Aprendendo a Reduzir Custos no Ecommerce

Índice

Antes de iniciarmos a abordagem do nosso tema de hoje, é necessário esclarecer que apesar da visão simplista e ilusória de que os custos de se manter uma loja virtual são menores do que o de uma loja física, veremos que não é bem assim. Muitos dos custos para se manter um e-commerce não são percebidos pelo consumidor, por estarem ocultos aos seus olhos. Entretanto, apesar de aparentemente o e-commerce não necessitar de arcar com o custo de aluguel e pessoal de vendas, veremos que um e-commerce possui uma variedade de outros custos voltados para o modelo de operação online.

Reduzir custos no e-commerce, como em todo empreendimento, é um desafio e uma necessidade, para que o lojista possa se manter, de forma sustentável, em um mercado cada dia mais disputado. Por isso, planejamento é a palavra-chave, pois será ele que irá apontar onde será possível cortar gastos, sem, contudo, comprometer seu negócio.

Principais Custos de um E-commerce

Podemos dividir os custos no e-commerce em dois grandes grupos bem distintos que são:

  • Os custos Pré go live (antes da data de lançamento) que são aqueles custos relativos aos investimentos necessários para a criação da loja em si, compostos pelos setups das ferramentas necessárias ao seu funcionamento, tais como, da plataforma, do sistema ERP, do sistemas antifraude, do gateway (intermediador) de pagamentos, bem como as despesas com a criação e implantação do layout do site/loja, geração ou adequação do estoque e embalagens para envio das mercadorias, despesas com a produção/elaboração das fotos dos produtos que serão disponibilizados para venda e despesas com consultorias de marketing, dentre outras.

  • Os custos Pós go live (após a data de lançamento) que compreende todos os custos relacionados a manutenção das operações do e-commerce, tanto fixos quanto variáveis. Aqui, além custos já conhecidos em um a loja física, tais como impostos, aluguel, limpeza e conservação, folha de pagamentos, etc, é preciso considerar também os custos específicos para se manter um negócio online. Dentre eles temos:

  • Custo mensal da Plataforma;

  • Custo da mensalidade das ferramentas antifraude e ERP;

  • Custos com Gateway de pagamentos;

  • Custos de envio e frete, relativos a mensalidades e despesas com embalagem e etiquetas dos produtos;

  • Custos com divulgação, publicidade e propaganda (Ferramentas de Marketing e agências).

Como você pôde perceber, apesar de possuir alguns custos em comum com os de uma loja física tradicional, no e-commerce existem diversos outros custos que são exclusivos para operações de um negócio online.

Em todo tipo de negócio, para obtermos os melhores resultados e atingirmos os nossos objetivos, é preciso trabalhar sempre com a possibilidade da redução destes custos, sem comprometer a qualidade dos produtos e dos serviços prestados, garantido sempre a satisfação do cliente e consequente sucesso do empreendimento.

E como podemos então reduzir os custos no e-commerce, de forma segura e assertiva? Este é o propósito deste artigo. Veremos a seguir algumas dicas de como fazê-lo. Vamos lá?

Reduzindo os Custos

Primeiro é preciso avaliar todos os detalhes referentes às origens de todos os custos e despesas inerentes ao negócio, sejam eles fixos ou variáveis, para só então realizar o planejamento de redução de seus custos. Assim, será possível mensurar o impacto destes custos no orçamento disponível e qual a possibilidade real de promover sua redução, sem comprometer o negócio e procurando ao mesmo tempo otimizar seus ganhos.

A Escolha da Plataforma

Este é um dos principais custos fixos de seu e-commerce e um dos mais importantes.

É um dos pontos chaves para se iniciar um e-commerce. Sem dúvida alguma, a escolha de uma boa plataforma, que seja capaz não só de atender às suas necessidades atuais, como também estar preparada para acompanhar o crescimento de seu negócio é fundamental.

Muitas vezes o lojista tende a escolher a plataforma apenas levando em consideração o seu custo e as facilidades que ela oferece inicialmente, acreditando com isso que terá menos gastos e mais tempo livre para as outras demandas de seu negócio. Entretanto, muitas vezes, uma má escolha pode gerar grandes “dores de cabeça” e perdas significativas que podem afetar consideravelmente a lucratividade de seu negócio. É aquele velho ditado que diz: “É o barato que sai caro”.

Portanto, ao escolher a plataforma é preciso estar atento a algumas funcionalidades necessárias ao bom funcionamento de seu e-commerce que são:

  • Sua usabilidade, confiabilidade e estabilidade;

  • Suporte, atendimento e treinamento oferecidos;

  • Integrações com os diversos sistemas e ferramentas disponíveis no mercado como meios de pagamento, controle/administração, segurança, dentre outros;

  • Design atrativo;

  • Responsividade.

