Como saber se meu WhatsApp foi clonado?

Índice

Usado por mais de 120 milhões de brasileiros, e presente integralmente no dia-a-dia de muitas pessoas. O WhatsApp é um dos aplicativos de mensagens mais populares do Brasil, porém pode acabar se tornando muito visado por quem deseja aplicar golpes.

Como o uso é cada vez maior, seja nos smartphones ou pelo computador com o WhatsApp Web, cresce também a preocupação com a integridade do seu aplicativo, o medo de que ele possa ser clonado ou hackeado.

Entretanto, é possível saber se o seu WhatsApp foi clonado, por isso preparamos um guia com algumas dicas para evitar que isso aconteça e saber o que fazer caso aconteça com você.

Como saber se meu WhatsApp foi clonado?

Dificilmente o seu WhatsApp vai ser efetivamente clonado sem que você desconfie. Pois é praticamente impossível utilizar o mesmo número em dois celulares ao mesmo tempo, caso alguém acesse a sua conta você deve receber um aviso de que o número está sendo usado.

Entretanto, apesar do aplicativo não funcionar em dois celulares ao mesmo tempo, é possível acessá-lo ao mesmo tempo pela versão web. Então é importante verificar as sessões ativas da sua conta e verificar se não tem nenhuma atividade estranha.

1. Aviso de conta clonada do WhatsApp

Caso tenha recebido o aviso de que seu número está sendo utilizado em outro celular, você pode clicar em “Confirmar” e autenticar novamente o seu número e ativar novamente o WhatsApp no seu smartphone.

2. Atividade estranha na sua conta

Caso você perceba alguma coisa estranha na sua conta, como: uma mensagem que você não enviou, uma mensagem que você já visualizou mas não recebeu nenhuma notificação, ou um áudio que não escutou mas está marcado como visto.

Alguns desses sinais podem indicar alguma falha no aplicativo, mas o seu comportamento recorrente pode indicar que alguém está tendo acesso a suas mensagens de outro lugar. O mais comum é pensar que o WhatsApp Web está conectado em algum computador.

O WhatsApp Web ou Desktop só funciona enquanto estiver conectado à internet, espelhando o conteúdo do seu aplicativo. Porém é possível visualizar onde o WhatsApp Web está conectado, entrando em Configurações e clicando em WhatsApp Web.

Por questões de segurança, é recomendado clicar em “Sair de todos os computadores” pelo menos uma vez ao mês para garantir que ninguém tenha acesso a suas conversas sem autorização, e evitar abrir a versão Web no computador de outras pessoas.

3. Cuidado com aplicativos espiões

É importante ficar atento a quaisquer atividades suspeitas de softwares desconhecidos no seu smartphone, pois é possível que pessoas mal-intencionadas utilizem aplicativos espiões que acessam suas ligações e mensagens do WhatsApp.

Como proteger o meu WhatsApp?

Para evitar que o seu WhatsApp seja clonado, separamos algumas dicas de segurança para te ajudar a proteger a sua conta.

4. Verificação em duas etapas

Uma forma de proteger a sua conta do WhatsApp é ativando a verificação de duas etapas, você define um código de segurança de 6 dígitos que é pedido toda vez que realiza um login no aplicativo.

Para fazer isso é bem simples, basta entrar no aplicativo e ir nas configurações e clicar em “Conta”, em seguida clique em “Verificação em duas etapas”. Ao clicar, insira um PIN e um endereço de e-mail para recuperar a conta caso você esqueça desse PIN.

5. Nunca instale versões não oficiais do WhatsApp

Cuidado ao instalar versões alternativas do WhatsApp. Acaba sendo muito atraente por ter funções a mais para o aplicativo, porém a sua distribuição não é através das lojas oficiais de aplicativos.

6. Cadastre biometria ou reconhecimento facial

Atualmente todos os smartphones possuem algum mecanismo de segurança por biometria ou reconhecimento facial. E para aumentar a sua segurança é importante ativar esses tipos de recurso.

