Como criar um jogo: confira o passo a passo

Índice

Um dos segmentos do ramo do entretenimento que mais tenho ganho destaque nos últimos anos é o de games.

Segundo os últimos dados consolidados da consultoria Newzoo, apenas em 2021 a Indústria dos games movimentou U$ 175,8 bilhões de dólares.

O fato dessa indústria movimentar tanto dinheiro significa que além de existirem muitos jogadores, existem muitos profissionais produzindo jogos.

O mercado de produção de jogos está crescendo e evoluindo. Vale ressaltar que isso não é uma exclusividade dos jogos para computadores e consoles.

Jogos como Free Fire, Candy Crush e Clash Royale, que foram desenvolvidos exclusivamente para dispositivos móveis, se tornaram fenômenos mundiais e conquistaram bases enormes de usuários.

Se você gosta de games e tem interesse em saber como criar um jogo do zero, confira o nosso artigo e saiba por onde começar.

Jogue vários tipos de jogos para ter experiência e inspiração

“A prática leva à perfeição”. Esse é um ditado muito famoso e difícil de ser contestado.

Para nos tornarmos bons em qualquer coisa, primeiro precisamos começar e praticar muito. Com o desenvolvimento de jogos não é diferente.

Jogar jogos dos mais variados gêneros e estilos irá ajudar a desenvolver seu senso crítico, criatividade, ideias de narrativa e até mesmo conceitos de design.

Isso não significa que você deve passar o dia inteiro jogando só porque deseja produzir o seu jogo. Mas é preciso conhecer títulos diferentes e jogá-los com uma visão mais crítica.

9 etapas principais de como criar um jogo

Confira a seguir as principais etapas de como criar um jogo e esteja preparado para desenvolver seu próprio game.

1. Desenvolva sua ideia

O primeiro passo para criar seu jogo e ter uma ideia. Independente do gênero ou plataforma, é preciso ter um objetivo em mente que possa ser elaborado e desenvolvido.

Confira algumas perguntas relevantes que você pode fazer a si mesmo para direcionar seu projeto: 

  • Qual o estilo do jogo? FPS, RPG por turnos, plataforma, ritmo ou outro?
  • Qual estética vai usar? Pixel art, 3D elaborado, low poly?
  • Como vai contar a história?
  • Quem serão os personagens?
  • Será feito para qual plataforma?

Após responder essas perguntas será mais fácil direcionar suas ideias. Contudo, tome cuidado para não ter objetivos grandiosos demais em seus primeiros projetos.

Tente alinhar expectativas com seu nível de habilidade e tempo hábil que será dedicado ao jogo.

Para isso, defina metas realistas que podem ser alcançadas, mostrando seu avanço no projeto.

Caso sua meta seja grande demais, o projeto pode acabar sendo muito frustrante e até mesmo nunca ser finalizado.

2. Faça um planejamento

Com sua ideia definida e escrita no papel, é hora de criar um planejamento para programar suas atividades.

Existem alguns itens que precisam ser levados em consideração na hora de criar um planejamento estratégico da criação de um jogo:

  • O projeto será feito apenas por você ou terá uma equipe?
  • Quanto tempo você pode dedicar ao projeto semanalmente?
  • Começará por onde?
  • Tem uma verba inicial para o projeto? Como vai aplicá-la?

Refletir sobre essas questões é uma etapa fundamental para garantir que o seu projeto seja gerenciado da melhor maneira possível.

Utilizar ferramentas de mapa mental, como o MindMeister, é algo que pode ajudar a organizar suas atividades.

Dividir seus objetivos em pequenas tarefas e criar um fluxo de trabalho irá fazer com que seu progresso seja mais visual, garantindo que nada irá ficar para trás.

Vale ressaltar, que no planejamento também é importante estipular metas reais para o seu projeto.

Se este é o seu primeiro jogo, tenha em mente que você ainda está aprendendo como criar um jogo.

