Como abrir uma loja virtual de roupas [Guia Completo]

Índice

Começar a empreender e criar uma loja virtual de roupas traz diversos desafios, sendo o maior deles, talvez, aproximar a experiência de compra online ao que o cliente tem quando compra suas roupas em uma loja física.

Mesmo assim, as lojas virtuais de roupas sofreram uma grande expansão nos últimos anos, representando mais de 40% de todas as vendas realizadas por e-commerce em 2020 no Brasil.

Apesar de existem inúmeras dúvidas na hora de abrir um novo negócio, atualmente é possível lançar seu e-commerce dentro de alguns minutos utilizando uma plataforma correta para isso.

Se você quer saber como abrir uma loja virtual de roupas, confira nosso artigo onde traremos dicas para você montar uma loja de roupa feminina, masculina, do segmento que você preferir.

Ilustração de 3 roupas na tela de um notebook aberto

Aumento do mercado virtual

De acordo com o notícias do Ecommerce Brasil, as lojas virtuais tiveram quase 20 bilhões de acessos no país em 2020. Mostrando dados do Relatório Setores do E-commerce no Brasil, feito pela consultoria Conversion.

Avaliaram os 200 maiores sites de vendas do país e os 15 principais departamentos para o e-commerce nacional, incluindo o setor de vestuário, moda e acessórios teve um aumento de 82%, e seu marketshare cresceu em 36%.

Além disso, diversos outros setores também obtiveram ótimos resultados, como o setor de comércio eletrônico, farmácia e saúde (64,10%), pets (73,20%), comidas e bebidas (91,20%), moda e acessórios (82,10%).

Passo a passo de como montar uma loja de roupas virtual

Antes de começar a criar sua loja virtual de roupas e vender suas peças, é fundamental traçar a estratégia da sua loja de roupas online. O que isso significa? É preciso tirar um tempo para planejar todos os detalhes de como seu negócio vai ser.

Existem outras alternativas para vender roupas pela internet, podendo utilizar marketplaces e redes sociais, como o Instagram. Entretanto, através de uma loja virtual, você consegue definir melhor as formas de pagamento e envio que deseja utilizar.

Além da maneira de expor seus produtos, a identidade da sua marca e muitos outros aspectos que dependem apenas de você. Então, criando uma loja virtual de roupas você consegue ter controle total do seu negócio.

Ilustração de uma mão colocando roupas no cabide

Pensando nisso, separamos algumas etapas na hora de começar a montar uma loja virtual de roupas.

1. Encontre um nicho de mercado

Como mostramos, o mercado de moda representa uma parte significativa do consumo do Brasil. Mesmo assim, você imagina que existem diversas lojas virtuais dessa categoria no mercado, entretanto, ainda é possível conquistar seu lugar ao sol.

Por isso é fundamental que você se especialize em um nicho de mercado. Com isso você define um segmento bastante específico, que ainda tenha uma necessidade não resolvida por outras lojas.

Ao invés de começar uma loja de roupa feminina, sem um foco muito definido, é possível se especializar em moda executiva, moda evangélica, entre vários outros exemplos.

Encontrando um nicho, você consegue diminuir a quantidade de concorrentes e aumentar a assertividade da sua estratégia, desde a escolha dos canais de divulgação da sua marca, até os produtos.

2. Conheça o seu público

Ao definir o seu nicho, você já consegue ter uma ideia de quem serão seus clientes. Mas, você deve ir além do que apenas saber quem é seu público-alvo, é importante que você estabeleça a persona da sua marca.

Basicamente, a persona é uma representação do seu consumidor ideal. Essas características serão definidas após algumas pesquisas mais genéricas de mercado. Mas, é possível apurar essas informações à medida que novos clientes foram conquistados.

Assim, você conhecerá melhor o público que está tentando conquistar e poderá oferecer a ele os produtos que mais lhe interessam, além de meios de pagamento online de preferência, entre outras coisas.

Foto de uma mulher mexendo em um notebook aberto e roupas penduradas ao fundo

3. Crie sua loja virtual de roupas

Após definir seu nicho e conhecer melhor sua persona, chegou o momento de escolher a plataforma de ecommerce que você irá oferecer seus produtos. Apresentamos aqui duas das melhores plataformas disponíveis no mercado.

