13 Dicas Básicas de SEO que Todo Site Precisa Ter!

Todo site precisa de SEO para ser encontrado no Google. Veja essa lista dos 13 pontos mais importantes para seu site posicionar bem no Google.

O SEO (Search Engine Optimization) é uma das principais estratégias do marketing digital. São as técnicas de otimização de sites para que eles sejam mais atraentes aos mecanismos de busca, isto é, ao Google. O Google têm “robôs”, algoritmos programados para rastrear toda a internet e elencar os sites de acordo com as buscas feitas pelos usuários. O resultado dessas buscas obedecem a um ranking de relevância e qualidade, sendo que as melhores posicionadas são as mais acessadas.

Confira aqui 13 dicas para montar uma boa estratégia de SEO:

1 - Mantenha-se atualizado

Os parâmetros que os robôs do Google obedecem, ou seja, o algoritmo, mudam constantemente. É a forma que a empresa tem de sempre melhorar o tipo de conteúdo que chega aos usuários, coibindo o mau uso do SEO e garantindo que as melhores páginas apareçam nos primeiros resultados. São cerca de 500 atualizações por ano, a maioria imperceptível, mas algumas são drásticas e podem mudar de uma hora para outra o seu rankeamento. Por isso a primeira dica é a mais importante: sempre fique por dentro de cada mudança nas regras do Google e mantenha o seu site atualizado de acordo com elas. Existem muitos sites especializados que noticiam sempre que o Google atualiza o algoritmo de pesquisa.

SEO atualizações

2 - Evite o black hat

Black hat são práticas para fraudar o algoritmo do Google e alavancar o rankeamento de uma página. É considerado desonesto porque utiliza-se de artifícios de webdesign para, por exemplo, ocultar palavras-chaves e links para os usuários, tornando-os rastreáveis apenas para os robôs. Ou seja, vende para o algoritmo algo que não entrega para o usuário que chega no site pela busca do Google. Por isso que os sites que fazem black hat são punidos severamente quando descobertos, caindo no fundo do poço do ranqueamento ou até mesmo apagados da busca. É uma estratégia desonesta e arriscada, que pode trazer prejuízos reais - imagina um site de uma loja virtual que não aparece de jeito nenhum na busca do Google?

3 - Palavras-chave

O grande conceito por trás do algoritmo do Google são as palavras-chave. É basicamente o que os usuários digitam no campo de buscas quando estão interessados em determinado assunto. Portanto, é o que você deve levar em conta para o conteúdo de seu site: quais são os seus temas? Qual é a busca mais fácil que o usuário deve digitar para chegar direto no seu site? Escolha as principais palavras-chave e produza conteúdo focado nelas - para mais tarde você pode começar a buscar palavras-chave secundárias, pouco concorridas, subtemas.

Veja também: 7 Ferramentas para Donos de Lojas Virtuais

4 - Conteúdo

Chegando aqui, a conclusão lógica é de que o uso indiscriminado de palavras-chave leva ao black hat e possíveis punições. Por isso que a qualidade do conteúdo é importante: mantenha seu site sempre atualizado, com textos aprofundados, interessantes e de qualidade, sempre levando em consideração as suas palavras-chave. Lembre-se que o algoritmo de busca do Google também leva em consideração indicadores como tempo de leitura, taxa de retorno, que mostram a ele que seu conteúdo é relevante.

SEO Conteúdo Relevante

5 - Plágio não!

Talvez você possa enganar o leitor, mas um robô, nunca! Facilmente o algoritmo consegue identificar plágio e claro que ele sabe de onde vem o conteúdo original. Evite a preguiça e ofereça sempre algo seu, com a sua cara.

6 - Relacionamento

Este é o terceiro tripé do SEO: não estamos sozinhos, estamos em rede. A essência da internet é o hyperlink, então faça uso deles. Faça link building: leve seus usuários a descobrir mais conteúdos de dentro de seu próprio site; indique outros sites que possam falar melhor sobre determinado assunto abordado por você. Busque parceiros: quando você for referência em algum assunto, outros sites de referência vão linkar para a sua página. Tenha reputação com quem já tem reputação.

