Conheça 5 lendas urbanas japonesas

23 de agosto de 2022
Tempo de leitura4 minutos
Matheus Oliveira
Matheus Oliveira
Redator na LB Digital Midia

As lendas urbanas japonesas costumam ser histórias assustadoras com elementos da cultura popular, aspectos sombrios e muitas vezes perturbadores. Essas histórias duram muito por serem repassadas por familiares mais velhos, além de serem ótimas curiosidades para aqueles que fazem aulas de japonês .

O Japão é um país de muitos contrastes – tanto culinários quanto culturais. Entre os elementos mais explícitos da cultura da região estão os mitos populares contemporâneos, com diferentes monstros e histórias assustadoras.

Existem muitas variações desses contos, mas é difícil acreditar que eles vêm do mesmo Japão que também é o lar do termo kawaii – que engloba o modo de se vestir e uma forma "fofa" de se comportar.

A amplitude da cultura local acabou conjurando histórias de onryo e yurei (espíritos vingativos) e youkai (criaturas sobrenaturais do folclore japonês), que continuam a aterrorizar gerações.

Conheça algumas das lendas urbanas mais populares do país

1. Aka Manto (Capa Vermelha)

Aparentemente o banheiro é um lugar popular entre as lendas urbanas japonesas. Aka Manto é um espírito maligno que veste um manto vermelho e uma máscara. Segundo as histórias, ele assombra a última cabine de banheiros públicos e de escolas.

A lenda pergunta se a pessoa quer um papel vermelho ou azul. Se escolher o vermelho, terá um fim sangrento, e se preferir papel azul, morrerá sufocado até ficar azul. Se a pessoa tentar confundir o espírito pedindo um papel de cor diferente, será arrastado para o submundo.

A única forma de evitar um fim brutal nas mãos de Aka Manto é recusando sua oferta.

2. Teke Teke

Teke Teke é conhecida como o fantasma de uma estudante que caiu em uma linha férrea e foi cortada ao meio por um trem que se aproximava. O espírito vingativo (onryō), indignado com sua morte prematura, assombra áreas urbanas e estações de trem durante a noite.

Como não tem mais pernas, ela se arrasta com as mãos e cotovelos, o que acaba reproduzindo um som arrepiante de "teke-teke". Se o espírito pegar alguém, dizem que ela o corta ao meio com uma foice.

Teke Teke é conhecida por acompanhar os carros e, embora não tenha pernas, as histórias dizem que ela é extremamente rápida.

3. Toire no Hanako-san (A Garota do Banheiro)

A próxima lenda é uma história que algumas pessoas comparam a Bloody Mary (ou "Loira do Banheiro"). Algumas pessoas dizem que Hanako é o espírito de uma estudante que morreu no banheiro de sua escola por conta de abusos e do bullying que sofria.

Outras pessoas dizem que ela era uma criança na época da Segunda Guerra Mundial e que morreu após um bombardeio aéreo em sua escola, enquanto brincava de esconde-esconde, e agora assombra os banheiros de escolas japonesas.

Muitas crianças gostam de testar o imaginário invocando o espírito infantil – indo ao banheiro do terceiro andar, batendo na terceira cabine três vezes e dizendo "você está aí, Hanako-san?".

Dizem que se você ouvir alguma resposta, deve sair correndo. Se você for muito lento ou optar por entrar na cabine, Hanako o arrastará para o banheiro e você nunca mais será visto.

4. Kuchisake-onna (Mulher da Boca Cortada)

Qualquer pessoa que esteja familiarizada com as lendas urbanas japonesas a popular Kuchisake-onna. Este fantasma vingativo aparece como uma mulher aparentemente bonita, que perambula pelas ruas durante a noite. Ela usa uma máscara e carrega uma tesoura escondida.

As histórias afirmam que algumas pessoas podem encontrá-la em passeios solitários, e ela sempre pergunta se você a acha bonita. Assim como na lenda do Aka Manto, a vida da pessoa depende de sua resposta.

Se a vítima disser não, ela imediatamente o mata com a tesoura. Se disser sim, ela remove a máscara para mostrar sua boca – que foi cortada de orelha a orelha – com um sorriso assustador. A única maneira de escapar do espírito é dizendo que ela parece mediana.

5. Okiku Doll

A boneca Okiku existe e atualmente reside no Templo Mannenji, em Hokkaido. A história tem início em 1918, quando um menino comprou a boneca okappa (tradicional no Japão) para sua irmã mais nova

Pouco tempo depois, a menina acabou falecendo e sua família manteve a boneca, chamada de Okiku, em um santuário em memória a sua filha. Ao longo dos dias, eles notaram que o cabelo da boneca estava crescendo e concluíram que o espírito de sua filha estava habitando Okiku.

A família acabou se acostumando, mas eventualmente decidiu deixar a boneca no Templo Mannenji, onde permanece até hoje. O cabelo dela continua a crescer, mesmo com os cortes feitos pelos sacerdotes do templo, e muitos turistas decidem visitá-la pela popularidade da história entre as lendas urbanas do país.

Compartilhe com seus amigos!
Gostou do que leu?
Cadastre-se e teste o JivoChat agora mesmo!
É grátis e só leva alguns minutos para fazer o download