Portanto, esperar criar um jogo a nível de grandes estúdios do mercado é algo que pode frustrar suas expectativas.

Por fim, lembre-se que as etapas e processos podem ser mudados. É importante ser versátil e ter ciência que em certos momentos será preciso fazer adaptações no seu trabalho para garantir que ele seja finalizado.

3. Crie uma narrativa

É bem provável que a maior parte dos jogos que você já jogou contem com várias histórias.

Isso acontece porque a história é um item muito importante na hora de criar um jogo. 

Um bom enredo pode conquistar os jogadores, fazendo com que eles passem mais tempo jogando e tenham vontade de saber qual é o final da história.

Para criar uma narrativa interessante, primeiro é preciso pensar em como será sua história principal. A partir desse ponto, desenvolva aspectos auxiliares que estejam ligados diretamente ou indiretamente com a parte principal.

Confira os elementos mais importantes para um enredo, no qual vale a pena investir tempo para desenvolvê-los bem:

  • Protagonista: interessante para fazer com que os jogadores se identifiquem.
  • Antagonista: vilões cativantes também têm o potencial de conquistar o público.
  • Ambientação: cenários que irão aparecer na história e jogo.
  • Época: se será no passado, presente, futuro ou em uma realidade paralela.

Caso você não tenha muita experiência escrevendo narrativas, saiba que é possível criar jogos apenas com alguns desses elementos bem feitos.

Um dos jogos mais famosos do mundo, Super Mario World, conta uma história muito simples: o herói precisa salvar a princesa que está presa no castelo.

Apesar de ser simples, essas histórias podem ser contadas em jogos e obter muito sucesso. Contudo, em exemplos assim, o foco principal dos jogos acaba mudando para o gameplay.

Independente do estilo de jogo que deseja criar, aproveite essa oportunidade para desenvolver suas habilidades como um storyteller, contando histórias interessantes.

Dessa forma, seus próximos projetos serão cada vez mais interessantes e completos.

4. Estude uma linguagem de programação e um software de desenvolvimento

Após passar pelas etapas anteriores, é hora de definir a tecnologia e a linguagem que serão usadas em seu projeto.

Para isso, é importante já saber a dimensão do seu jogo, se ele será 2D ou 3D. Também é crucial definir onde ele será jogado, no console, computador ou smartphones.

Definir a plataforma em que o jogo será distribuído irá afetar diretamente a mecânica do jogo. 

Dominar uma linguagem de programação pode facilitar este processo, permitindo que o desenvolvedor tenha mais autonomia e possa ser mais criativo com suas ideias.

Contudo, vale ressaltar que até mesmo pessoas com pouco ou sem conhecimento de programação também podem criar um jogo.

Essas pessoas podem usar ferramentas criadas especificamente para desenvolver jogos, conhecidas como engines.

A escolha da engine também influenciará bastante os processos de desenvolvimento. Algumas das mais famosas são:

  • Unity
  • Unreal
  • GameMaker Studio
  • Godot Engine

5. Estude design de games

Além de aprender a programar, é importante entender como suas ideias podem ser traduzidas para os jogos.

Por mais que ter ideias únicas e criativas seja algo bom, é preciso testá-las e desenvolvê-las para garantir que suas mecânicas são divertidas.

Por isso estudar game design é fundamental. Para isso, mesmo durante o processo de criação do seu jogo, continue jogando games diferentes e esteja aberto para novas oportunidades.

Uma dica é ler livros relacionados ao assunto. Uma leitura que muitos profissionais recomendam é A Arte De Game Design, escrito por Jesse Schell.

Com esse conhecimento em mãos, organize suas ideias e garanta que elas estão conversando entre si.

Avalie se a escolha de gênero, direção de arte, estilo gráfico e tom da narrativa conversam bem entre si.

Aproveite para extrapolar um pouco na teoria. Pense em formas de aumentar a diversão de na hora de jogar, crie sistemas inovadores e garanta que eles irão funcionar bem no contexto do seu game.