  • Integrações com ferramentas de chat online;

  • Demais funcionalidades que permitam ao lojista criar cupons de descontos, planejar uma campanha publicitária, certa de que a plataforma corresponderá a expectativa do fluxo de tráfego, etc.

Atualmente no mercado, existem diversas plataformas disponíveis, cada uma voltada para segmentos ou tamanhos de negócios diferenciados. Dentre elas a iSET vem se destacando por ser uma plataforma completa, possuindo todos os recursos necessários, tanto para a criação de uma loja do zero quanto para lojas virtuais já consolidadas no mercado, mas que buscam obterem uma maior lucratividade.

Além de todos estes atributos, vale a pena optar por uma plataforma que além de suportar o seu negócio, oferecendo custos e funcionalidades que atendam a sua atual necessidade, tenha também a capacidade de crescer junto com o seu negócio, oferecendo pacotes capazes de atender a demanda de crescimento de seu negócio ao longo do tempo. Assim, você não precisará contratar um serviço muito além de suas necessidades o que poderá gerar um custo inicial muito alto e desnecessário.

A plataforma da iSET, disponibiliza vários tipos de planos, capazes de atender, tanto aquele pequeno lojista, que pretende iniciar o seu negócio, quanto ao grande lojista já inserido no mercado de e-commerce.

“A escolha da plataforma correta que possa atender as necessidades de demanda de seu e-commerce, na medida certa é sem dúvida alguma uma das maneiras de se reduzir os custos de seu negócio”.

Reduzir Custos no Ecommerce com uma plataforma de ecommerce

Realizando um Bom Controle de Estoque

O segundo ponto mais relevante em termos de custo é sem sombra de dúvida o estoque.

Ao realizar um controle eficiente da entrada e saída dos itens dentro de seu estoque você estará contribuindo para a diminuição dos custos de seu negócio, pois, este controle permitirá comprar melhor e na quantidade suficiente, diminuindo os custos, evitando perdas e aumentando a rotatividade dos produtos.

Assim, você deve apostar em ferramentas e softwares que visem facilitar a gestão de seu estoque e que sejam confiáveis, integráveis, capazes de realizar o cruzamento dos dados e geração de números exatos, evitando que ocorram as famosas “quebras de estoque” com mensagens do tipo: “produto fora de estoque” ou “produto indisponível”. Ou mesmo a possibilidade de se vender algum produto que já não esteja disponível no estoque, o que poderá acarretar em perdas nas vendas e prejuízos nos resultados.

Existem atualmente no mercado diversas ferramentas disponíveis para auxiliá-lo neste controle. Dentre algumas das mais utilizadas, temos:

  • As planilhas de controle de estoque – Muito utilizadas pelos pequenos empreendedores, continuam sendo uma ótima opção, apesar de possuir algumas desvantagens, como o fato de terem que ser feitas de forma manual, também são mais suscetíveis a erros e a perdas de dados, caso ocorra alguma falha no computador e não se tenha tido tempo hábil de realizar um backup dos dados que podem ser perdidos.

  • ERPs (Enterprise Resource Planning ou Sistema Integrado de Gestão Empresarial) – Para aqueles que não querem correr riscos e dispõem de capital para investir em uma ferramenta completa, esta é uma boa opção. Trata-se de um software cuja finalidade é melhorar a gestão empresarial, automatizando os processos e integrando as atividades de: controle de estoque, compras e vendas, financeiro, contábil e fiscal, recursos humanos e produção e logística. Investir em uma boa ferramenta capaz de controlar e integrar todos os processos e atividades da empresa, irá contribuir, em muito, para promover um melhor controle dos processos e atividades do negócio.

  • SRM – Voltada para produção. Esta ferramenta permite otimizar o relacionamento da empresa junto a seus fornecedores. Este sistema tem por finalidade aprimorar a eficiência dos processos relacionados às compras, realização de inventário e aos materiais de processamento. Contribuindo para reduzir os gastos e aumentar a qualidade, gerando assim uma redução do custo do produto final.

Além desses softwares, existem técnicas e ferramentas populares, muito importantes e capazes de auxiliar na realização de um eficiente controle de estoque, tais como:

  • Análise da curva ABC – Trata-se de um método para classificar o estoque em três categorias distintas e de acordo com a sua demanda e seu custo de manutenção. Este método, também chamado de análise de Pareto ou regra 80/20, permite categorizar o estoque, determinando quais produtos são os mais importantes em uma empresa. As empresas devem buscar priorizar o giro daqueles produtos que possuem maior margem de lucratividade, utilizando mecanismos que visem melhorar os canais para aquisição destes produtos, bem como de sua logística.

