5 Dicas para economizar no frete das suas vendas pela internet

Economizar no frete é uma vantagem para você e seus clientes

Economizar no frete é um objetivo compartilhado tanto por quem compra como por quem vende na internet. Afinal, os dois lados querem pagar o menor valor possível pelas entregas, né?

Mas essa tarefa não é tão simples assim! Não é de hoje que o frete representa um desafio para o desenvolvimento do e-commerce brasileiro, sendo inclusive apontado como o maior responsável pelos abandonos de carrinho.

Apesar da situação logística do país ter melhorado nos últimos anos, com mais transportadoras acostumadas a atender o comércio eletrônico, economizar no frete ainda pode ser um desafio. É por isso que reunimos 5 dicas mostrando como você pode fazer isso. Boa leitura!

1. Crie kits de produtos para economizar no frete

Essa é uma estratégia muito usada para economizar no frete. A criação de kits de produtos ajuda a diminuir a percepção que os clientes têm sobre o valor da entrega.

Apesar de não contribuir diretamente para diminuir o valor real do frete, a tática faz com que o custo do envio não seja tão representativo para quem faz a compra. Ela é útil principalmente para quem vende produtos cujo preço unitário acaba sendo similar ao valor médio do frete.

Por exemplo: se você vende canecas a R$ 20,00 e o seu frete médio custa R$ 15,00, isso significa que o envio custa 75% do preço do produto. O cliente precisaria pagar R$ 35,00 para receber apenas uma caneca da sua loja, o que é pouco atrativo.

A coisa muda de figura quando você monta kits de produtos. Digamos que você venda kits com três canecas por R$ 60,00.

O valor médio do frete não terá uma alteração significativa pelo acréscimo de dois produtos ao pacote, mas a percepção do comprador vai mudar na maioria dos casos.

Você vai concordar que, para o cliente, é mais “aceitável” pagar R$ 15,00 de frete em uma compra de R$ 60,00 do que em uma compra de R$ 20,00, né?

A questão fica nítida quando estabelecemos uma comparação direta:

Essa abordagem também combina muito bem com o gatilho mental do frete grátis.

Você pode montar um kit de produto, embutir parte do valor do frete no preço final e, com isso, criar ofertas ainda mais atrativas para o seu público. Retomando o exemplo acima, ficaria mais ou menos assim:

Kits de produtos para economizar no frete

O print exemplifica a estratégia de usar kits de produtos para diminuir a percepção que o cliente tem do preço do frete. Imagem: Mercado Livre (reprodução).

2. Trabalhe com pontos de retirada para economizar no frete

Os pontos de retirada (pick up points, em inglês) não são exatamente novidade. A ideia de comprar na internet e retirar em um ponto físico já faz parte da rotina do consumidor.

Grandes empresas brasileiras usam a estratégia há alguns anos. Via Varejo, Lojas Renner, Magazine Luiza são apenas alguns exemplos. Nos Estados Unidos e em países da Europa, então, o conceito é ainda mais difundido.

E por que os pontos de retirada ajudam a economizar no frete? Isso acontece pois eles eliminam a última milha (last mile), a etapa mais cara da entrega. Segundo um estudo da ILOS, a last mile representa 45% dos custos logísticos das empresas de e-commerce.

A última milha acaba sendo mais cara porque concentra a maioria das dificuldades do frete.

O trânsito das cidades brasileiras dificulta o trabalho das transportadoras, há áreas de difícil acesso, o destinatário muitas vezes não está no endereço para receber a encomenda, gerando a necessidade de novas tentativas… Tudo isso contribui para encarecer a entrega.

Não é difícil entender porque os pontos de retirada podem te ajudar a economizar no frete, né?

Apesar disso, implementar a estratégia pode ser desafiador para pequenos e médios vendedores, que não contam com a estrutura de lojas físicas das grandes redes.

Porém, graças ao amadurecimento do mercado logístico nacional, estão surgindo alternativas que viabilizam os pontos de retirada para vendedores de todos os portes. Os Correios possuem o Clique e Retire, serviço no qual o lojista pode usar mais de 6 mil agências da estatal como pontos de retirada.

Outra alternativa semelhante é o Jadlog Pickup. Por meio de parcerias com estabelecimentos, a Jadlog criou uma rede com mais de 3 mil pontos de retirada.

Os armários inteligentes (smart lockers) também surgem como aliados de um frete mais barato. Nesse modelo de entrega, o cliente escolhe um locker como endereço de destino da mercadoria. A transportadora deixa o pacote lá, o cliente é notificado e vai buscar.

Locker da Amazon

Lockers da Amazon são muito populares nos Estados Unidos e na Europa. Imagem: Amazon (reprodução).

Se você quer economizar no frete, é interessante pensar em maneiras de aproveitar essas inovações logísticas para implementar os pontos de retirada na estratégia da sua loja virtual.

3. Identifique problemas relacionados ao cálculo de frete

Problemas relacionados ao cálculo de frete podem encarecer o valor das entregas. Como nem sempre é fácil identificar esse tipo de situação, vamos listar 3 das causas mais “tradicionais” para que ela aconteça.

Erros na etapa de cadastro de produtos

Além de levar em consideração a distância entre CEPs, o cálculo de frete é feito a partir das informações dos produtos cadastrados na sua loja.

O peso e as dimensões que você insere quando cadastra um item fazem toda a diferença no valor exibido para o cliente no momento da cotação.

Um engano comum é cadastrar os produtos com peso e dimensões reais, ou seja, sem levar o formato da embalagem em consideração.

O correto é cadastrar seus produtos com o peso e as dimensões que eles terão depois de embalados e prontos para o envio!