Quando estiver avaliando as opções de plataformas de ecommerce, não leve em conta apenas o valor da mensalidade, busque analisar outros aspectos como:

  • Suporte técnico;
  • Otimização para SEO — otimização do sistema para que seu site seja encontrado pelos buscadores, como o Google;
  • Tempo de carregamento dos sites que usam a plataforma;
  • Responsividade do site para dispositivos móveis;
  • Facilidade de uso.

Dessa forma, você garante que o sistema em que sua loja virtual estará instalada não vai impedir o crescimento do seu negócio.

1. Wix

Uma excelente plataforma de ecommerce poderosa e completa é a Wix, onde você pode adicionar produtos ilimitados e aproveitar recursos como recuperação de carrinho de compras abandonados e venda nas redes sociais desde o plano básico para Ecommerce.

Para abrir uma loja de roupas virtual não é necessário nenhum conhecimento em programação ou web design. A ferramenta conta com diversos modelos de sites prontos completamente personalizáveis com um editor de arrasta e solta.

Além de um domínio personalizado e hospedagem de qualidade, a sua loja de roupas virtual será otimizada para dispositivos móveis, permitindo que seus clientes consigam navegar e comprar de onde estiver pelo celular.

A partir do plano Business Ilimitado, é possível promover seus produtos em marketplaces e inclusive fazer vendas por assinatura, com cobranças recorrentes. Vale a pena acessar, criar a sua conta e conferir os diferenciais da Wix.

Confira nossa avaliação completa para conhecer melhor todos os recursos oferecidos pela Wix.

Crie sua loja virtual com a Wix

2. Shopify

A Shopify é uma plataforma que já atende mais de 1.7 milhões de negócios no mundo inteiro e pode ser usada para criar seus próprios sites de vendas online.

Ele oferece modelos de sites profissionais, modernos e responsivos, ou seja, otimizados para que sua loja e seus produtos sejam exibidos perfeitamente em dispositivos móveis.

Crie a sua loja virtual da maneira que você desejar personalizando os temas disponíveis desde o conteúdo até as cores.

A plataforma de vendas também conta com uma ferramenta para analisar visitas e número de vendas de sua loja e cuidam de tudo, desde o marketing aos pagamentos, finalização de compras e do frete.

3. Nuvemshop

Outra excelente plataforma de ecommerce brasileira, a Nuvemshop permite personalizar sua loja de roupas virtual com mais de 40 modelos profissionais, que oferecem páginas de categorias, ferramentas de buscas com filtro e muito mais.

A Nuvemshop também conta com soluções para logística e entrega de mercadorias, ferramentas de marketing digital integradas e claro, um aplicativo para dispositivos móveis que te permite acompanhar tudo pelo celular.

A Nuvemshop também oferece sua própria loja de aplicativos com soluções projetadas para aumentar suas vendas, como o próprio JivoChat!

Não deixe de conferir nossa avaliação e descubra se vale a pena aprender como criar uma loja virtual Nuvemshop!

4. Regularize sua empresa

Para abrir uma loja virtual de roupas não é necessário ter um CNPJ, entretanto, é recomendado que você comece sua operação totalmente regularizado. Isso evita possíveis problemas burocráticos conforme seu negócio for crescendo.

Caso comece sozinho, é possível abrir uma MEI (Microempreendedor Individual). Nesse modelo é possível emitir notas fiscais, garantindo a legalidade da operação da sua loja virtual de roupas.

5. Encontre seus fornecedores

Outro ponto importante antes de montar uma loja virtual de roupas é saber quais são os produtos que você irá comercializar. Dessa forma, é fundamental encontrar os fornecedores certos.

Ilustração de um computador com uma loja e vários ícones de dinheiro e sacola

Analise e pesquise preços, prazos de entrega e qualidade das peças. Assim, você garante que os produtos que você irá oferecer aos seus clientes realmente são de boa qualidade.

Outra opção para quem quer vender roupas na internet é você mesmo produzir as peças que deseja comercializar. Por exemplo, lojas virtuais de camisetas estampadas pela própria marca costumam dar certo.

6. Cadastre suas peças

Após montar sua loja virtual em uma plataforma de ecommerce, a próxima etapa é cadastrar os produtos. Esse passo pode ser um pouco mais demorado, mas é fundamental realizá-lo com muita atenção.

Pois, em uma loja virtual, o cliente não tem a opção de sentir e nem experimentar os produtos. É preciso ter cuidado para que, através das descrições e das fotos, os usuários possam ver todos os detalhes das peças, aumentando as chances de conversão.

