Diferenças Entre Marketplace e Ecommerce

Índice

O mercado de compras online tem crescido consideravelmente nos últimos anos e com esse crescimento, também tem se diversificado bastante as formas de comprar no meio digital. Dentre essas variadas maneiras de comprar, estão o marketplace e o ecommerce. Essas são palavras que nós já ouvimos falar, mas que por vezes ainda encontramos dificuldade para entender com mais profundidade o que significa cada uma, quais as principais diferenças e a melhor opção para o seu negócio.

O ecommerce

O ecommerce é uma loja online onde a marca vende seus produtos, cuidando de todas as etapas, desde a compra até a entrega. A loja só vende ao consumidor o que a marca tem em seu estoque ou que faz parte do seu catálogo de produtos.

O marketplace

Já o marketplace são diferentes plataformas online que reúnem produtos de inúmeras lojas, oferecendo itens muito mais variados. É uma ideia muito similar aos shoppings centers que conhecemos. Podemos ter duas entradas dentro desse tipo de plataforma: o acesso do lojista e o acesso do cliente. Assim, o vendedor pode cuidar da sua loja online dentro da plataforma e na outra ponta, o consumidor visitar a loja que achar interessante. Além dessa principal distinção, a maneira que se apresentam um ecommerce e um marketplace, existem inúmeras diferenças entre ambas as operações. Entre as principais diferenças entre ambas as operações temos, logística, investimento, segurança, alcance, entre outros, como você pode ver abaixo:

Logística

Para manter uma loja online funcionando, também é necessário manter as demandas de uma loja comum, offline. Ou seja, processos como armazenamento, a separação e o envio das mercadorias. Enquanto isso, o marketplace não envolve a logística das lojas. Isso ocorre justamente por ele ser um intermediário entre o consumidor e a loja.

Investimento

Ao montar um ecommerce próprio, você é responsável por todas as etapas de implantação de processos desde o início. Portanto, além do investimento financeiro em todas essas etapas, você precisará definir uma estratégia de marketing para conseguir atrair o seu público alvo, comercializar os seus produtos e pagar o seu investimento inicial. E esse retorno financeiro pode demorar. Já no marketplace, a plataforma é a responsável pela atração dos consumidores. Logo, toda a estratégia de marketing é responsabilidade da plataforma. O investimento do “lojista” seria na manutenção do contrato para estar dentro daquela plataforma, normalmente baseado em um contrato de recorrência.

Leia também: 5 Sinais Que Indicam a Hora de Investir no Chat Online

image alt text

Forma de pagamento

A mesma lógica utilizada para diferenciar o investimento em um ecommerce do investimento em um marketplace se aplica às formas de pagamento.

As formas de pagamento evoluem o tempo todo. Entretanto, se você é um empreendedor individual pagará valores bastante diferentes para poder utilizar cada uma delas. Contudo, como parte de um marketplace, todos esses valores costumam já estarem incluídos nas mensalidades pagas.

Alcance

A maior vantagem do marketplace perante o ecommerce está no alcance. Um ecommerce precisa investir muito em estratégias de marketing digital para conseguir atrair um público qualificado para o seu espaço online.

Um marketplace por conta própria já tem um poder de atração muito maior. Tanto por apresentar um acervo muito maior de itens disponíveis a venda, quanto por ter um financeiro normalmente bem maior do que o de um empreendedor individual.

Segurança

Uma condição que costuma levantar bastante preocupação dos empreendedores, é a necessidade de investir em soluções digitais criptografadas. A segurança online, seja nos desktops ou nos dispositivos móveis, está evoluindo à todo instante e por isso, requer um colaborador com expertise para desenvolver as funções necessárias. E normalmente, requer um investimento alto tanto na contratação desse funcionário quanto para arquitetar a rede estrutural de segurança. Já no marketplace, essa é uma das responsabilidades da empresa responsável pela administração da plataforma online.

Concorrência

No ecommerce, a sua marca é a única naquele site. Todo o esforço de marketing e vendas é focado exclusivamente em uma marca. Enquanto que no marketplace, inúmeras marcas ocupam o mesmo espaço, assim como na alusão ao shopping que fizemos. Portanto, no ecommerce pode ser mais simples fazer com que o cliente seja fiel à sua marca e retorne ao seu site. Ao passo que no marketplace, a concorrência está apresentando os seus produtos/serviços lado a lado com os seus. Nesse caso, é necessário estruturar esforços voltados à atrair o cliente para o seu produto naquela vitrine que é a plataforma, diferenciando-o dos seu concorrentes. Além de desenvolver técnicas de comunicação que façam o cliente continuar comprando e consumindo o seu produto/serviço ao invés de outra marca.

Marketplace ou ecommerce

A fim de entender a melhor opção para a sua empresa, avaliamos as principais diferenças do modelo de negócio de um marketplace ou ecommerce, como concorrência, segurança e alcance e o impacto dessas diferenças em ambos os formatos. É indispensável perceber que para concluir qual o melhor caminho para o seu negócio, é preciso avaliar todo o seu planejamento e entender as características do seu empreendimento. Só assim, conseguiremos saber se o melhor investimento no momento atual do seu negócio será em um ecommerce ou em um marketplace, uma vez que cada um irá requerer esforços financeiros, de marketing e logística completamente diferentes. Se você ainda não estruturou o plano de negócios da sua empresa, é muito importante que desenvolva esse recurso estratégico o quanto antes. Dessa maneira, conseguirá fazer o seu negócio dar muitos passos à frente.

Início Blog Ecommerce Diferenças Entre Marketplace e Ecommerce
Se você curtiu esse artigo você também pode gostar desses ...
Comece a usar o JivoChat hoje!
Gostou do que leu?
Cadastre-se e teste o JivoChat agora mesmo!
É grátis e só leva alguns minutos para fazer o download