Este recurso pode ser habilitado direto nas configurações do WhatsApp e definir quanto tempo o aplicativo será bloqueado, e ao abrir novamente será solicitado o desbloqueio por impressões digitais ou reconhecimento facial.

7. Mensagens ou ligações desconhecidas

Diversos golpistas tentam se passar por empresas para aplicar o golpe nas vítimas. Porém, esses criminosos costumam cometer erros gramaticais e uma linguagem mais informal. O que acaba não sendo muito comum para o contato das empresas.

Portanto, sempre desconfie de chamadas ou mensagens de números desconhecidos. Além disso, nunca solicitam o seu código de confirmação do WhatsApp, essa informação é sigilosa e somente o usuário tem acesso.

Imagem com a logo do WhatsApp ao fundo e uma mão desfocada segurando uma chave

Meu WhatsApp foi clonado, o que fazer?

Mesmo tomando os cuidados, você tenha certeza que o seu WhatsApp foi clonado, existem alguns procedimentos para você recuperar o seu aplicativo.

Uma das maneiras é deletar totalmente o aplicativo do seu smartphone e instalá-lo novamente, a partir daí será necessário cadastrar novamente o seu número e assim que acessar o aplicativo, você recupera as suas conversas que foram salvas no backup.

Outra maneira é entrando em contato com o suporte do WhatsApp através do e-mail support@whatsapp.com, escrevendo “Perdido/Roubado: Por favor, desative minha conta” e incluindo o número do telefone no formato internacional (com o +55).

Fazendo isso, sua conta será desativada, e o WhatsApp garante que as mensagens recebidas durante 30 dias serão armazenadas.

Também é muito importante alertar os seus amigos e familiares que sua conta foi clonada, para que eles não mandem mensagens e assim evitando futuros golpes.

Meu celular foi clonado?

Além de ficar atento aos golpes no WhatsApp, é importante ficar em alerta sobre outro golpe comum aplicado, que é a clonagem do chip do celular.

É uma tática comum onde o golpista possui o número de celular e outras informações da vítima, e se passa por ela fingindo que seu aparelho foi roubado ou perdido e consegue vincular o número antigo em um novo cartão SIM.

Com isso o criminoso passa a receber mensagens e ligações da vítima, além de ter acesso a lista de contatos e códigos de verificação via SMS. Com esse recurso, ele consegue recuperar senhas e acessar aplicativos bancários e redes sociais, por exemplo.

Outra forma de clonagem de celular que precisa de atenção é por meio de aplicativos espiões. Uma pessoa mal intencionada que tenha acesso ao seu dispositivo faz o download de algum aplicativo que consegue ver tudo que acontece no celular da vítima.

Como saber se meu celular foi clonado

Cheque seu smartphone: Caso você desconfie que o seu celular foi clonado, verifique se você conhece todos os aplicativos baixados e veja quais tem acesso a sua câmera, GPS e microfone, por exemplo.

Atenção com a sua linha de celular: Caso você perceba sinal cortado ou ligações com muito chiado, pode ser um sinal de que seu chip foi clonado. Em caso de dúvidas, entre em contato com a empresa da linha telefônica e explique a situação.

Descobriu como saber se seu WhatsApp foi clonado?

Esperamos que esse guia tenha te ajudado a descobrir se o seu WhatsApp foi clonado e a evitar possibilidades de golpes pelo aplicativo.

Não deixe de conferir o nosso artigo para aprender a ter dois WhatsApp.

Início Blog Ferramentas Como saber se meu WhatsApp foi clonado?
Se você curtiu esse artigo você também pode gostar desses ...
Comece a usar o JivoChat hoje!
Gostou do que leu?
Cadastre-se e teste o JivoChat agora mesmo!
É grátis e só leva alguns minutos para fazer o download