6. Defina o visual

Essa é uma etapa muito importante na hora de criar seu jogo. Afinal, o visual do seu projeto é muito importante para atrair a atenção do seu público.

Os gráficos serão muito importantes no produto final, portanto, garanta que os elementos visuais estejam bem alinhados com sua ideia e visão de jogo.

De forma genérica, existem duas formas principais de criar os gráficos do seu game:

  • Desenvolvendo tudo sozinho: seja usando o Photoshop ou outros editores para gráficos 2D ou ferramentas como o Blender para 3D, existe a possibilidade de fazer tudo por conta própria. Isso pode garantir que sua ideia seja feita exatamente como quer, mas pode deixar o desenvolvimento muito mais cansativo.
  • Contratando um designer especializado: existem artistas especializados em gráficos 3D, flat art, pixel art, low poly e diversos outros estilos que podem ser contratados ou fazerem uma parceria com seu projeto.

É claro, essa escolha estará diretamente ligada à sua verba, disposição de tempo e habilidade de edição.

7. Lembre-se do áudio

A música e os efeitos sonoros também não podem faltar no seu jogo! O que muitas vezes parece ser um detalhe é o elemento que vai ditar o ritmo do seu game.

Caso seu projeto seja completamente autônomo, considere estudar sobre o assunto e aprender a desenvolver os elementos sonoros.

Contudo, tome cuidado para que isso não ocupe tempo demais, comprometendo outras atividades. 

Alternativas relevantes para esse aspecto do seu jogo é contratar um profissional especializado ou comprar efeitos sonoros e trilhas sonoras prontas de bancos de arquivos especializados nisso.

8. Crie um protótipo e teste

A fase de testes é uma etapa fundamental para um lançamento de sucesso. Portanto, crie protótipos, faça versões e teste muito seu jogo.

Se possível, disponibilize uma versão para que outras pessoas possam jogar e oferecer feedback sobre o seu conteúdo.

Isso é muito importante para encontrar possíveis erros e para garantir que seu game está funcionando da melhor maneira possível.

Achar erros e corrigi-los irá garantir que o produto final ofereça a melhor experiência possível aos jogadores.

Portanto, não ignore essa etapa. Ela pode evitar que seu jogo saia com erros fatais e até mesmo pode gerar ideias diferentes que irão deixar seu jogo ainda melhor.

9. Lance seu jogo

Após aplicar o feedback, as mudanças necessárias, corrigir bugs e testar de novo, é hora de finalizar seu jogo.

Estude bem a plataforma de divulgação em que seu game será comercializado, pois cada uma conta com suas próprias regras e particularidades.

As plataformas de lançamento mais comuns atualmente são: 

  • Mobile: Play Store e Apple Store.
  • Console: PlayStation Store, Microsoft Store e Nintendo Store.
  • PC: Steam, Microsoft Store e Epic Games.

Com esses detalhes fora do caminho, é preciso garantir que o seu projeto atinja o público-alvo.

Para fazer isso, é importante pensar em formas de divulgar seu jogo. Portanto, se possível, invista uma parte de sua verba em marketing e publicidade criando uma campanha de lançamento.

Empresas maiores podem contratar agências de publicidade para ficarem encarregadas desta tarefa.

Contudo, existem muitos profissionais autônomos que lançam seus próprios games. Se esse é o seu caso, busque entender o básico de Google Ads, Facebook Ads, Inbound Marketing e SEO para desenvolver um plano de marketing.

Dessa forma, será possível garantir que o título do seu jogo seja bem divulgado e aumente as chances de sucesso do seu projeto.

Aprenda sobre os conceitos e as ferramentas para criar jogos com um curso de Desenvolvimento de Games

Saber como criar um jogo não é algo fácil. Nosso artigo resumiu apenas as principais etapas do processo de desenvolvimento de jogos.

Além disso, existem diversos detalhes e conceitos ligados ao design, arte gráfica e principalmente à programação que são muito importantes para fazer seu jogo funcionar.