Sugestão de Artigo: Ganhe Dinheiro Online

7 - Seja popular

O Google também leva muito em consideração a presença de sua página nas redes sociais. Claro, hoje elas respondem por grande parte do tráfego na web. Sua marca precisa estar no Facebook, Twitter, Instagram etc. Além de contribuírem para o melhor rankeamento no algoritmo, são poderosas fontes de tráfego para seu site. Não fique de fora.

8 - Tenha um site leve

Ninguém gosta de acessar um site que demora minutos para carregar. Isso o Google também leva em consideração: páginas pesadas são punidas no ranking. Por isso, busque otimizar o seu site junto a seu webdesigner: faça uma limpeza no código-fonte, utilize sempre imagens em resolução adequada. Inclusive o [Google oferece um teste](https://testmysite.thinkwithgoogle.com/intl/pt-br/) de velocidade e otimização, dando uma nota de 0 a 100 e sugerindo possíveis problemas a serem corrigidos.

9 - Na palma da mão

Hoje em dia, grande parte das pessoas acessam a internet pelo celular. Por isso é essencial também programar o seu site para ser responsivo, ou seja, que se adeque à tela dos dispositivos móveis e tenha um carregamento rápido. Esse é outro critério usado pelo robô do Google, que inclusive é analisado no teste do tópico anterior.

10 - Otimize as URLs

Outro aspecto importante é ter cuidado com os endereços de seu site. Se você tem um site sobre construção civil, por exemplo, não seria muito interessante a sua URL ser algo do tipo “www.sitedofulano.com”. Pense em algo relacionado ao seu mundo. Depois, busque sempre a objetividade: URLs curtas, fáceis de serem lidas pelo algoritmo. E para os links internos, lembre sempre de incluir as palavras-chave nas URLs dos posts.

11 - Não se esqueça das imagens

Imagens são elementos importantes em qualquer site. Deixam os textos mais atrativos e acrescentam informações à leitura. Nelas você também tem a oportunidade de inserir palavras-chave no nome do arquivo, legendas e metadados. Tudo isso ajuda o Google a rankear melhor o seu site. SEO para o Google

12 - Busca por voz

Cada vez mais comum por causa dos smartphones, a busca por voz muda um pouco a dinâmica das palavras-chave. Além de manter aquelas pequenas, diretas e específicas, invista também em frases mais longas, parecidas com o que os usuários “perguntam” ao Google: “Como faz tal coisa”, “Quantos anos tem fulano de tal?”. Uma boa dica é fazer posts de perguntas e respostas e escrever essas dúvidas nos títulos.

13 - Segurança

Se você tem recursos, invista num certificado de segurança SSL. Trata-se do protocolo HTTPS, que aparece no começo da URL nos navegadores junto a um pequeno cadeado. Pode notar, os maiores sites, que geralmente têm login de usuários, contam com esse recurso, que garante um acesso seguro via criptografia uma boa opção para isso você pode encontrar na Hostinger. Esse é mais um elemento que o Google valoriza na hora de rankear as páginas, embora não seja tão obrigatório assim se o seu site não tiver área de acesso para usuários.

Parcerias JivoChat: nosso programa de afiliados paga 30% recorrentes.

Transforme Visitantes em Clientes com a JivoChat

Agora que você já sabe como atrair tráfego orgânico, aproveite esses novos visitantes do seu site utilizando um chat online de qualidade superior como o JivoChat para conversar com seus visitantes e tranformá-los em clientes. O JivoChat é cobrado de acordo com a quantidade de operadores que você utilizar. Existe a versão FREE que é grátis para até 5 operadores com limitações de opções do chat e a versão PRO que traz ótimas funcionalidades para seu chat online. Veja a comparação das funcionalidades na página de preços.

Gostou? Registre-se agora no JivoChat para ter sua conta PRO de graça por 14 dias.

2018/03/26

Se você curtiu esse artigo você também pode gostar desses ...

Dicas para ecommerce, conversão e suporte