  • LEC – ou EOQ (Economic Order Quantily) – Lote Econômico de compra é um conceito que visa reduzir o estoque o máximo possível a fim de manter o seu custo de manutenção o mais baixo possível, calculando a menor quantidade de estoque a ser solicitada para atender a máxima demanda dos clientes.

  • Controle de estoque JIT (Just In Time) – Este é um sistema que procura estabelecer o chamado “estoque Zero”, onde as mercadorias são fabricadas a partir de um pedido, ou seja, sob encomenda. Ele permite minimizar os custos, reduzindo o desperdício e aumentando a eficiência. Também evita estoques obsoletos, desatualizados ou estragados e erros de produção, que podem ser facilmente identificados e corrigidos, além de manter um fluxo de caixa saudável, evitando o estoque de itens desnecessários. Entretanto, ao adotar este sistema é preciso possuir antes uma rede de fornecedores confiáveis e que também trabalhem just in time.

Como vimos são várias as formas de se realizar um bom controle de estoque com a utilização de ferramentas, desde as mais simples até as mais sofisticadas. Vale muito a pena investir em ferramentas que facilitem a rotina de trabalho da empresa. Cabe ao lojista avaliar suas necessidades e sua disponibilidade financeira para então escolher aquela que melhor irá atender a sua demanda. O importante é sempre manter o controle de seu estoque em dia, evitando assim incorrer em perdas ou prejuízos, minimizando os custos e maximizando a satisfação do cliente.

Além da escolha de uma boa plataforma e da realização de um bom controle de estoque existem outras providências que podem ser tomadas para reduzir os custos de seu e-commerce.

Reduzir Custos no Ecommerce com um bom controle de estoque

Fique Atento ao Frete

O custo do frete poderá impactar diretamente em suas vendas, pois, quanto maior o seu valor menor será suas chances de vender.

Assim, você precisa identificar o seu preço médio e localizar onde se encontram os seus maiores e principais gastos. Desta forma você poderá mensurar melhor o preço a ser cobrado em seus produtos, bem como as taxas a serem cobradas de acordo com a localização da entrega e ser efetuada.

Você também poderá realizar parcerias ou acordos com diversas transportadoras e utilizar os serviços de motoboys, evitando se prender apenas aos correios, assim você poderá diminuir seus gastos com frete.

Utilize o Marketing a Seu Favor

Sem dúvida que investir corretamente em ações de marketing, para alavancar as vendas de seu e-commerce, tem um impacto extremamente positivo na redução dos custos.

Isso porque, se estas ações forem bem estruturadas, certamente irão diminuir o valor de aquisição por cliente, além de ajudar na sua divulgação, aumentando sua visibilidade.

Quando maior a visibilidade de uma loja, maior será a chance de conversão de suas vendas.

Busque Fidelizar os Clientes

Fidelizar clientes possui um custo mais baixo do que buscar por novos consumidores. Assim, é preciso trabalhar com a experiência de seu cliente, identificando sua persona de forma a tornar a experiência de compra em sua loja, única. Para isso, ao final da compra, seus clientes devem estar satisfeitos e com a sensação de que todas as suas expectativas e necessidades foram não só atendidas, como superadas.

“A primeira impressão é a que fica”, por isso seu cliente deve ter uma boa impressão de sua loja, desde a sua primeira compra. Para isso, é necessário que todos os processos, desde o pagamento até a efetiva entrega do produto, transcorram da forma mais clara possível. Seja através do envio de e-mails, ou via chat, envie notificações periódicas sobre a compra do cliente e procure sempre cumprir com os prazos à risca, de acordo com o que foi estimado.

Mantenha sempre canais de comunicação à disposição de seu cliente para que ele possa entrar em contato, sempre que sentir necessidade, seja via Chat online, redes sociais, e-mail ou telefone. Isto demonstrará para o cliente que sua loja se importa em manter um bom relacionamento com seu cliente, bem como se importa com sua opinião, criando assim, um vínculo maior entre ambos e a consequente fidelização do cliente.

Chegamos assim ao fim de mais um post que buscou ajuda-lo na tarefa de reduzir os custos de seu e-commerce.

Espero sinceramente que estas dicas tenham sido úteis para que você possa atingir os seus objetivos e garantir a saúde financeira de seu negócio.

Se você gostou deste conteúdo e achou que ele lhe foi útil, por favor, deixe seu comentário aqui embaixo. Eu agradeço desde já.

Início Blog Ecommerce Aprendendo a Reduzir Custos no Ecommerce
Se você curtiu esse artigo você também pode gostar desses ...
Comece a usar o JivoChat hoje!
Gostou do que leu?
Cadastre-se e teste o JivoChat agora mesmo!
É grátis e só leva alguns minutos para fazer o download