Se você tem interesse em se aprofundar nessa área de conhecimento, para se tornar um profissional na indústria dos games, considere a opção de estudar através de um curso online.

Existem inúmeras alternativas na internet que ensinam do zero, desde a produção de gráficos até a programação necessária para tornar suas ideias jogáveis.

Confira a seguir algumas das melhores alternativas de cursos de desenvolvimento de jogos da internet.

1. Jogos 3D com Unity + Modo multiplayer

Com mais de 80 horas de conteúdo em vídeo e tendo sido cursado por mais de 16 mil alunos, essa é uma das alternativas mais completas de curso na internet.

O material ensina a criar jogos usando a engine Unity 3D, que permite gráficos incríveis e de alta performance tanto para jogos 3D quanto para jogos 2D.

O curso também ensina a desenvolver jogos com foco no multiplayer.

Carga horária: 80 horas

Certificado: Oferece certificado de conclusão.

Principais tópicos:

  • Objetos 3D
  • Luz, câmera e ação
  • Movimento, rotação e escala de objetos 3D
  • Física 3D
  • Exportação e importação de modelo animado
  • Gatilhos
  • Criação e destruição de Prefabs
  • UI
  • Save game
  • ZigZag Mini Game
  • Sistema de Partículas
  • Comportamento do vilão
  • Muito mais

Tipo de acesso: Acesso vitalício através da plataforma Udemy.

2. Curso de Desenvolvimento de Jogos Iniciante

Se o seu objetivo é aprender rápido, esse é um material que ensina a criar jogos de forma clara e objetiva.

O conteúdo ensina sobre animação, programação, level design, sonoplastia, além de passar boas práticas na criação de personagens, cenários e iluminação.

O objetivo do curso é fazer com que os alunos desenvolvam um jogo completo ao finalizar o material.

Carga horária: 15,5 horas

Certificado: Oferece certificado de conclusão.

Principais tópicos:

  • Programação descomplicada em C#
  • Sistema de Combos de Ataques
  • Construção de Cenários 2D da forma correta
  • Desenvolver um jogo do zero à sua finalização
  • Dominar o básico do motor de jogo Unity
  • Mecânicas de Jogo
  • Personagem Principal- Animações e Lógica
  • Inimigos - Animações e Lógica
  • Decorar Cenários para Ambientes mais Imersivos
  • Coletar itens e informar no HUD
  • Muito mais

Tipo de acesso: Acesso vitalício através da plataforma Udemy.

3. Curso de Desenvolvimento de Jogos 2D com Unity + C#

Outra opção muito completa para ensinar você como criar um jogo é o curso completo de Jogos 2D com Unity + C#.

O material ensina a desenvolver jogos mobile para Android usando como exemplo games como Angry Birds, Metal Slug, Clash of Clans, Jogos de Basquete e Futebol.

Carga horária: 95 horas

Certificado: Oferece certificado de conclusão.

Principais tópicos:

  • Manipular a Game Engine
  • Programar jogos usando a linguagem C#
  • Usar todos os componentes físicos 2D
  • Preparar Sprites animadas
  • Criar animações 2D dentro da Unity
  • Mesclar arte 2D com 3D
  • Usar Realidade Aumentada
  • Monetização de jogos
  • Publicação no Google Play
  • Divulgação do jogo

Tipo de acesso: Acesso vitalício através da plataforma Udemy.

Aprendeu como criar um jogo?

Esperamos que o nosso artigo tenha ajudado você a entender melhor o processo de criação de games.

Caso tenha interesse em se aprofundar na produção de jogos 3D como um designer, confira a nossa lista com os melhores cursos de modelagem 3D da internet

Início Blog Ferramentas Como criar um jogo: confira o passo a passo
Se você curtiu esse artigo você também pode gostar desses ...
Comece a usar o JivoChat hoje!
Gostou do que leu?
Cadastre-se e teste o JivoChat agora mesmo!
É grátis e só leva alguns minutos para fazer o download