1. Descrições dos produtos

Na hora de descrever os produtos, não se limite apenas a copiar as informações enviadas pelos fornecedores. Informe também quais são os tecidos e as texturas de cada peça.

Além disso, é fundamental adicionar uma tabela de medidas. Dessa forma, o cliente pode escolher o tamanho correto da roupa e as chances de precisar trocar alguma peça diminuem.

2. Fotos

Assim como em qualquer outro tipo de produto que você queira vender no e-commerce, as fotos das roupas devem ter uma edição e uma iluminação que transmita as cores da peça de forma fiel.

Uma excelente ideia para publicar as fotos dos seus produtos é colocando imagens em still, ou seja, em fundo branco destacando as peças.

Alem disso, é interessante colocar modelos utilizando as roupas. Isso traz uma ideia melhor para os usuários de como é o caimento das roupas.

7. Forneça um provador virtual ao cliente

Uma forma de aproximar o cliente do produto é através do provador virtual. Quando falamos de venda de roupas e calçados, essa funcionalidade pode ser um grande diferencial para a sua loja virtual.

Através de uma inteligência artificial, o cliente disponibiliza algumas informações como idade, altura, peso e formato do corpo e o sistema estima o tamanho exato daquela peça para ele.

Essa tecnologia também favorece os lojistas, já que essa ferramenta aumenta a taxa de conversão e diminui os casos de troca de produtos.

8. Escolha as formas de pagamento

O próximo passo para criar uma loja virtual de roupas é escolher os meios de pagamento em seu e-commerce. É importante lembrar de oferecer diferentes opções para seu cliente.

Ilustração de duas telas e duas mão com um cartão e uma sacola

O meio de pagamento preferido dos consumidores no Brasil é o cartão de crédito, seguido pelo boleto bancário. O Pix também vem ganhando muito espaço nas compras realizadas pela internet.

No caso do Pix, uma opção bem interessante e que facilita a vida dos usuários é a exibição de um QR code, que ao ser escaneado, direciona o consumidor direto para a página de pagamento dentro do aplicativo do banco que ele utiliza.

É importante ficar atento às preferências específicas da sua persona, assim, você consegue disponibilizar as melhores formas de pagamento para o público que te consome.

9. Selecione os meios de envio

Outro passo fundamental na criação da sua loja de roupas virtual é garantir que as compras cheguem até o consumidor, por isso, é importante definir as formas de envio da mercadoria.

É interessante oferecer mais de uma opção para seus consumidores, normalmente, a mais barata terá um prazo de entrega maior, enquanto mais cara será mais rápida.

Uma forma interessante de atrair clientes é oferecer o frete gratuito como um benefício em algumas situações, como em compras acima de determinado valor ou em datas especiais, como a Black Friday.

É importante lembrar que, segundo o Código de Defesa do Consumidor, quem compra pela internet tem direito de arrependimento até sete dias após receber o produto. Por isso, muitas lojas virtuais possuem uma política de trocas.

Além de cumprir a lei, oferecer a possibilidade de devolução permite conquistar a confiança dos visitantes, especialmente quando falamos de lojas virtuais de roupas onde as peças podem acabar não servindo.

Para possibilitar esse processo de troca, existe o chamado logística reversa. Através dela, o cliente pode enviar o artigo de volta para  a loja e receber um novo. Muitas vezes, os custos de envio ficam a cargo do lojista.

10. Defina e informe seus canais de atendimento

Para finalizar as etapas para criar uma loja virtual de roupas, é fundamental escolher os canais de atendimento ao cliente. Através deles é possível tirar dúvidas e solucionar possíveis problemas dos seus consumidores.

Ilustração de uma pagina de um site de loja de roupas

Informe em seu site e em suas redes sociais quais são esses meios para entrar em contato com a sua loja.

Como divulgar a sua loja online de roupas?

Agora que você viu todos os passos de como abrir uma loja virtual de roupas, separamos algumas dicas para você divulgar e atrair visitantes para o seu negócio. Existem algumas estratégias de marketing que podem te ajudar, confira!

Tenha um plano de marketing

Para começar, é importante ter um bom plano de marketing. Esse documento é responsável por registrar vários aspectos das campanhas e ações de divulgação que você pretende fazer com a sua loja.

Uma boa sugestão para começar é focar em campanhas voltadas para os principais produtos da sua loja, aqueles que costumam chamar mais a atenção do público. Assim, você consegue capturar essa audiência para que eles conheçam mais da sua loja.

