O que evitar para ter sucesso nas vendas online de sua loja virtual

Otimize seus processos e não perca oportunidades de negócios

O e-commerce brasileiro nunca viveu uma movimentação tão intensa quanto nos últimos meses, mais precisamente desde o início da quarentena no país em março. As vendas online disparam, o comércio eletrônico ganhou milhões de novos consumidores e a criação de lojas virtuais aumentou consideravelmente.

O e-commerce se tornou uma grande oportunidade para muitas pessoas que perderam seus empregos ou que tiveram que fechar suas lojas físicas. E como muitos dizem sobre o “novo normal” em função da pandemia, a tendência é que o protagonismo das vendas online permaneça ao longo dos próximos meses.

Mas toda oportunidade traz também desafios. Não basta simplesmente criar uma loja e ter bons produtos para vender pela Internet. É preciso ter estratégia, estruturar bem suas ações, fazer um bom trabalho de marketing para divulgação e evitar alguns erros que tem sido comuns neste meio.

Vamos ver neste artigo quais são os principais erros que devem ser evitados, bem como alguns cuidados necessários ao abrir sua loja virtual e iniciar suas vendas.

Layout e estrutura pouco harmônicos

Com tantas lojas criadas em tão pouco tempo (são mais de 100 mil novas lojas em dois meses de acordo com a ABComm), somadas à falta de experiência e conhecimento de muitos lojistas, alguns sites acabam pecando no aspecto visual.

Você mesmo já deve ter acessado alguma página online visualmente desorganizada, que dá uma sensação de bagunça e não passa credibilidade. Sim, é possível perder muitas vendas por conta de problemas como esses.

É fundamental ter uma identidade visual padronizada para sua loja. Destaque sua marca, utilize as cores de maneira harmônica, organize bem suas categorias e os produtos. O seu cartão de visitas e a sua vitrine são a qualidade visual do seu site. É dessa forma que você vai chamar a atenção de quem visita sua loja.

Não cometa o erro de muitos lojistas que, em meio à pressa para começar a vender logo, não estão cuidando bem do layout, da estrutura e do visual do site. Tire um tempo para organizar tudo adequadamente, explore especialistas caso você tenha condições para isso e peça a opinião de pessoas próximas para que te ajudem a avaliar.

A maioria das plataformas de e-commerce oferece ferramentas para você mesmo personalizar a loja. O uso de templates prontos facilita este processo, e você vai apenas ajustando e adaptando para ter a “cara” da sua marca e ficar um site com o visual atrativo e prático para os consumidores.

Falta de informações dos produtos

Outro problema recorrente no e-commerce é a falta de informações mais completas dos produtos. E no caso de uma loja virtual, principalmente se você não consegue oferecer um chat online, não existe um vendedor ou um atendente que possa tirar as dúvidas do consumidor.

Sendo assim, o ideal é que você dê aos visitantes da sua loja o máximo de informações possíveis. É bem comum uma pessoa desistir de uma compra por não encontrar se o produto X tem um detalhe que ele está procurando. Isso acontece muito, por exemplo, com produtos eletrônicos e eletrodomésticos.

Pode ser a voltagem, pode ser algum tipo de função secundária que o aparelho possa executar, podem ser as cores e por aí vai. Na dúvida, o consumidor abandona a compra e procura em outro site que contenha na descrição a característica que ele estava buscando.

E tem mais um detalhe muito importante! Utilize boas imagens para ilustrar de maneira assertiva cada produto. As imagens complementam de forma positiva as descrições, e são elas que inicialmente atrairão a atenção dos visitantes. E o impacto das imagens vai muito além, elas interferem também no tópico anterior, do layout e aspecto visual, e até mesmo no próximo que iremos tratar, sobre a navegabilidade.

Mais uma vez, gaste um tempo a mais e capriche nas descrições e informações dos seus produtos. Esse trabalho vai ser recompensado lá na frente.

Tenha boas descrições de produto para melhorar as vendas online

Navegabilidade ruim

Você já acessou um site que tinha uma navegação ruim, com excesso de lentidão no carregamento, problemas nas imagens e dificuldades para encontrar as informações mais básicas?

Apostamos que sim!

Essa é outra situação bem recorrente e que causa muitas reclamações e transtornos. Uma experiência de navegação ruim é determinante para que o visitante saia do site antes mesmo de iniciar um processo de compra.

Imagine você investir pesado em divulgação, marketing e propagandas, levar centenas de visitantes diariamente ao seu site e a navegação pouco amigável elevar suas taxas de rejeição?

Isso vai representar um investimento jogado fora, pouca conversão de visitantes em leads e conseqüentemente poucas vendas. Então evite uma navegabilidade ruim e realize testes. Caso existam problemas, identifique quais são eles e faça as correções necessárias.

Altos custos de fretes e prazos de entrega elevados

Os custos de frete e prazos de entrega muito longos sempre aparecem como principais motivos para o abandono do carrinho de compra. Pode ser que você esteja fazendo tudo corretamente em relação aos tópicos anteriores.

Seu visitante acessa o site, se sente atraído pelo aspecto visual, encontra o produto e as informações que gostaria, mas na hora de finalizar a compra se depara com um alto custo de frete. Pronto, todos os esforços anteriores são perdidos.

Isso acontece quando o lojista não tem um contrato com os Correios, e assim perde a chance de ter alguns benefícios e serviços exclusivos. Possui plano básico ou utiliza plataformas muito simples, e dessa forma não tem integração com transportadoras. Resumindo, as limitações de serviços de envio acabam aumentando os custos, que são repassados para o consumidor e impactam nas vendas.

Para compensar o custo, alguns sites acabam aumentando demais o prazo de entrega. O efeito negativo acaba sendo o mesmo. Na maioria das compras online as pessoas têm urgência, ou estão dispostas a esperar no máximo de 5 a 7 dias úteis. Quando suas entregas passam muito disso, possivelmente o percentual de abandono de carrinho aumentará em sua loja.

Conclusão

Ter uma loja virtual é relativamente simples realmente, existem hoje muitas plataformas que oferecem praticidade para você criar, montar e colocar no ar. O desafio não é esse, o desafio é manter a loja, aproveitar o bom momento de vendas online e crescer.

E para que isso aconteça, como vimos ao longo do artigo, é preciso evitar alguns erros recorrentes e muito impactantes. Ao saber o que não fazer (e ainda demos sugestões sobre boas práticas), você irá se diferenciar positivamente de muitos dos seus concorrentes.

Se você já tem um e-commerce, avalie sua loja com base em tudo que falamos e identifique as melhorias que podem ser feitas. Para você que ainda não montou a loja, é importante iniciar sua trajetória já levando tudo isso em consideração!

2020/06/22

Se você curtiu esse artigo você também pode gostar desses ...

Dicas para ecommerce, conversão e suporte