao visualizar uma galeria de templares, você vai intuitivamente saber quais servem melhor para comunicar as informações que você quer transmitir. Por isso, não é preciso memorizar todos os tipos de gráficos, o importante é saber que existem categorias e ter uma ideia básica a respeito delas para encontrar rapidamente o modelo que você precisa.

Veja como criar infográficos em cinco passos simples:

1. Defina objetivos 

Comece por determinar onde você quer compartilhar o infográfico e o volume de informações que pretende apresentar. É apenas uma visão geral de um assunto, dicas sobre como simplificar um processo complexo, apresentar dados ou resumir um artigo? 

2. Organize os dados

Criar um infográfico a partir do conteúdo existente é mais simples do que começar do zero, pois você já sabe o que deseja comunicar e possui os dados de que precisa. Você só precisa organizar e resumir as informações. Tente encontrar as informações principais, os pontos-chave, dados mais relevantes, curiosidades e agrupe por afinidade ou tipo de dado.

3. Crie seu infográfico usando um modelo

Escolha um modelo de acordo com sua estrutura e, nesta etapa, esqueça as cores, fontes e todos os elementos de design, já que você vai customizar esses elementos mais tarde.

4. Adicione estilo ao seu infográfico

Para tornar seu infográfico agradável e claro, agora é hora de brincar com os elementos de design. Os modelos permitem que você personalize cores, fontes, ícones, imagens e formas para organizar suas informações e chamar a atenção para os pontos principais. Veja , por exemplo, como você pode tornar sua mensagem mais impactante apenas alterando as cores e adicionando formas:

Como melhorar um infográfico

Transforme podcasts e blogs em vídeos para redes sociais

Incluir vídeos curtos na sua estratégia de marketing torna mais fácil reaproveitar conteúdos como webinars e podcasts. Compartilhar pequenas porcões dos momentos mais impactantes de um podcast em formato de vídeo com legendas e gráficos é uma ótima alternativa para apresentar novos conteúdos para parte do seu público que ainda não está adaptado ouvir este tipo de programa. 

Além de aumentar a audiência dos seus podcasts, isso é um recurso que vai gerar conteúdo relevante para suas redes sociais com muito pouco tempo e recursos necessários. 

O que é ótimo sobre esse tipo de conteúdo é que você pode usar fontes e cores de marca para apresentar uma voz unificada em várias plataformas. Além disso, não requer equipe de produção, já que o áudio original, os recursos visuais e um criador de vídeo são tudo de que você precisa. E o seu público nem mesmo precisa do som para obter valor de um conteúdo como este, então o conteúdo salta aos olhos mesmo para quem está apenas rolando o feed do Instagram ou Twitter, por exemplo.

Além disso, criar um ótimo conteúdo para o seu blog pode não ser suficiente para direcionar o tráfego para o seu site. Pegar os pontos principais de um podcast ou webinar e transformá-los em vídeos curtos para compartilhar no Twitter, Instagram e Facebook, em vez de um visual estático, tornará seu conteúdo mais atraente e alcançará novos públicos.

E a boa notícia é que você pode transformar esses conteúdos em vídeos sem precisar de câmeras ou uma agência de produção de vídeo. Vamos ver como.

  • Defina metas para seu vídeo e onde deseja compartilhá-lo. Vídeos para o feed do Instagram não devem ter mais de um minuto, por exemplo.
  • Tente ser o mais breve possível. Vídeos com até dois minutos de duração tendem a ter maior engajamento, de acordo com estatísticas de marketing de vídeo. Se você estiver transformando um conteúdo de formato longo em um vídeo, considere a criar um vídeo curto para cada tópico;
  •  Se necessário, pesquise estatísticas e números para tornar seu vídeo mais impactante;
  • Destaque as informações mais importantes,  interessantes e divertidas;
  • Crie um vídeo de apresentação de slides, para que suas palavras tenham suporte visual e sejam convincentes e fáceis de entender;
  • Apresente citações, dados e estatísticas de uma forma visualmente atraente. Use gráficos, tabelas, ícones, mapas mentais para tornar sua mensagem memorável;
  • Use um criador de vídeo online ou software para reunir seus slides, adicionar narração ou música. O Lumen5 oferece uma opção gratuita tão boa quanto a versão paga, com a única desvantagem de uma resolução mais baixa, o que não é um problema para a maioria dos usuários, especialmente quando se trata de vídeos de apresentação de slides.

 

Conclusão

Incluir conteúdo adaptado em sua estratégia é uma iniciativa que vai potencializar os seus esforços de marketing. Quando você reaproveita o conteúdo que as pessoas já gostam, você economiza tempo e concentra sua energia nos tópicos mais envolventes. Além disso, leva a uma estratégia mais coesa, pois todos os canais que você usa em sua estratégia se apoiam mutuamente, o que fará com que seu conteúdo alcance um público mais amplo.

Se você deseja começar a redirecionar o conteúdo, os infográficos são de tamanho único. Você pode usá-los em qualquer lugar, de blogs e postagens de mídia social a e-books e relatórios.

\ Transforme um artigo, um vídeo, um webinar ou um podcast em recursos visuais para redes sociais para impulsionar o engajamento e economizar tempo. Lembre-se: comece com o conteúdo relevante que você já tem, e cada vez que criar materiais pense em como eles podem ser adaptados para outros formatos.

Início Blog Marketing Reaproveitamento de conteúdo: Saiba como fazer para impulsionar a sua estratégia de marketing
Se você curtiu esse artigo você também pode gostar desses ...
Comece a usar o JivoChat hoje!
Gostou do que leu?
Cadastre-se e teste o JivoChat agora mesmo!
É grátis e só leva alguns minutos para fazer o download