6 Passos para Vender Online todos os dias

Confira o que fazer para gerar novos negócios diariamente com as dicas neste conteúdo

Um dos grandes desafios da venda online é a constância. A verdade é que talvez você consiga vender um ou dois itens na internet se simplesmente colocar o produto num canal de vendas. É o que centenas de pessoas fazem para se desfazerem de produtos que não usam mais… mas vender online todos os dias? Isso requer estratégias validadas.

Uma das principais dúvidas que ouvimos no Ecommerce na Prática, a maior escola online de Ecommerce do País, é com relação a isso. Dezenas de pessoas chegam até nós todos os dias em busca de ajuda porque simplesmente não conseguem ter constância e volume de vendas.

E, sem isso, não se pode dizer que um negócio está validado.

De acordo com a nossa experiência técnica, um negócio validado precisa de 3 coisas: vendas diárias do mesmo produto por, no mínimo, 30 dias; base de clientes bem estruturada; e fluxo de caixa saudável.

Enquanto não conseguir isso, significa que seu Ecommerce precisa de ajustes urgentes. Depois, os ajustes são muito mais no sentido de otimizar e impulsionar o Ecommerce.

Para te ajudar a entender o que fazer para vender online todos os dias, nós trouxemos aqui alguns passos que não pode ignorar de jeito nenhum.

Esses passos fazem parte do método de 6 etapas que ensinamos no treinamento Ecommerce do Zero, ministrado pelo Bruno de Oliveira, que é CEO do Ecommerce na Prática e uma das maiores referências do mercado de Ecommerce no Brasil.

Continue a leitura, pois, ao longo deste artigo, vou te mostrar os passos para Vender Online todos os dias.

Como vender online todos os dias

Começar qualquer coisa do zero não é uma tarefa fácil. Vários questionamentos surgem, como: “Por onde começar?”, “Qual a melhor forma de fazer isso?”, “Com o que devo me preocupar?” ou “O que não posso esquecer?”.

Certamente, essas e mais diversas outras questão já passaram pela sua cabeça ao imaginar em ter o seu próprio negócio no Ecommerce.

Nada melhor do que dar início a um sonho sabendo que está fazendo a coisa certa, não é verdade?

É exatamente o que vamos te mostrar aqui.

Veja só o passo a passo:

1. Planejamento

A primeira etapa dessa jornada é o planejamento do negócio. Ao planejar, você precisa responder a 3 perguntas, que são os pontos base para seu planejamento.

Antes de qualquer coisa, você precisa definir o nicho de mercado que deseja atuar e o produto que vai vender no Ecommerce. Se ainda não tem ideia do que vender, vou te dar uma dica: Procure por um produto que tenha relação com você, seus gostos, hobbies… Um produto que tenha alguma conexão com a sua atmosfera.

É interessante que faça isso, pois para empreender, você precisa gostar do que está fazendo. Muitos desafios vão surgir ao longo do caminho e se estiver trabalhando com algo que não tenha o mínimo de afinidade e aptidão, as chances de desistir são muito maiores.

Quando falamos de público, a maior parte das pessoas pensa naquele “público-alvo” do marketing tradicional. Na verdade, aqui queremos que tenha uma visão mais aprofundada do cliente

Chamamos esse processo de conhecer sua persona. É muito importante que você mapeie quem é essa persona, as dores dela, anseios, desejos…

Saber quem é o sua persona é muito importante para auxiliar em absolutamente todas as decisões do seu negócio.

Até mesmo se você for confeccionar o seu próprio produto, é necessário mapear os melhores fornecedores dos materiais que vai precisar ou o produto que escolheu. Faça uma verdadeira pesquisa no Google ou converse com pessoas que já tem alguma experiência com empreendedorismo e escolha o melhor fornecedor.

Mas lembre-se: com a pandemia do Coronavírus, aprendemos que ter apenas um fornecedor é um tiro no pé.

Por exemplo: Grande parte dos fornecedores do varejo brasileiro como um todo são da China. No momento em que os chineses tiveram que fechar as portas das grandes fornecedoras adotando medidas de contenção do vírus, os produtos não chegaram ao Brasil.

Por isso, aconselhamos que não dependa apenas de 1 fornecedor e que um deles, pelo menos, esteja próximo a sua região para evitar problemas de falta de estoque.

2. Estrutura

No Ecommerce, o seu negócio também é formado por uma estrutura, assim como a loja física. Mas, por aqui, a estrutura funciona de outra forma… O que faz parte da estrutura de um negócio online? Vejamos:

Feito tudo isso, já podemos dizer que o seu negócio está bem estruturado e pronto para seguir os próximos passos.