Escolha suas redes sociais

Outro ponto importante é escolher as redes sociais em que você vai estar, isso é fundamental para que a sua loja virtual de roupa fique conhecida. Você deve optar por aquelas que sua persona costuma acessar.

Foto de uma loja de roupas e 3 pessoas, uma delas usando um notebook, outra segurando um cabide

Quando falamos de roupas e acessórios, é interessante utilizar e explorar redes sociais que tenham um apelo visual, como o Instagram e o Pinterest. Dessa forma, você consegue criar publicações que enaltecem suas peças.

Como falamos, o Instagram possui um bom apelo visual e permite você criar uma verdadeira vitrine no seu perfil. Além disso, os produtos podem ser expostos e anunciados através da função do Instagram Shopping.

Essa funcionalidade coloca etiquetas de preço e links para as páginas desse produto no seu e-commerce.

Planeje seus anúncios

No começo, para atrair visitantes para a sua loja virtual, será preciso investir uma parte da sua verba em anúncios pagos. Escolha onde você deseja anunciar, como o Google Ads ou Facebook Ads, e em seguida selecione o objetivo da sua campanha.

Feito isso, e segmentando dessa forma o seu anúncio, você consegue exibir de acordo com informações demográficas e de interesses, atraindo pessoas que possam ter um interesse em produtos como o que você vende.

A cobrança desses anúncios pode variar de acordo com a plataforma escolhida, mas de forma geral, podem ser feitas da seguinte forma:

  • Custo por clique (CPC): o valor será cobrado a partir do número de cliques que um anúncio recebeu;
  • Custo por mil impressões (CPM), em que o preço é calculado a partir do número de vezes que uma peça foi exibida.

Assim, é possível ter uma estimativa de valores e conseguir limitar a campanha para ficar no ar apenas enquanto a quantia pré-definida por você estiver disponível ou durante um certo período.

Trabalhe o SEO (Search Engine Optimization)

Outra forma de divulgação da sua loja virtual é através das estratégias de SEO, para atrair visitas orgânicas para seu site. O Search Engine Optimization é uma forma da sua loja virtual aparecer entre os resultados de pesquisa do Google.

Ilustração de roupas penduradas em cabides

Uma forma é realizando otimizações em seu site, como o planejamento de palavras-chave nos títulos e descrições dos produtos. Nesse caso, a ideia é encontrar as palavras mais pesquisadas pelo público e aplicá-las nessa área para que o Google identifique.

Geralmente as estratégias de SEO costumam mostrar resultados a médio prazo, mas, o retorno após esse período pode ser bem relevante. Isso porque o usuário chegara no seu site por iniciativa própria, enquanto buscava algo na internet.

Como montar uma loja de roupas com pouco dinheiro?

Se você está se perguntando se precisará de muito capital para montar uma loja virtual de roupas, a resposta é que não é necessário muito investimento. Isso porque não precisa gastar com muito estoque, aluguel de um ponto ou pagamento de funcionários.

Dessa forma, para abrir uma loja virtual de roupas, é preciso fazer um planejamento de quanto será necessário investir em tecnologia, pensando na plataforma de e-commerce que você irá utilizar.

Foto de roupas penduradas em cabides

Além da quantidade de produtos comprados inicialmente é tudo que é necessário para fazer com que a sua loja virtual de roupa comece a funcionar. Além disso, busque por fornecedores que ofereçam um preço interessante.

Quais são as vantagens em fazer compras em lojas online?

Caso ainda esteja em dúvida se vale a pena investir em uma loja virtual de roupas, separamos algumas das principais vantagens que levam os consumidores a comprar em lojas online:

  • Funcionamento em tempo integral;
  • Opções diversas de produtos;
  • Opinião de outros usuários;
  • Variedade em pagamento;
  • Privacidade ao usuário;
  • Comodidade sem sair de casa.  

Aprendeu como criar uma loja virtual de roupa?

Esperamos que esse nosso guia tenha te ajudado a criar uma loja virtual de roupas e que você possa começar a montar o seu próprio negócio da forma correta.

Se você está na dúvida de onde começar a criar sua loja virtual, confira nosso artigo com 19 ferramentas para você criar uma loja virtual.

Início Blog Ecommerce Como abrir uma loja virtual de roupas [Guia Completo]
Se você curtiu esse artigo você também pode gostar desses ...
Comece a usar o JivoChat hoje!
Gostou do que leu?
Cadastre-se e teste o JivoChat agora mesmo!
É grátis e só leva alguns minutos para fazer o download