Você pode usar a descrição do produto para informar o peso as dimensões reais do item, mas na etapa do cadastro o que importa são as informações do produto embalado.

Embalagens inadequadas

O cálculo do frete também pode ser afetado pelo tamanho da embalagem utilizada. Isso acontece porque as transportadoras não consideram apenas o peso real na hora de precificar o envio.

O volume do objeto também é avaliado por meio do cálculo de cubagem, ferramenta usada para determinar a relação entre o peso e o espaço que um objeto ocupa no veículo de carga.

Nos casos em que o cálculo de cubagem determina que o volume é maior que o peso real, a transportadora cobra o frete com base no peso cúbico — e esse é um dos motivos de ser tão importante usar embalagens adequadas.

Por exemplo: usar uma embalagem muito grande para acondicionar um produto leve não é uma boa ideia, pois o seu envio pode acabar saindo mais caro.

Além de ficar de olho no cálculo de cubagem, você deve garantir que as suas embalagens sejam capazes de proteger o produto adequadamente. Isso evita que você precise gastar com o frete reverso de itens avariados, por exemplo.

Problemas em tabelas de frete

Quando você faz contrato com uma transportadora, é normal que a empresa te repasse uma tabela de frete com valores diferentes dos valores de balcão — e isso é ótimo para economizar no frete!

Só que é preciso tomar cuidado para não transformar essa vantagem em desvantagem! Qualquer incorreção em uma tabela pode tornar o seu frete muito mais caro para determinadas faixas de CEP. É preciso revisar o documento com bastante atenção antes de implementá-lo na sua loja.

Também é importante estar atento ao feedback dos clientes, pois eles serão os primeiros a te alertar caso apareçam valores muito estranhos no cálculo de frete da sua loja.

4. Descubra se o fulfillment é viável para o seu negócio

O fulfillment com certeza pode ser útil para economizar no frete. Nesse modelo logístico, uma empresa terceirizada fica responsável por manter o estoque e despachar os pedidos.

Funciona mais ou menos assim:

Uma das vantagens óbvias do fulfillment é que ele reduz o grau de envolvimento do lojista com atividades operacionais do dia a dia. Mas não fica só nisso.

Dependendo do serviço contratado, é possível desfrutar de embalagens mais baratas e até tabelas de frete diferenciadas, dois fatores que contribuem para a economia no valor final do frete.

Esse tipo de serviço também pode ser vantajoso para quem tem um negócio fora do eixo Sul/Sudeste e quer competir com e-commerces dessas regiões.

Afinal, a maioria dos centros de distribuição dos serviços de fulfillment ficam localizados no Sudeste.

Com a modalidade logística, é possível morar no Norte do Brasil, porém ter o estoque da empresa no Sudeste — região que concentra 66,6% dos pedidos do e-commerce brasileiro, segundo estudo da Compre & Confie.

Já existem algumas opções de fulfillment no Brasil: Correios Log+, Pier8 e B2W Fulfillment são os principais exemplos. Vale a pena pesquisar e analisar se os serviços fazem sentido para o seu negócio.

Apesar de todas as vantagens citadas, o fulfillment não é adequado para todos os tipos de e-commerce. Empreendedores que fabricam os próprios produtos sob encomenda — como artesãos, por exemplo — talvez não consigam obter grandes vantagens com o modelo logístico.

Por outro lado, quem trabalha com estoques maiores e possui previsibilidade de vendas com certeza consegue economizar no frete usando o fulfillment. Cabe analisar caso a caso!

5. Conte com os serviços de várias transportadoras

Usar os serviços de várias transportadoras é essencial para economizar no frete. Quanto mais opções você tem à disposição, maior a chance de encontrar preços mais em conta.

Isso acontece porque o mesmo envio vai ter condições diferentes dependendo da transportadora consultada. E é aproveitando essa variabilidade de preços que você (e o seu cliente) podem conseguir fretes mais baratos!

E como usar os serviços de várias transportadoras ao mesmo tempo? A resposta para essa pergunta era bem mais burocrática há alguns anos: você precisaria entrar em contato com várias empresas, negociar contratos… Uma dinâmica offline e bem incompatível com a realidade do e-commerce.

Ainda bem que a tecnologia se encarregou de simplificar esse processo! Hoje em dia, você pode usar o Melhor Envio para ter acesso aos serviços das principais transportadoras do país.

Com a Calculadora de Fretes da plataforma, é possível comparar preços e prazos com várias transportadoras ao mesmo tempo, escolher a opção mais vantajosa e gerar o frete dos seus pedidos com poucos cliques.

Melhor Envio

Além de desburocratizar o acesso ao serviço de várias transportadoras, o Melhor Envio tem recursos que ajudam quem vende pela internet a economizar tempo e dinheiro.

🤖Integrações: são mais de 30 plataformas de e-commerce, ERPs, hubs e marketplaces em que o usuário do Melhor Envio pode automatizar o cálculo de frete e/ou geração de etiquetas de envio.

🚛 Rastreamento: o lojista pode compartilhar informações de rastreamento automaticamente com os clientes.

📣Suporte: a plataforma ajuda o vendedor a resolver eventuais problemas com cargas, intermediando pedidos de indenização e outras tratativas com as transportadoras.

Logística Reversa: ideal para economizar no frete de trocas e devoluções.

E dá para aproveitar todas essas vantagens sem pagar nada, pois o Melhor Envio é gratuito para usar. Você só paga pelos fretes gerados na plataforma.

Não é por acaso que mais de 230 mil lojistas usam a tecnologia para economizar no frete! Cadastre-se e junte-se a eles você também!

2020/07/21

Se você curtiu esse artigo você também pode gostar desses ...

Dicas para ecommerce, conversão e suporte