3. Audiência

Nessa terceira etapa, você vai dedicar os seus esforços na construção de audiência na internet. Crie perfis nas principais redes sociais - Facebook e Instagram - e coloque todas as informações sobre a sua empresa.

Com esses perfis prontos, faça um planejamento das publicações que irá fazer ao longo do próximos mês, por exemplo. Essa é parte da criação de conteúdo! Os conteúdos devem ser relacionados ao nicho do seu produto e não apenas no produto em si.

Você já deve está cansado de entrar em perfis comerciais e se deparar com um feed repleto de fotos de produtos. Só isso não é o suficiente para chamar a atenção da persona.

Mostre os valores da sua marca, o propósito, os seus posicionamentos e crie conteúdo relevante para essas pessoas.

Ex: Vamos supor que você tenha uma loja de alimentos fitness. Você pode dar dicas de saúde, ensinar uma receita nutritiva, incentivar os exercícios físicos aliados a alimentação equilibrada… Mostrar o valor do seu produto e o como ele é importante para a vida daquela pessoa.

Com isso, você vai conseguir ter pessoas engajadas com a marca, compartilhando, curtindo e comentando os seus posts, o que leva a alcançar mais pessoas, além de atingir um público com alto potencial de compra.

4. Atendimento

Todo esse público que você atraiu para as suas redes sociais, grande parte, vão interagir com a sua marca e, possivelmente, dúvidas e questionamentos irão surgir…

E o que você tem que fazer? Responder tudo!

Sempre responda o seu cliente, tirando dúvidas, conversando, o que for… Mantenha um ótimo relacionamento com o seu cliente.

Existem algumas ferramentas no Ecommerce que podem facilitar o atendimento ao cliente, como por exemplo, o Jivochat - aplicativo de comunicação profissional por meio de chat online.

Além de integrar todos os canais de comunicação da sua empresa, o Jivochat permite enviar convites, gerar relatórios de desempenho, entre outras funcionalidades essenciais no dia a dia da equipe de atendimento.

O atendimento é crucial na jornada de compra do consumidor. Há muitos casos de desistência e abandono de carrinho por conta de um atendimento mal feito.

Sem contar que um cliente insatisfeito não vai te recomendar para outras pessoas, muito pelo contrário. Então, dê uma atenção para essa etapa do seu negócio para que tudo caminhe bem.

5. Vendas

Enfim, o que você tanto esperava: as vendas! Como vender e por onde colocar os produtos a venda? A sua vitrine no Ecommerce serão os principais Marketplaces do mercado. É por meio dessas plataformas que você vai começar a vender na internet.

Os marketplaces são ótimos ambientes do comércio eletrônico para quem está começando. Eles funcionam como grandes shoppings online, no qual você pode cadastrar seus produtos.

Marketplaces como Mercado Livre, B2W (Americanas.com, Submarino e Shoptime) ou Magazine Luiza, são grandes marcas consolidadas no mercados que recebem milhares de pessoas diariamente. Ou seja, o tráfego dessas plataformas é impecável! Seus clientes estão por lá.

Além do tráfego, os marketplaces oferecem diversas ferramentas que vão te ajudar a realizar as primeiras vendas. Por exemplo, o Mercado Livre possui ferramentas de logística de entrega como o Mercado Envios e um intermediador de pagamento, como o Mercado Pago.

Basicamente, tudo pronto para você começar a vendar e validar o seu negócio.

6. Impulsão

Por fim, a última etapa para alavancar as vendas e ganhar espaço no mercado é impulsionando as vendas.

Através de anúncios e conteúdos nas redes sociais, você engajar cada vez mais pessoas e levá-las para dentro do link dos seus produtos nos marketplaces para vender mais, da mesma forma que foi dito anteriormente.

A criação de conteúdo é o ponto chave para alcançar o máximo de pessoas possíveis que pode vir a ser seu mais novo cliente.

Agora é só pôr a mão na massa e colocar tudo em prática para ter um Ecommerce de Sucesso o mais breve.

Nós, do Ecommerce na Prática, podemos te ajudar ainda mais. Hoje, nossa escola é referência em Ecommerce e já apoiou a criação de crescimento de mais de 14 mil negócios online pelo Brasil.

Em nossos conteúdos e treinamentos, você vai encontrar um vasto material que está ajudando muitos brasileiros a criarem e alavancarem o próprio Ecommerce.

Este artigo foi escrito pela equipe Ecommerce na Prática.

2020/05/26

Se você curtiu esse artigo você também pode gostar desses ...

Dicas para ecommerce, conversão e suporte